alcatruz

Alcatruz, s.m. (do Árabe alcaduz). Vaso de barro e modernamente de zinco, que se ata no calabre da nora, e vasa na calha a água que recebe. A. MORAIS SILVA. DICCIONARIO DA LINGUA PORTUGUESA.RIO DE JANEIRO 1889 ............................................................... O Alcatruz declina qualquer responsabilidade pelos postais afixados que apenas comprometem o signatário ...................... postel: hcmota@ci.uc.pt

30.6.14

 

A cortiça do SNS

O dinheiro que João ganha na cortiça permite-lhe pagar tratamentos médicos ao filho, despesas que diz serem exorbitantes ...

Etiquetas:


 

Portugal é líder incontestável no sector da cortiça.




“Não, as mulheres podem fazer isso e muito mais.”


São agora umas 16h quando entramos em casa de Vera, a 1h30 do montado alentejano. Vera toma banho, veste-se, põe saltos altos. Vai buscar uma amiga para irem ao ginásio no Montijo, uns 20 minutos de carro.

* A publicidade é líder inconstestada

Etiquetas:


29.6.14

 

Credo


Etiquetas:


26.6.14

 

Arcas de AmazoNoés

Para subir o Solimões
No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. 

Etiquetas:


25.6.14

 

Bem estar OCDE

O “bem-estar das pessoas” das 362 regiões de 34 países da OCDE – foi avaliado por oito itens:  educação, saúde, rendimento, emprego, segurança, ambiente, participação cívica e acessibilidade a serviços.

In this initiative, each region is measured in eight topics – income, jobs, health, access to services, environment, education, safety, and civic engagement. 
Portugal tem índices muito baixos em income, education and civic engagement; medíocres em jobs (salvo Centro - 14 val) ; suficientes em access to services (salvo Lisboa -15 val); bons em health (salvo ilhas - 4 a 5 val) e muito bons em environment (20 val nos Açores), safety (20 val no Norte).


1.      Custa a crer que a “saúde” de uma população possa ser aferida pela esperança de vida á nascença e pela mortalidade etária; sobrevida não é saúde. (A saúde dos açoreanos e dos madeirenses merece apenas 4 valores?).
     Tal como a segurança pela taxa de homicídios ou a participação cívica pela taxa de abstenção eleitoral ou sequer a acessibilidade a serviços pelo acesso a banda larga. Mas deverá ser ignorância minha.

2.      Mas parece-me muito útil este processo de analisar as discrepâncias dos dados sociais; o significado de uma grande discrepância será muito diferente se os percentis mais baixos ou os mais elevados forem próximos da mediana. 






Etiquetas:


24.6.14

 

dialética fluvial

Bacias que convergem vs taça para um dos que competem.

Rio Negro, cor de Coca-Cola.
Manaus nasceu no encontro do rio Solimões com o Negro; nesse encontro, que a FIFA não regista, não houve vencedores nem vencidos mas resultantes - o Amazonas e Manaus.














Em Acajatuba, maometanos convivem com judeus.


Caricas incrustadas
Em Manaus, consomem água engarrafada da cor da do Rio Negro.

Etiquetas:


 

Copa na Amazónia

Ariaú, Manaus
Baliza anfíbia 
Na época seca, para futebol; na época das chuvas, para polo aquático.

Etiquetas:


 

Manaos em Loriga

Casa das Redes em Manaus em 1918
Fonte em Loriga, oferta da Colónia Loriguense de Manaos em 1907

Loriga 1905-1907
Manaus 1918

Etiquetas:


 

Copa 2004

Caboclos a jogar à bola
Ariaú: No rio Negro a 50 km de Manaus.

Etiquetas:


23.6.14

 

Caprichosamente sai hoje

Manaus 2004

O porto para Óbidos, Santarém, Belém, Borba et al. Do Tejo para o Amazonas que sobem para desovar, como a lampreia, a truta e o sável.



Etiquetas:


 

Fazer figura


Manaus
Teatro Amazonas 1896 
Ciclo da Borracha










Arena Amazónia 2014
Ciclo do petróleo

Etiquetas:


 

À sombra da copa

Manaus; a FIFA à sombra da copa.

Etiquetas:


22.6.14

 

"Já não há rendas excessivas no sector elétrico"

Desacordo no setor
Na semana em que se soube que um grupo de ex-governantes e académicos escreveu uma carta a Passos Coelho pedindo mais cortes nas rendas da energia, o ministro do Ambiente e Energia diz que "a tarefa está concluída. Já não existem rendas excessivas no setor elétrico".


* Ou há  problema numa das três fases ou mero desacordo ortográfico; nada que um busca-polos ou um corrector não resolvam.

Etiquetas:


21.6.14

 

dialética

O rio que tudo arrasta e as margens que o constrangem
Os Espírito Santo frequentavam os gabinetes de Sócrates, elogiaram-no até ao dia em que o derrubaram, quando os seus interesses estavam em causa pela ameaça de bancarrota.  VPP

* Os pobres de espírito não frequentavam os gabinetes de Sócrates mas os balcões-armadilha dos bancos como pássaros encantados com a facilidade de crédito ("casas, carros, empresas, bens que foram consumidos nesta voragem da 'dívida'”) e só protestaram quando “os seus interesses estavam em causa pela ameaça de bancarrota.

Etiquetas:


 

Retro colonial

Elite cleptocrática angolana .... 
 a banca portuguesa


Outro aspecto crítico, .... é o papel de elite cleptocrática angolana que se exerceu também em Portugal através de uma colaboração estreita com a banca portuguesa que não se importou de contar malas de dinheiro trazidas meio às escondidas, meio com a complacência e colaboração das autoridades portuguesas, e assim permitir uma penetração na economia portuguesa, na comunicação social e na política. JPP

Etiquetas:


20.6.14

 

todos nós permitimos

 O humor nascia do absurdo da prática da FIFA, do gigantesco sem-sentido da sua actuação, do despropósito das declarações dos seus dirigentes, da insensatez da sua existência, da arrogância da sua relação com os Estados. É tudo cómico na FIFA porque o que todos nós permitimos que esta organização faça é totalmente absurdo e sem sentido. JOSÉ VÍTOR MALHEIRO

*Onde se lê FIFA, poderá ler-se FMI, banca, mercado, publicidade, Google - o guardião e decisor de facto da Internet.

Onde se lê “todos nós permitimos”, poderá ler-se “todos nós permitimos, franqueamos a porta e jogamos as peras”.

Etiquetas:


 

Os conteúdos do marketing

TSF [marketing.tsf@ciconteudos.pt]







Festa das Crianças amanhã | Oferta gelados e pipocas

Etiquetas:


19.6.14

 

teias


Etiquetas:


 

Crónica da "rede estratégica da dor no país”

Dor crónica custa mais de 4600 milhões de euros por ano em Portugal

1. Estudo estimou valores de problema que afecta 30% dos adultos.
O problema afecta sobretudo idosos, mas também uma grande parte de pessoas entre os 45 e os 60 anos.

Idade do Condor (71 aos 80) – condor aqui, condor ali.
* A idade de Condor portuguesa é muito mais precoce que a do resto do mundo.




2." Mas também percebemos que os custos são significativamente maiores nas mulheres, aliás quase o dobro do que nos homens.”.
* É por isso que dor é palavra feminina.



3.  Ainda assim, o também médico clarificou que a mudança de paradigma permitirá reduzir a factura de custos indirectos, mas com uma necessidade de aumento dos custos directos.
* E há quem diga que a dor não tem custo. 

4. Os dados foram recolhidos com base numa amostra inicial representativa da população portuguesa e composta por 5094 pessoas. Na amostra foram identificadas as pessoas com dor crónica e 562 aceitaram integrar a segunda parte do trabalho que detalhou as pessoas afectadas e respectivas despesas.
562 é 11% de 5094, a amostra inicial representativa.
30% de 5094 é 1528,2; 562 é um terço (36,8%) de 1528,2.  O terço que aceitou participar as despesas. 

Etiquetas:


 

Faz bem ao cancro

Malhas que a tolaliteracia tece.

Ao contrário da publicidade enganosa, as "células cancerígenas" agradeceriam se disso precisassem.
C.c. Quercus,  Liga para a Protecção da Natureza , "os Verdes", Partido da Terra  et. al. 

Etiquetas:


18.6.14

 

Pares



Sapatos de cristal; Joana Vasconcelos na Ajuda
Filipe VI no Palácio Real

Etiquetas:


 

ISIS militants march

Alimentos industrializados são a causa de doenças degenerativas modernas

Os alimentos industrializados são apontados como causa de algumas das doenças degenerativas modernas, como o cancro, a diabetes ou as falhas cardiovasculares, defendem alguns especialistas da área da saúde e nutrição contactados pela agência Lusa.

ISIS militants march on Baghdad with a bullet in the head for anyone who ... 



Etiquetas:


 

Uma velha quinta

Governo norueguês quer proibir os mendigos
Quem pedir esmola em lugares públicos será multado.


Etiquetas:


17.6.14

 

“Aquilo que eu não fiz”

Eu, meu, me, mim, não

Eu não quero pagar por aquilo que eu não fiz
não me fazem ver que a luta é pelo meu país.
Eu não quero pagar depois de tudo o que dei
não me fazem ver que fui eu que errei.

não fui eu que gastei
mais do que era para mim
não fui eu que tirei
não fui eu que comi
não fui eu que comprei
não fui eu que escondi
quando estavam a olhar
não fui eu que fugi
não é essa a razão
para me quererem moldar
porque eu não me escolhi
para a fila do pão
este barco afundou
quando alguém aqui chegou
não fui eu que não vi.

Eu não quero pagar por aquilo que eu não fiz
não me fazem ver que a luta é pelo meu país.
Eu não quero pagar depois de tudo o que dei
não me fazem ver que fui eu que errei.

talvez do que não sei
talvez do que não vi
foi de mão para mão
mas não passou por mim
e perdeu-se a razão
tudo o bom se feriu
foi mesquinha a canção
de esse amor a fingir
não me falem do fim
se o caminho é mentir
se quiseram entrar :
não souberam sair
não fui eu quem falhou
não fui eu quem cegou
já não sabem sair

Eu não quero pagar por aquilo que eu não fiz
não me fazem ver que a luta é pelo meu país.
Eu não quero pagar depois de tudo o que dei
não me fazem ver que fui eu que errei.

meu sono é de armas e mar
minha força é navegar
meu norte em contraluz
meu fado é vento que leva
e conduz
e conduz
e conduz.

Tiago Bettencourt
“Aquilo que eu não fiz”
Cem por Cento, Expresso E 13-Jun-2014

*32 vezes eu, meu + 11 vezes me,mim = 43; 34 vezes não.

Etiquetas:


 

Portela de Kasserine

1943

While complete disaster had been averted, the Battle of Kasserine Pass was a humiliating defeat for US forces. Their first major clash with the Germans, the battle showed an enemy superiority in experience and equipment as well as exposed several flaws in the American command structure and doctrine.


Etiquetas:


16.6.14

 

Bonecas

Tanto menos filhas mais bonecas?

2014
Mas, naquela casa, jamais qualquer criança, possuíra uma boneca, e eram os irmãos mais novos que as substituíam quando os embalavam nos braços e esmurravam em tombos pelos degraus. 

Agustina Bessa-Luís. A SIBILA. 1953

Etiquetas:


 

Medicamentos nas ETARs

Uma equipa de investigadores da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra (FFUC), revelou a presença de resíduos de vários medicamentos em águas de ETARs de Portugal (afluentes e efluentes).
O grupo farmacoterapêutico detetado em teores mais elevados foi o grupo dos anti-inflamatórios, seguindo-se os antidislipidémicos, os antibióticos e, por último, os ansiolíticos.
«Apesar de se ter observado uma elevada eficiência de remoção para alguns fármacos, os valores foram variáveis entre os grupos terapêuticos e ao longo do ano».

* 1. O excesso de anti-inflamatórios e ansiolíticos explicam os conhecidos brandos costumes dos portugueses nestes tempos de rija frustração de expectativas.
2.  A redacção também deveria ser incluída na avaliação dos riscos potenciais para o ambiente”.

Etiquetas:


15.6.14

 

Alcácer-Quibir

José Gomes Ferreira 
.... todos eram cúmplices numa renúncia.

... as pessoas sabem que existe uma burla genial, que estão a ser arrastadas para um destino trágico; mas subsiste o facto estético e todos se integram nele. Assim se explica o envol­vimento prodigioso na campanha de Alcácer-Quibir, os preparativos completamente insensatos, a loucura da participação teatral. Os alfaia­tes trabalham dia e noite, vestem os cavaleiros como para um baile, cobrem-se os fidalgos de pedrarias, de plumas, de sedas brochadas. É o sonho dum dormente que sabe que sonha e, no entanto, não consegue despertar. Só os velhos e os desgraçados arrancados a uma realidade de ofícios vulgares e sem opinião se debatem nessa imensa comédia que os torna comparsas indecisos ou revoltados.

Agustina Bessa Luis. O MOSTEIRO 1980

Etiquetas:


14.6.14

 

Xeques e Aiatolas

Nome em xeque
Xeque em nome

Etiquetas:


 

Rigor centigrado

Temperaturas sobem até aos 40 graus (39,59ºC

 Temperaturas máximas ...  vão chegar aos 40 graus centígrados até às 19h59 de domingo, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Etiquetas:


13.6.14

 

Pessoas que precisam

 As sociedades sempre precisaram de pessoas impiedosas, charmosas e que mentem”

* Sem “pessoas impiedosas, charmosas e que mentem” as sociedades seriam eventualmente diferentes; Pangloss diria que precisam.

Etiquetas:


 

Social-consumismo

Importa-se sem se importar

Aceleração das importações e desempenho mais fraco das exportações colocam economia mais próxima de antigo modelo de crescimento considerado pouco sustentável.


Etiquetas:


 

Ditosa pátria

Exames finais
Apenas 81% dos alunos do 1.º ciclo e 75% dos do 2.º ciclo tiveram uma classificação igual ou superior a 3, a Português.
Nas provas de Matemática tiveram positiva 64% dos estudantes do 1.º ciclo e 46% dos alunos do 6.º ano.

* Metade a um terço erra as contas.
Um quarto a um quinto percebe mal o que lê (ou percebe-se mal o que escreve).
A única melhoria significativa é a média de Português do 4º ano – passou de mau a medíocre.
Estarão preparados para férias mas não para a vida; para o ócio mas não para o negócio.
Seria útil um gráfico que avaliasse a responsabilidade destes resultados: ministros, professores, sindicatos, alunos, famílias ... 

Etiquetas:


11.6.14

 

Assistência Académica

Ameer é sírio, viveu toda a vida em Damasco,... onde estudava costura e design de moda.
Em 2011, começou uma revolução ... e a seguir uma guerra sanguinária.
A idade de Ameer era a mais perigosa para ficar por ali, se não quisesse acabar de arma na mão. E foi então que os pais lhe sugeriram que deixasse a Síria. A mãe, arquitecta, o pai, médico, ficaram.
Concorreu a bolsas de estudo para sírios pelo que veio para Portugal, no âmbito da Plataforma Global de Assistência Académica de Emergência a Estudantes, lançada por Jorge Sampaio.
Está em Lisboa a estudar Design no IADE – Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing.

* “Artes Visuais, Design e Marketing” IADE ser-lhe muito úteis quando regressar a Damasco.

Etiquetas:


10.6.14

 

A bula das indulgências

How Gut Bacteria Help Make Us Fat and Thin


In recent years researchers have become increasingly convinced that important hidden players literally lurk in human bowels: billions on billions of gut microbes.
A group in Amsterdam, meanwhile, is investigating whether transferring feces from lean to overweight people will lead to weight loss.



* É a anafada versão actual do molde mental de há cem anos - dos miudos que comiam bem e eram magros, dizia-se que teriam a “bicha solitária”. A eterna demanda da bula da indulgência para o pecado da gula.

Não nos deixeis cair em tentação e livrai-nos da malvada microbiota, amen.

Etiquetas:


Archives

12/2004   01/2005   02/2005   03/2005   04/2005   05/2005   06/2005   07/2005   08/2005   09/2005   10/2005   11/2005   12/2005   01/2006   02/2006   03/2006   04/2006   05/2006   06/2006   07/2006   08/2006   09/2006   10/2006   11/2006   12/2006   01/2007   02/2007   03/2007   04/2007   05/2007   06/2007   07/2007   08/2007   09/2007   10/2007   11/2007   12/2007   01/2008   02/2008   03/2008   04/2008   05/2008   06/2008   07/2008   08/2008   09/2008   10/2008   11/2008   12/2008   01/2009   02/2009   03/2009   04/2009   05/2009   06/2009   07/2009   08/2009   09/2009   10/2009   11/2009   12/2009   01/2010   02/2010   03/2010   04/2010   05/2010   06/2010   07/2010   08/2010   09/2010   10/2010   11/2010   12/2010   01/2011   02/2011   03/2011   04/2011   05/2011   06/2011   07/2011   08/2011   09/2011   10/2011   11/2011   12/2011   01/2012   02/2012   03/2012   04/2012   05/2012   06/2012   07/2012   08/2012   09/2012   10/2012   11/2012   12/2012   01/2013   02/2013   03/2013   04/2013   05/2013   06/2013   07/2013   08/2013   09/2013   10/2013   11/2013   12/2013   01/2014   02/2014   03/2014   04/2014   05/2014   06/2014   07/2014   08/2014   09/2014   10/2014   11/2014   12/2014   01/2015   02/2015   03/2015   04/2015   05/2015   06/2015   07/2015   08/2015   09/2015   10/2015   11/2015   12/2015   01/2016   02/2016   03/2016   04/2016   05/2016   06/2016   07/2016   08/2016   09/2016   10/2016   11/2016   12/2016   01/2017   02/2017   03/2017   04/2017   05/2017  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter