alcatruz

Alcatruz, s.m. (do Árabe alcaduz). Vaso de barro e modernamente de zinco, que se ata no calabre da nora, e vasa na calha a água que recebe. A. MORAIS SILVA. DICCIONARIO DA LINGUA PORTUGUESA.RIO DE JANEIRO 1889 ............................................................... O Alcatruz declina qualquer responsabilidade pelos postais afixados que apenas comprometem o signatário ...................... postel: hcmota@ci.uc.pt

30.11.12

 

Não me canso de admirar a criatividade dos publicitários e dos prestigiditadores de feira. Conseguem vender frigoríficos aos esquimós, criar necessidades que desconhecíamos, convencer-nos de que comprar muito com desconto é poupar.
Servem o seu amo, pondo o seu talento ao dispor do mecenas mercantil, o equivalente liberal dos artistas que colaboraram com o SPN/SNI.

as belas coisas inúteis...
E a gente, mesmo sem querer, entra no estabelecimento
e compra— louvado seja o Senhor!— o que nunca tinha pensado comprar.
Gedeão


Etiquetas:


 
Saúde/Beleza
Todas as mulheres têm direito a uma pele ideal.

 Independentemente da sua natureza, idade e estilo de vida, a pele pode transformar-se e atingir o seu ideal. A pele ideal não é mais um sonho.

* O exemplo de como o "mercado" com a conivência activa dos publicitários contribui decisivamente para a falência do SNS.
1) Mistura saúde com beleza
2) Todas têm direito a uma pele ideal, "fale  com o seu médico ou farmacêutico"
3) A Vichy Portugal tem remédio para isso, o SNS que pague.
4) A Vichy et al não exageram mais que a OMS que identifica saúde a bem-estar.

Para podermos suportar o Estado Social temos de o reformar
  
Foi a tentação da serpente que levou à perda do paraíso


29.11.12

 

1. Há anos que a própria União Europeia tenta eliminar estranhíssimos e velhos privilégios nos portos - em vão. Sempre que o fez, os estivadores uniram-se e protestaram, por vezes com uma violência brutal - vandalizaram edifícios da União Europeia. A directriz foi rapidamente guardada na gaveta e, nos últimos dez anos, ninguém mais ouviu falar dela.
2. Sucede que, por temerem represálias, os potenciais denunciantes de crimes de corrupção acabam por remeter-se ao silêncio.
* Pode dizer-se que, num caso e noutro, o poder estivou-se a agir.


 

Senso comum
Governo revela-se incapaz de reformar
Vítor Gaspar ...  falha nas previsões, brilha no debate parlamentar.
.... Há muitas mentes brilhantes que incorrem neste erro.... Por muito paradoxal que isso possa parecer, acabam por ter alguma afinidade com os seguidores do senso comum.

* Tal como Passos Coelho na entrevista de ontem.
O governo revela-se incapaz, mas
A oposição revela-se incapaz de argumentar,
Os entrevistadores revelam-se incapazes de interpelar.
Não admira que “os seguidores do senso comum” ajam como agem.

 

Carta dos 78
Os eleitores foram intencionalmente defraudados. Nenhuma circunstância conjuntural pode justificar o embuste.
O que ganhou o manifesto com estas duas frases?

Etiquetas:


 

Não se pode comer bifes todos os dias

* Não se pode e, sobretudo, não se deve.
Quando se não faz o que se deve, fica-se a dever.
Quando se faz o que se não pode, fica-se a dever também.

Etiquetas:


28.11.12

 

CHUVEIRO ECOLÓGICO
- Eliminação do cloro, ferro, bactérias e calcário
- Regula o PH da agua
- Regula o metabolismo
- Elimina cansaço
- Elimina inflamações de pele, anti prurido, ajuda na cicatrização
- Evita a queda do cabelo e elimina a caspa
- Optimo para eliminar odores, bactericida  e anti microbiana
- Poupa 40% de água
- B
asta substituir pelo chuveiro de mão já existente 
Encomende directamente na nossa loja online 

Etiquetas:


 

Da caducidade

Rui Tavares
As instituições não acabam no momento em que desaparecem. Vão acabando à medida em que as pessoas se forem convencendo de que elas são inúteis. Esta ideia poderia bem ser considerada pelo nosso parlamento.
*É o que acontece com as pessoas: os velhos vão morrendo aos poucos e os reformados sendo considerados inúteis – o que explica a espoliação fiscal em curso.  
Muitos são mortos adiados; há alguns,  raros, que sobreviverão ao funeral. Alguns são nado-mortos que apenas sobrevivem; outros, mal nascidos logo se arrependem – o que explica a súbita subida da taxa de mortalidade dos recém-nascidos. A morte é um processo como o nascimento.

Etiquetas:


27.11.12

 
Português e matemática LUSA
Transporte fluvial de mercadorias caiu 6,3% no terceiro trimestre
Segundo o INE, a redução de tráfego de 8,4% no terceiro trimestre, face ao período homólogo...
fluvial 
1. De rio; próprio de rio.
2. Que se faz em rio; que vive nos rios.

 

Catalunha

A força motriz do processo separatista, Artur Mas e o seu partido, sofreram uma pesada derrota nas eleições catalãs; agora Mas perdeu o controlo e o caminho da secessão ficou refém de movimentos nacionalistas mais radicais.
* É o que acontece na centrifugação.

Etiquetas:


 

A desproporção amnistiada

O comunicado dizia respeito à manifestação de 14 de Novembro e tinha essencialmente quatro pontos: (1) condenava o uso excessivo da força por parte da PSP; (2) condenava os actos de violência de um grupo de manifestantes que arremessaram pedras e petardos contra as forças de segurança;
Ao condenar o uso excessivo da força por parte da PSP, o comunicado não criticava o facto de a PSP ter usado a força. Criticava, antes, a forma como a PSP usou a força, considerando-a excessiva ou desproporcional.
* 1.      O comunicado da AIP não condenava os actos de violência contra a polícia, apenas os considerava reprováveis: “A Amnistia Internacional Portugal não deixa, porém, de assinalar a ocorrência, reprovável, de comportamentos violentos por parte de um pequeno grupo de manifestantes, como o arremesso de pedras e de petardos contra elementos das forças policiais."
2.       O critério da AIP também parece desproporcional
3.       Que peça um inquérito é razoável mas um inquérito a tudo o que se passou, sem escotomas.

Etiquetas:


 

Suspeita e casada

Etiquetas:


26.11.12

 

Aloenxerto

Não terá havido rejeição, o que não admira tratando-se de gémeos.

Etiquetas:


 

Revista revista


... pararam o país?
No total, o movimento de cargas nos portos nacionais cresceu 2,7% em Outubro .... 

Etiquetas:


 

Revista aberta

Nesta sociedade mediática, a opinião pública é a resultante de muitas forças; recordo duas antagónicas – a cultura, (família, tradição, escola, modelos sociais, feitores de opinião) e a publicidade, ao serviço do mercado.  Os media veiculam ambas.
Para capa do último número da Revista – de um semanário de referência – foi escolhida uma foto de Os homens que param Portugal.
Quem são, o que fazem e o que querem os estivadores, umas poucas centenas de homens que travam a economia nacional com greves que fazem cair as exportações.

*A foto dos homens que param Portugal contracena com um anúncio de relógio de luxo que também enche a contra-capa. 
Aliás, esse número da Revista dedica sete das primeiras 19 páginas inteiras a anúncios de relógios de luxo, além do da contra-capa.
Critério da opção por tão estranha notoriedade? O tempo, este tempo. E aquilo que faz mover o mundo, este mundo.

Etiquetas:


 

Carro novo para ir à Baixa

Pé de página Expresso 24.11.2012
* Critica a exigência de carro novo para ir à Baixa mas não a exigência de carro para lá ir.

Etiquetas:


 

Gil Listopad

Listopad, que quer precisamente dizer Novembro em checo, faz hoje 91 anos e faz este ano 50 que está em Portugal. Natural de Praga, ... é .. um homem de raríssimo nível cultural. Voltou à sua cidade natal, cerca de 30 anos depois, para encenar uma peça e escolheu Gil Vicente.

Etiquetas:


 

Sondagem


Portugueses descontentes com a amostra do i

No estudo i/Pitagórica, a abstenção situou-se entre os 40,8 e 49,8%, enquanto os indecisos são de 30,6%.


Etiquetas:


25.11.12

 

Padrão canceroso

Se não sabes onde vais para onde queres ir
porque teimas em correr?

Até há pouco a norma era: Consumi e endividai-vos!
Desde então passou a ser: Contribuí e empobrecei!
Em qualquer destas normas estavam ausentes a qualidade e a necessidade. E o senso, claro.
Agora a norma é crescer:
Fazer crescer o País 
Sem investimento não haverá crescimento e sem crescimento não haverá futuro...
Expresso 24.11.2012
Primeiro-ministro garante que emprego e a economia vão começar a  crescer em 2014
Cavaco: "Portugal tem de juntar factores decrescimento à execução orçamental
O ministro da Economia colocou a tónica no crescimento do País

PS e CGTP defendem novo modelo económico que promova crescimento


e, também aqui, não se divisam objectivos que não sejam quantitativos - PIB e tal; cresçam e depois se verá? Um padrão canceroso.


Eu quero só crescer, crescer perdidamente!
crescer só por crescer:  Aqui... além...

E é crescer, assim, perdidamente
É ser alma, e sangue, e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente!
Florbela oncoólica 

E o pior é que os portugueses, que em geral querem entusiasticamente a reforma de tudo, para se "modernizarem" e para "crescerem" como sucede lá fora, não querem qualquer reforma que os possa mudar a eles, nem àquilo a que por equívoco ou acaso se habituaram.  VPV

Etiquetas:


24.11.12

 

Para a Atlântida rapidamente e em força

O número de habitantes nas freguesias do país que confinam com a costa aumentou cerca 68% entre 1970 e 2011. Na prática, um em cada nove portugueses vive na costa.
A presença de edifícios saltou de 254 mil unidades em 1970 para 855 mil em 2011. Mais da metade – 490 mil – está desocupada.

* Desde 1970 que os tuga ajudaram a criar as condições para ter de emigrar; estando os outros continentes saturados e os outros planetas ainda inacessíveis, escolheram a Atlântida. A areia que falta nas praias  faz parte da bagagem; têm ensaiado anfibiologia com os urudelos durante as férias.
 * As gaivotas viviam no mar e vinham à costa abrigar-se das tempestades; agora com as lixeiras, também uma em cada nove viverá na costa

Etiquetas:


 

A caverna de Platão 

O mistério das imagens perdidas
* Parece dar-se mais importância às imagens do que aos factos que elas revelam. 

Etiquetas:


 

Da-nação europeia

Da não-Europa
Um reflexão de Eduardo Lourenço não se deve perder; que ele me releve o atrevimento mas eu titularia “Da-nação europeia”.

Etiquetas:


 

A obnubilação do sentido

Os intelectuais e a "anulação do destino"
JPP 
* tem razão, “os intelectuais não têm uma história particularmente brilhante de 'interpretação' dos tempos".
Passam uma esponja pelo passado que reescrevem e interpretam o presente em função do seu humor e resumem o processo histórico a “processo de intenções dos espíritos malignos que vagueiam pelo mundo para perdição das almas”: "... políticas cujo objectivo não é corrigir excessos, mas empobrecer estruturalmente o país, para que ele possa fornecer mão-de-obra barata, e atirar para a caridade ou para o estrangeiro os muitos milhões de portugueses..."
Uma maldição que não poupa os melhores.

Etiquetas: ,


 

A história terá que ser rebobinada


Sentença favorável à co-incineração em Souselas terá de ser reanalisada
"Seis anos depois" do início do processo, "mantém-se tudo em aberto, incluindo a possibilidade de virem a ser anulados" ...
Julgamento da 1.ª instância, em Coimbra, devia ter sido realizado por três juízes e não por apenas um relator, conclui TCA do Norte na sequência de um recurso interposto pelo Grupo de Cidadãos de Coimbra
Cortes de Coimbra terão de ser reconvocadas
"Seiscentos e vinte e sete anos depois" ... "mantém-se tudo em aberto, incluindo a possibilidade de outro D. João vir a ter sido rei de Portugal" ...
As Cortes de Coimbra deviam ter sido assessoradas por três meirinhos e não por apenas um, conclui TCA do Norte na sequência de um recurso interposto por Martim Vasques da Cunha em nome de um Grupo de Cidadãos de Coimbra.


23.11.12

 

Malha estreita


Os pescadores devolvem ao mar entre 10% a 60% do peixe capturado. O problema é que a maior parte desse peixe morre e acaba por não ser útil para ninguém.
Mas os pescadores também deitam foram o peixe que é demasiado pequeno - "os chamados juvenis, que deveriam ser deixados intactos para poderem crescer e tornar-se adultos".

* É o que acontece com os diagnósticos pouco fundamentados; médicos, judiciais, administrativos e outros. Julgam que para aumentar a eficácia basta apertar a malha da rede.
Também aqui, o "peixe deitado fora" e que "acaba por não ser útil para ninguém" é o que alimenta muitos tubarões, predadores que este processo fomenta. 

Etiquetas:


 

regras básicas

A democracia fechada à chave
O próximo congresso do PSD-Madeira decorrerá à porta fechada.
* Será isto um “atropelo às regras básicas da democracia”?  

Etiquetas:


 

admissão

"Admito que haja diferenças entre Seguro e crates"

 

Fósforo queimado


"Da maneira como a sociedade tem usado de forma crescente o fósforo, está também a colocar em causa a sua disponibilidade no futuro".

* O fósforo em causa? Cria que “Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma".
Terá sido por isso que Lavoisier foi guilhotinado?

Etiquetas:


 

Não usar pneus carecas


Preservativos gratuitos próximos da ruptura



Etiquetas:


22.11.12

 

Normalizados

Nada  a ver  2012

Os energúmenos não ultrapassavam a vintena. Eram sempre os mesmos os que atiravam pedras. Encontravam-se na primeira fila, distanciados dos manifestantes "normalizados". Eram até estes que se autodistanciavam. 


Alemães testemunham o que preferiram ignorar  








Nada a ver 1720-40
Auto de fé

Etiquetas:


 

PIB antibiótico

Sociobiologia atrevida 
Antimicrobial resistance surveillance in Europe 2011









Antibiotic resistance still remains a major European and global public health problem and is, for a large part, driven by misuse of antibiotics.

* É curioso que a taxa de resistência das bactérias aos antibióticos adequados seja significativamente menor nos países do quadrante Norte - os de PIB mais elevado. 
Os países europeus mais pobres são os que mais mal usam o que têm ou as suas bactérias neutralizarão o PIB tal como o fazem aos antibióticos?

Etiquetas:


 

A arte do jornalismo


 Imagens não exibidas (vulgarmente denominadas como 'brutos') ...

 “.. vede o que faz em uma pedra a arte. Arranca o estatuário uma pedra dessas montanhas, tosca, bruta dura, informe; e depois que desbastou o mais grosso, toma o maço e o cinzel na mão e começa a formar um homem, primeiro membro a membro, e depois feição por feição, até à mais miúda: ondeia-lhe os cabelos, alisa-lhe a testa, rasga-lhe os olhos, afila-lhe o nariz, abre-lhe a boca, avulta-lhe as faces, torneia-lhe o pescoço, estende-lhe os braços, espalma-lhe as mãos,  divide-lhe os dedos, lança-lhe os vestidos; aqui desprega, ali arruga, acolá recama; e fica um homem perfeito, e talvez um santo, que se pode pôr no altar." António Vieira. Sermão do Espírito Santo, 1657.

Etiquetas:


 

Verão



D. José e o seu cavalo vão deixar de ser verdes até ao Verão
* Depois regressa a cor actual.
Nota da Direcção: Estamos a resolver os problemas 

Etiquetas:


 

Público Privado


Etiquetas:


21.11.12

 

A moda das tachas e sobretaxas

Sobretaxa 

Picos e tachas para os uniformes urbanos

Símbolo de rebeldia e de pertença a uma tribo, as tachas subiram das ruas para a passerelle.
urbano 
[Figurado]  Afável; cortês; civilizado.
tribo 
Conjunto de famílias que constituem uma das divisões dos povos nómadas e de alguns povos bárbaros.
uniforme 
Vestuário que é idêntico para uma corporação inteira de indivíduos.

* Aos pobres as tachas das solas picavam os pés quando os poisavam; aos “uniformes urbanos” as tachas picam o dorso dos pés quando os levantam – por isso preferem deslizar nas passerelles. O peso do corpo é muito superior aos dos sapatos. Com as taxas acontece o mesmo.


Curiosa moda que leva os novos-ricos emergentes a mascararem-se de arcas encoiradas e de ouriços cacheiros (um dos mais conhecidos animais da nossa fauna) para uns minutos de notoriedade. 

Etiquetas:


 

Contra o p.c.


* N41, nova rede de activismo contra o apedrejamento da polícia.

Etiquetas:


 

Censo 2011

Censo

Entre 2011 e 2011 o número de famílias cresceu 10,8% e o dos alojamentos 16,3 enquanto o número de habitantes apenas cresceu 2%.
Foi a bolha imobiliária que desencadeou a queda deste castelo de cartas e é no imobiliário que mais se repercute.
Senso




Conte aos netos a pré-história da "bolha imobiliária" - a história dos 3 porquinhos e do lobo mau ao som de Jacques Brel

Etiquetas:


 

Felicidadita


O admirável mundo da economia da felicidade

O admirável mundo da economia da felicidade é hoje uma realidade. E este admirável mundo nem sequer é completamente novo: os pais fundadores da economia usavam a palavra felicidade e percebiam que esse era o fim último da ciência e da política económica.
* Admirável mundo novo que considera que é preciso economizar a felicidade.

Etiquetas:


20.11.12

 

Cirurgia a frio


Sociobiologia atrevida 
A troika esteve em Portugal, constatou que já foram executadas ou estão em curso 95% do total de medidas do programa e isso é sem dúvida uma boa notícia. Mas o que ficou por ser dito e encarado com realismo e verdade é o custo que essas medidas provocam e que podem continuar a provocar no futuro próximo.

* Estamos quase no fim duma cirurgia como se estaria antes da era da anestesia – a frio. Esperava-se que o doente sobrevivesse ao pós-operatório, que a ferida não infectasse e que o tumor não recidivasse. 
A dor era um dano colateral inevitável que havia que aguentar.

Etiquetas:


 

Parábola


A U shaped graph is known as a parabola. O a (ah) é o símbolo gráfico do som do riso.













 A fórmula algébrica para atingir a felicidade será pois um a minúsculo; poderá ser pequeno – um sorriso - mas positivo, que os negativos causam tristeza.

Etiquetas:


 

Macacos como nós

Chimpanzés e orangotangos têm uma curva da felicidade, tal como nós.



É curioso que a curva de felicidade ao longo da vida tenha a forma de um U , atingindo o mínimo a meio da vida. 

Sugiro que felicidade se passe a escrever com U – felicUidade – para lembrar que há que cuidar dela a meio para que chegue ao fim como era no princípio.
O U é a forma simbólica da boca numa face alegre.

Etiquetas:


19.11.12

 

maus governos


... a democracia, como explicaram Winston Churchill e Karl Popper, não garante os melhores governos. Mas garante que podemos despedir pacificamente os maus governos - coisa que o regime de partido único não consegue fazerJC Espada
... os maus ou os que não satisfazem os eleitores?

Etiquetas:


 

Saldos


“Forbes” coloca Portugal entre os melhores países para fazer negócios 
... evitar que, no futuro, a rapacidade de algumas multinacionais procure em Portugal terreno fértil para práticas dignas das repúblicas das bananas. 


Etiquetas:


 

Inimputáveis?

Cobardes
1. A dezena e meia de agressores que passou uma hora a lançar pedras da calçada a polícias, não lhes têm chamado aquilo que eles são: cobardes.
2. Merece também a qualificação o ministro da Administração Interna, e
Outros políticos, do primeiro-ministro ao Presidente da República e ao líder do PS.
* Seria coerente que para Rui Tavares, o excelente colunista do Público, merecessem também a qualificação os polícias ou, pelo menos, “a polícia que foi indiscriminada e brutal” a coberto da sua força e autoridade, com “práticas de humilhação e violência psicológica (obrigar jovens mulheres a despirem-se completamente, por exemplo) a pessoas que na sua grande maioria estavam completamente inocentes".
Mas não, ignorou-os tão completamente quanto a inocência da grande maioria das pessoas que terão sido por ela sujeitas a “práticas de humilhação e violência psicológica”. Ignorou-os por considerá-los completamente irresponsáveis ou inimputáveis?

Etiquetas:


Archives

12/2004   01/2005   02/2005   03/2005   04/2005   05/2005   06/2005   07/2005   08/2005   09/2005   10/2005   11/2005   12/2005   01/2006   02/2006   03/2006   04/2006   05/2006   06/2006   07/2006   08/2006   09/2006   10/2006   11/2006   12/2006   01/2007   02/2007   03/2007   04/2007   05/2007   06/2007   07/2007   08/2007   09/2007   10/2007   11/2007   12/2007   01/2008   02/2008   03/2008   04/2008   05/2008   06/2008   07/2008   08/2008   09/2008   10/2008   11/2008   12/2008   01/2009   02/2009   03/2009   04/2009   05/2009   06/2009   07/2009   08/2009   09/2009   10/2009   11/2009   12/2009   01/2010   02/2010   03/2010   04/2010   05/2010   06/2010   07/2010   08/2010   09/2010   10/2010   11/2010   12/2010   01/2011   02/2011   03/2011   04/2011   05/2011   06/2011   07/2011   08/2011   09/2011   10/2011   11/2011   12/2011   01/2012   02/2012   03/2012   04/2012   05/2012   06/2012   07/2012   08/2012   09/2012   10/2012   11/2012   12/2012   01/2013   02/2013   03/2013   04/2013   05/2013   06/2013   07/2013   08/2013   09/2013   10/2013   11/2013   12/2013   01/2014   02/2014   03/2014   04/2014   05/2014   06/2014   07/2014   08/2014   09/2014   10/2014   11/2014   12/2014   01/2015   02/2015   03/2015   04/2015   05/2015   06/2015   07/2015   08/2015   09/2015   10/2015   11/2015   12/2015   01/2016   02/2016   03/2016   04/2016   05/2016   06/2016   07/2016   08/2016   09/2016   10/2016   11/2016   12/2016   01/2017   02/2017   03/2017   04/2017   05/2017   06/2017  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter