alcatruz

Alcatruz, s.m. (do Árabe alcaduz). Vaso de barro e modernamente de zinco, que se ata no calabre da nora, e vasa na calha a água que recebe. A. MORAIS SILVA. DICCIONARIO DA LINGUA PORTUGUESA.RIO DE JANEIRO 1889 ............................................................... O Alcatruz declina qualquer responsabilidade pelos postais afixados que apenas comprometem o signatário ...................... postel: hcmota@ci.uc.pt

30.6.07

 
Leis da Física contra o bafio

"Os portugueses hão de ser livres, quer queiram, quer não"
Pedro IV ao largo do Mindelo

"Toda a força exercida sobre um corpo desencadeia uma igual mas de sentido contrário". Newton

Cavaco Silva converte-se à Europa por cepticismo com Portugal e os portugueses, convencendo-se que, não havendo forças endógenas para a mudança, mais valia confiar nas forças exógenas.
JPP. Público 30-6-2007

Mariano Gago... por cepticismo com as Universidades e os lentes, convencendo-se que, não havendo forças endógenas para a mudança, mais valia confiar nas forças exógenas.

 
Poder na Universidade

1. O ministro Mariano Gago decidiu alterar o esquema de poder das universidades. Virou contra si toda a gente. Se há lugares fechados, corporativos e bafientos, são as universidades. E se há pessoas pouco dispostas a mudar são os senhores reitores e os senhores professores, que entre si distribuem o poder académico.
Aplauda-se, pois, a mudança. H. Monteiro. Expresso 30-6-2007

2. Com os protestos generali­zados e vigorosos das oposições parlamenta­res, dos reitores, dos pro­fessores e dos estudantes univer­sitários, a maioria socialista apro­vou sozinha, na quinta-feira, a lei do regime jurídico das institui­ções do ensino superior. Todas as outras partes interessadas a contestam e se queixam de não terem sequer tido tempo para apreciar a proposta de lei e apre­sentar contrapropostas.
Se há casos em que este mode­lo de governar com muita pres­sa e voluntarismo não deve ser aplicado, o da lei em questão é um deles. Quanto mais não seja pelo respeito devido às institui­ções de ensino superior, que têm direito ao seu próprio gover­no estável e coerente segundo modelos que não mudem sem­pre que há eleições.
F. Madrinha. Expresso 30-6-2007

Etiquetas:


 
Opiniões sobre o futuro do CCB

1. Exposições como a 'World Press Photo' ou 'Frida Kahlo, Vida e Obra' não volta­rão ao CCB. O CCB "não tem literal­mente qualquer espaço expositivo". Mega Ferreira.

2. Os 20% da Colecção Berardo que agora ocupam a totalidade do museu recém inaugurado só estarão expostos até Outubro. A partir dessa data, o antigo Centro de Exposições do CCB passa a receber exposições temporárias e a colocar em destaque apenas alguns núcleos da colecção.
'Um Teatro sem Teatro' é a mostra temporária de estreia do novo museu. São 400 documentos e obras oriundos de todo o mundo.
Já em 2008, o Museu recebe o BesPhoto e a exposição de Ângela Ferreira que representou Portugal na Bienal de Veneza. De Maio a Agosto uma retrospectiva da obra de Le Corbusier, uma co-produção com o Centro de Arquitectura de Roterdão e o Barbican Center de Londres.

Expresso 30-6-2007

 
O que querem os lisboetas (Expresso)

1. Lisboetas não querem aeroporto na Portela.
Eu creio que a maioria deseja que a Portela desapareça, dado sofrerem na saúde, na incomodidade e no potencial perigo as agruras des­sa localização.
J. A. Sousa Monteiro. Professor da Universidade Lusófona.

2. 59% dos lisboetas querem manter a Portela.
59% de que % da amostra de (quantos) lisboetas que aceitaram responder? Inquérito telefónico?
Eurosondagem

 
Sustentabilidade do Financiamento do SNS

É curioso que seja um economista a questionar se “o primado do orçamento e das finanças sobre o da prestação exaustiva dos necessários cuidados técnicos de saúde, em vez de ser ao contrário, não condicionará os médicos no exercício das suas funções meramente clínicas?” (António Lares dos Santos. Público 30.06.2007) enquanto um editorial (Amílcar Correia) festeja o resultado sem reservas - nem quanto aos dados nem quanto às consequências do processo.
Resultado que não parece tão satisfatório para a Comissão para a Sustentabilidade do Financiamento do Serviço Nacional de Saúde - Conclusão 1: Para garantir a sustentabilidade financeira do SNS é necessário adoptar diversas medidas simultaneamente, não sendo identificável uma que, por si só, a assegure.

Etiquetas:


 
Maleitas da Saúde

1. O ministro da Saúde na Ordem dos Economistas. António Lares dos Santos
2. Em Portugal, a colaboração do Estado com os pequenos pides do PS já não é uma vergonha.
Vasco Pulido Valente
3. Correia de Campos demitiu directora por "incapacidade"

4. Portugueses mais ricos acham que saúde em Portugal melhorou e os mais pobres dizem que piorou.
Para os inquiridos, a maior responsabilidade do estado actual da saúde é do Governo - o bom e o mau.

Duas notícias e duas opiniões sobre o MS no Público de hoje.
Três põem em causa o Ministro; na última responsabilizam-no pelo bem e pelo mal.


 
um pequeno acidente

Um motorista de uma empresa de transportes públicos de Penafiel foi detido à entrada da garagem, com 3,1 gramas de álcool no sangue, pouco tempo depois de ter provocado um pequeno acidente de trânsito numa estrada municipal do concelho.

* Qual o maior risco, com um grãozinho na asa ou embriagado? Uma alcoolémia de 3.1 ou 1.3
g/L?

 
Deveria ser no Estádio da Luz

Carmona contra sala de chuto em Benfica. Público 30.06.2007

29.6.07

 

Ouguela
resistir

 
Lean thinking

«Nas organizações apenas uma pequena percentagem das actividades acrescentam valor. A maioria (cerca de 90%) são desperdício e como tal devem ser eliminados», sob pena de «comprometerem seria­mente a competitividade dos negócios», defende João Paulo Pinto, presidente da Comunida­de Lean Thinking, que esteve ontem na Comissão de Coorde­nação e Desenvolvimento Regi­onal do Centro para apresentar o pensamento lean como um novo paradigma de gestão, capaz de criar valor nas organiza­ções públicas e privadas e fazê­-las atingir um aumento de pro­dutividade até 55%. Diário de Coimbra 28-6-2007
.......................................................................................................community.corest.com/images/cerebro.gif
* Tudo o que comprometa os negócios deve ser eliminado?
Lean thinking ? Sem gordura não há pensamento; mais de metade da massa sólida do cérebro é gordura!


 

Quadros do Museu Berardo escolhidos para alguns Ministérios
2. É o que acontece a quem "não reunir as condições para garantir a observação das orientações superiormente fixadas para a prossecução e implementação das políticas desenvolvidas pelo Ministério ".

 

Quadros do Museu Berardo escolhidos para alguns Ministérios

1. Com língua de palmo

 
O despacho

1. "Não invocar o Seu santo nome em vão"
2. "Viatura IC-44-23 referenciada junto ao Teatro Avenida em 18-5-73 quando o TEUC levou à cena a peça "O ASNO": informação constante do processo da PIDE de alguém que era considerado "desafecto ao regime" e, portanto, merecedor de vigilância especial pelos bufos.
Há 250 anos, ser "fameliar do Stº Offício" era motivo de orgulho digno de figurar na verga da porta.
3. Os fameliares são prudentes; mais vale prevenir, não sobre para eles.
4. Redacção de despacho coerente com o dito.
5. No nosso tempo, a PIDE impedia o acesso à função pública a quem “não oferecesse garantias ao regime”.
No PREC também : ....
os funcionários que, mostrem não oferecer garantias de idoneidade ou que revelem desrespeito pelo Programa do MFA serão: a) Transferidos b) Suspensos sem vencimento pelo período de seis meses a três anos;c) Aposentados compulsivamente;d) Demitidos.
ARTIGO 2.°1.DECRETO-LEI N.º 123/75 DE 11 DE MARÇO

 
O Processo

1. O cartaz, uma fotocópia de uma entrevista dada pelo ministro com o título "Nunca vou a um SAP nem nunca irei" foi afixada num SAP com ilações manuscritas.
2."um membro do PS local
fotografou o cartaz" e "enviou as fotos para a ARS/Norte".
3. A ARS "queria que (a directora) instaurasse um
processo disciplinar ao médico, mas ela recusou, porque já o tinha repreendido e o cartaz retirado". A ARS "exigiu a sua demissão". Como não o fez, "foi exonerada por …".
4. "por não ter tomado medidas relativas à afixação, nas instalações daquele Centro de Saúde, de um cartaz que utilizava declarações do Ministro da Saúde em termos jocosos, procurando atingi-lo".

5. "não reunir as condições para garantir a observação das orientações superiormente fixadas para a prossecução e implementação das políticas desenvolvidas pelo Ministério da Saúde".

28.6.07

 

- Que escreverei companheiro?

- Todo Mundo sem Ninguém
.
.
.
.
Ninguém - Como hás nome cavaleiro?
Todo Mundo- Eu hei nome Todo Mundo
.........................e meu tempo todo enteiro
.........................sempre é buscar dinheiro
.........................e sempre nisto me fundo.

Berzabu - Esta é a boa experiência
..................Dinato escreve isto bem
Dinato - Que escreverei companheiro?
Berzabu - Que ninguém busca conciência
............... ...e todo o mundo dinheiro.
Ninguém - E agora que busca lá?
Todo Mundo – Busco honra muito grande.

Berzabu - Outra adição nos acude.
..................Escreve logo i a fundo
..................que busca honra todo mundo
..................e ninguém busca virtude.

http://www.quimera-editores.com/vicente/pdf/Lusitania.pdf


 
CCB Chiado

Mais de 23.500 pessoas visitaram o Museu Colecção Berardo nas primeiras 24 horas.

«Todo Mundo» vai ao Chiado

e «Ninguém» sabe porquê...
António Ribeiro (Chiado)

 
Os benefícios do tabaco
Vasco Pulido Valente Público 28.06.2007
A não perder; uma saborosa sátira da dependência .

 
Apelo à objecção da inalação passiva

A solução que agrada a muitos parlamentares é a de deixar a cada cidadão a opção de ser cliente ou não de um estabelecimento poluído. Este raciocínio - inaceitável em políticos que têm o dever de zelar pela Constituição - ignora olimpicamente um pressuposto central da lei do tabaco: o de que há trabalhadores que são obrigados a inalar a poluição alheia, se querem levar o salário para casa no final do mês.
Ricardo Garcia. Público 28.06.2007

 
A reforma do ensino superior

Normas e mais normas, numa sofreguidão regulamentadora que repete os erros da pior tradição legislativa.
Portugal tem de resolver um dilema:

1. ou confia ... nas suas instituições, dando-lhes autonomia e liberdade, avaliando-as, responsabilizando-as e obrigando-as a uma exigente prestação de contas,
2. ou desconfia delas e coloca nas mãos dos governos e das burocracias a regulamentação da vida ....
António Nóvoa. Público 28.06.2007

 
A reforma do ministro Gago

A proposta de lei da reforma do ensino superior tem 184 artigos e 99 páginas de texto.

27.6.07

 
A aranha na sua teia espera

Na teia - a rede que os mosquitos não vêm; lá caídos, de lá não saem, cada vez mais embrulhados.

 
Dois milhões de pernas inquietas

"Estas pessoas são aquelas que se sentam ao nosso lado no cinema e estão sempre a dar-nos pontapés". "O nome da doença não é feliz. É um bocadinho infantil, como se fosse uma doença de brincar." "O problema não está nas pernas. A causa é cerebral."
"Diria que um milhão de portugueses tem esta doença" Joaquim Ferreira, neurologista do I. Medicina Molecular e do Hospital de Santa Maria. Público 27.06.2007

Sinal inquietante. Haverá um milhão de doentes ; está explicado o esvaziamento das salas de cinema e o descalabro financeiro do SNS. A causa é cerebral.

Etiquetas:


 
Liberdade condicionada

"A liberdade de escolher não é legítima no plano da saúde pública", afirma Sérgio Vinagre, da Sociedade Portuguesa de Tabacologia. Público 26.06.2007

* A despenalização da IVG por escolha da mulher não era para resolver um problema de saúde pública?

Etiquetas:


 
A birra das bandeiras

Metade de uma instituição e metade da outra?
Bandeiras do CCB de um lado e de Joe do outro
ou seis bandeiras do CCB, à ponta, e 39 de Berardo?
Nenhuma do CCB e todas de Berardo?
Público 27-6-2007

................................................Será assim no dia da OPA sobre o CCB.

 
Negócio é negócio

A primeira peça que comprou “foi um Vieira da Silva. Era capa de catálogo da Sotheby’s. Como somos portugueses e era a primeira vez que a Vieira da Silva era capa da leiloeira, decidimos logo ali.”
Berardo garante estar a perder 7.5 milhões de euros por cada ano que a sua colecção fique no CCB.
Expresso. Única 23-6-2007

Etiquetas:


 
A inauguração

VISITANTES FASCINADOS COM A ARTE E PIROTECNIA
O tamanho da fila desencorajava. Mas rapidamente se percebia que avançava depressa.
O piso de entrada (1), bengaleiro e bilheteiras, nada tem para ver.

De quando em vez, enquanto visitantes percorriam salas e corredores, destacava-se uma música de fundo e muitos eram os que acorriam às janelas para ver o espectáculo de pirotecnia.
Sofia Canelas de Castro / Rui Arala Chaves

Etiquetas:


26.6.07

 

Quadro principal retirado da Colecção Berardo
Por ter desobedecido a ordens do chefe de gabinete do Ministério da Cultura.

 
É proibido fumar nas paredes


Os peritos defendem " uma lei do tabaco que não permita fumar nos hotéis, restaurantes, bares e discotecas, pelo direito de respirar ar livre de tabaco …." Público 26.06.2007

 
Aeroporto de Lisboa ao nível dos de Londres, Berlim e Paris.

O aeroporto de Lisboa é o quarto pior da Europa que mais população afecta, essencialmente com o ruído, segundo uma escala elaborada por uma organização não governamental britânica.
No topo da tabela está o aeroporto de Heathrow, Londres (com 504 mil pessoas afectadas), seguido de Tegel, Berlim (360 mil) e Charles de Gaulle, Paris (216 mil).
O aeroporto da Portela afectará 180 mil lisboetas, a par do de Orly (Paris) e Hamburgo (Alemanha).

* A redacção das notícias é a quarta pior da Europa que mais leitores afecta.

Etiquetas:


25.6.07

 




O manjerico na antena de TV
o 4º Santo Popular


Manjerico. s. m., Bot., planta aromática semelhante ao manjericão. (Priberam). Elucidativo.

 
A tentação de extrapolar
The claim that "prebiotics" support a baby's "natural defences" is also ruled out.
.
Salzedas

 
A causa ou a culpa
Quem faz "uso excessivo" de consultas deve pagar mais. Público 25-6-2007

1. Perspectiva enfadada: castigue-se Calimero.
2. O doente que mais tosse, o que mais sangra, o que mais chora, mais paga?
- Não, que a estes foi diagnosticada uma “doença”; só pagam os que não têm diagnóstico e os “hipocondríacos” – os que sofrem sem “doença”.
Perspectiva burocrática: castigue-se quem não encaixa no padrão CID-10.
3. Se há uma sobre-utilização dos serviços, "há um problema que é preciso investigar". Sakellarides.
Perspectiva racional: investigar a causa para tentar solucionar o problema.

Etiquetas:


 
Reitor da U. Lusófona acusa criminosos da Pátria e da Humanidade …!

1. O anúncio "Inscrições para exames de Me­dicina para República Checa" constitui mais uma gota de água que deve fazer transbor­dar o vaso da indignação de todos os portu­gueses relativamente às Faculdades de Me­dicina, à Ordem dos Médicos e outros Gru­pos de Missão, que continuaram, impávidos e serenos, ao longo dos anos, a impor o seu arsenal de restrições e de privilégios.
2. Mesmo que fosse verdade que Portugal ti­nha médicos em número suficiente só que mal distribuídos, não se darão conta esses senhores do que tal atitude implica de espíri­to tacanho e incapaz de entender que, além do seu Portugalzinho corporativista, existe to­do o 'espaço europeu', todo o 'espaço lusófo­no' e todo o 'espaço universal', onde a even­tual e oxalá um dia real superabundância de médicos portugueses seria certamente bem-vinda e benfazeja!
3. É por isso que dirijo a Vossas Excelências o meu 'Acuso!' … con­tra estes verdadeiros criminosos da Pátria e da Humanidade …!
4. Foi a carta-aberta de Zola ('J'Accuse!') que fez mudar o curso da (in)justiça e da história no caso Dreyfus.
Fernando dos Santos Neves. Reitor da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Expresso, 23-6-2007

1. O numerus clausus de Medicina foi sempre definido pelo Ministério respectivo. Os peritos do Grupo de Missão (Plano Estratégico para a Formação nas Áreas da Saúde) eram presididos por Alberto Amaral, engenheiro químico, ex-Reitor da Universidade do Porto. O Conselho de Ministros reconduziu-o na coordenação do grupo de acompanhamento, que tem recusado pedidos de novas Faculdades de Medicina (a que se candidatara a Universidade Lusófona, entre outras), com o apoio do governo.
Desta forma é difícil ver como as “Faculdades de Me­dicina (e) a Ordem dos Médicos, continuaram … a impor o seu arsenal de restrições e de privilégios”; é ainda mais difícil ver quais os privilégios que os Gru­pos de Missão defendem embora sejam claros os argumentos contra mais Faculdades de Medicina, cujo número já ultrapassou a norma europeia.
2. Seria de esperar que o reitor da Universidade Lusófona a levasse a criar Faculdades de Medicina (e de Enfermagem) nos PALOP, um “espaço lusófono” ou “no 'espaço europeu' em vez de se queixar de falta de médicos portugueses para exportação.
3. Como antigo membro do Conselho Científico duma Faculdade de Medicina e membro da Ordem dos Médicos não serei imparcial mas indignou-me ver-me incluído entre os acusados de “verdadeiros criminosos da Pátria e da Humanidade” mesmo que por omissão.
A insensatez da acusação e dos argumentos transformou a indignação em problema clínico; preocupa-me vê-las subscritas por um Reitor duma Universidade que se assume como Zola e Dreyfus simultaneamente.

24.6.07

 
Aborto a pedido: as razões invocadas

Razões invocadas pelas mulheres que pretendiam abortar:
Motivos económicos - 38%;
Desejo de não ter mais filhos-29% e
"Situação profissional"- 27% .

A maior parte diz que usava contracepção, mas não sabe explicar o que falhou.
Linha Opções, da Associação para o Planeamento da Família. Público 15.06.2007

* Como na eutrofia, o descuido exagera a produtividade. A IVG é a monda.

 
Mal de amor

Para Santa Clara foi também escon­der-se Guiomar, filha de Pedro Nunes, cosmógrafo-mór do reino e professor da Universidade.
O escândalo deu-se na igreja de S. João de Almedina quando ela se levantou em plena missa e declarou que Heitor de Sá lhe havia prometido casamento!
Heitor de Sá, sem vergonha, - os Sás de Coimbra sempre tiveram fama de gente ruim - declarou que tal nunca lhe tinha passado pela cabeça!...
Guiomar que se era de poucas carnes, era de grandes ânimos, deu-lhe uma cutilada que por azar o não matou...
Manuel Dias. Diário de Coimbra 22-6-2007

 
Adolescentes vivem experiências parecidas às dos pais
Público 24.06.2007

No baralho falta o ás dos pais

Etiquetas:


 
quoficiente de inteligência

Os primogénitos têm, em média, um quoficiente de inteligência (QI) três pontos acima do dos segundos filhos, um desvio que aumenta mesmo para quatro pontos em relação aos terceiros filhos. Science.

1. Estes factos verificaram-se na Noruega; proponho que se replique este estudo em Portugal; para começar, que se avalie o quoficiente de inteligência dos jornalistas.
2. O termo quoficiente poderá ser um neologismo resultante de uma união de facto de coeficiente com quociente; o baixo valor dever-se-ia apenas à intromissão de um denominador leviano.

Os casais poderão ficar tranquilos; o baixo quoficiente da notícia não deverá ser pretexto para IVG.

Era essa crença que justificava a sucessão dinástica e o morgadio com os resultados que se conhecem.

23.6.07

 

Escola do Estado Novo
.
.
.
Videovigilância em todas as escolas no próximo ano lectivo

 

Escola de Estado Novo


 
«Ave, Caesar, morituri te salutant»

Portaria n.o 741-A/2007 de 21 de Junho
Anexo VI
Os estabelecimentos de saúde onde se realize a interrupção cirúrgica da gravidez devem ser dotados de equipamentos de climatização que garantam adequadas condições de conforto, higiene, assepsia e qualidade do ar interior.

22.6.07

 
O calendário pendular

A todo o 26 de Abril segue-se um onze de Março.
A um onze de Março , um 25 de Novembro.
A um 5 de Outubro, um 28 de Maio.
A um 28 de Maio, um 25 de Abril.

 
Aborto a pedido equiparado a parto

As mulheres que recorram ao SNS para aborto a pedido "não vão pagar taxas moderadoras ao abrigo do regime de isenções previsto para as grávidas".
a mulher empregada que interrompa a sua gravidez até às dez semanas terá direito a uma licença de maternidade de 14 a 30 dias" com subsídio equivalente à remuneração de referência.

A ser assim, haverá isenção de taxa moderadora, licença de maternidade IV e abono de aborto.

 
Aborto; adequadas condições de conforto.

Portaria n.o 741-A/2007 de 21 de Junho
Anexo VI
Artigo 18.o
Climatização
Os estabelecimentos de saúde onde se realize a interrupção cirúrgica da gravidez devem ser dotados de equipamentos de climatização que garantam adequadas condições de conforto, higiene, assepsia e qualidade do ar interior.


Preocupam-se mais com o conforto de umas horas das grávidas que requerem o aborto que com o dos doentes internados no Hospital Pediátrico.

 
Aborto: resíduos sólidos hospitalares

Portaria n.o 741-A/2007 de 21 de Junho
Anexo VI

Artigo 17.o
Resíduos hospitalares
Os estabelecimentos de saúde onde se realize a interrupção cirúrgica da gravidez devem assegurar, por si ou com recurso a serviços de terceiros, a organização e gestão global dos resíduos sólidos hospitalares.

 
Aborto: material descartável

Portaria n.o 741-A/2007 de 21 de Junho
Anexo VI
Artigo 16º
Desinfecção e esterilização
1—Os estabelecimentos de saúde onde se realize a interrupção cirúrgica da gravidez devem preferencialmente utilizar material descartável.

 
O que faz falta...

Apenas um cada seis centros de saúde (unidade de cuidados primários) dispõe de desfibrilhador.
A manager do Xutos e Pontapés, morreu … após uma paragem cardíaca, numa casa de banho do aeroporto de Lisboa” que também não tem desfibrilhador.

O que faz falta é um desfibrilhador por estádio de futebol, por feira, por romaria, por manifestação.

 
Equação com uma incógnita

Mais de 40% dos alunos do 6.º ano tiveram classificação negativa nas provas de aferição de Matemática.

* Equação com três variáveis – a matemática, os alunos e os ministros da Educação - e quatro constantes – os exames, os professores, os programas e os quadros do ME.

 
O Congresso

1ª Conferência

2ª Conferência



3ª Conferência


.
.
.
.
.
Discussão









20.6.07

 
Socio-geologia atrevida 3

O livro único de Organização Política e Administrativa da Nação, ensinava que “o Comunismo, na sua fúria destruidora, não distingue o bem do mal, o justo do injusto…”.
O capitalismo era estimulado pela competição e frenado pelo receio do comunismo e pela força da opinião pública. Agora que o comunismo implodiu e que os “os media, dependentes do mercado, não distinguem o facto da imagem, o senso do insenso…”, o capitalismo, à solta “na sua compulsão acumuladora, não distingue o bem do mal, o justo do injusto…” causa a deriva tectónica que redesenha os continentes.
Simultaneamente, os sindicatos, “ na sua ânsia de sobrevivência, tentam agarrar-se à placa grevista em deriva de subdução..."

 
Socio-geologia atrevida 2

1. É o resultado da globalização da economia; a distribuição dos rendimentos deixou de ser nacional para ser mundial. Consequência: uma enorme distensão do ramo esquerdo da curva de Gauss; melhor, de Poisson (honny soit qui mal y pense).

2. A globalização é uma nova tectónica de continentes; contida à direita pela barragem compacta do capital emergente, só pode espraiar-se para a esquerda, arrastando os mais fracos para cada vez mais longe da mediana. Como se de placas tectónicas se tratasse, as classes pobres dos países ricos chocam com as dos países pobres e, por subducção, os estratos mais aptos destes cavalgam aqueles, redesenhando os continentes -- levando pedaços de Europa para a África e tentativas inversas.

3. Essa redistribuição das forças tectónicas leva a novos equilíbrios planetários de enormes potencialidades; deixada ao acaso, gera as crises actuais, cataclismos para os atingidos pelos maremotos sociais (sociomotos?) previsíveis. Sarsfield Cabral (Público, 21/5/07) alertava para uma possível "revolta da classe média" e recomendava "subsídios aos salários baixos". Chegará?

 
Socio-geologia atrevida 1

No último quarto de século muito mais gente escapou à pobreza do que em qualquer outra época da história.
Entre 1980 e o início deste século, a pobreza mundial foi reduzida para quase metade. Quatrocentos milhões de pessoas ultrapassaram o rendimento de um dólar por dia, indicador da pobreza extrema. Grande parte dos que escaparam à fome eram asiáticos e sobretudo chineses. Nicholas Kristo. New York Review. Porque a China entrou em força no mercado mundial, acelerando o seu crescimento económico. F. Sarsfield Cabral. Público 11-6-2007
Em resultado da globalização aumentaram as desigualdades à escala mundial, quer no seio dos países, quer entre países (ONU; Público, 15/1/06)
André Freire. A narrativa neoliberal sobre a globalização. Público 18.06.2007

OCDE "Employment Outlook 2007"

O fosso entre os mais ricos e os mais pobres (e a classe média) tem vindo a crescer. A concorrência internacional tem vindo a desvalorizar os salários dos trabalhadores menos qualificados nos países desenvolvidos.
A adopção de tecnologias avançadas gerou uma procura crescente de trabalhadores qualificados em detrimento dos restantes, com reflexos nos respectivos salários.
A proporção de riqueza que é transferida para os salários tem vindo a cair em favor dos lucros.
Ou seja, a globalização tem beneficiado sobretudo as grandes empresas transnacionais e o capital financeiro e bastante menos as populações, sobretudo as dos países mais desenvolvidos.
André Freire. A narrativa neoliberal sobre a globalização. Público 18.06.2007

 
Rato inutilizado

Os juízes da 4ª Vara Criminal do Tribunal da Boa Hora, Lisboa, solicitaram a intervenção do Inspector-Geral do Trabalho (IGT) por ter sido encontrado "um rato em estado de decomposição" num cachecol dobrado numa mesa de computador. Público 20.06.2007
* Foi sensato chamar a IGT; é preciso saber há quanto tempo não foi usado o rato do computador, só agora descoberto num cachecol dobrado cujo processo prescreveu.

19.6.07

 

Oportuno? Só agora anunciou contactos!
.
.
.
O presidente da Associação Comercial do Porto anunciou contactos com a universidade e empresas da região para a solução Portela+1, um estudo alternativo à Ota e a Alcochete.

 

1/3 dos caloiros da Lusófona falavam português;
nada mau para bichos.

 
Fico mais tranquilo; a McD garante não usar óleo mineral nos fritos.
As vacas e os frangos são tão magros que já não têm pinga de óleo.

 
A República

A administração pública central tem um rosto feminino.
Quase 60% dos funcionários dependentes dos diferentes ministérios são mulheres. No entanto, elas estão claramente sub-representadas nos escalões de remuneração mais elevados e nas funções de topo — ocupam não mais de 32% dos cargos de director-geral ou equiparado.

* Importa saber qual a evolução dessa percentagem; pelo menos nos últimos 20 anos.


 
A Ásia de Hipócrates

… os asiáticos são mais inaptos para a guerra do que os europeus, e têm um carácter mais doce. Hipócrates

 
Para-o-cérebro

Os produtos vendidos pelos burlões aparecem rotulados como suplementos alimentares. Psico-cérebro e o Super Force. Público 19.06.2007

 
Paraclientes burlam parafarmácias com encomendas para produtos paranaturais

Parafarmácias e ervanárias burladas com esquema sobre produtos naturais. " ... se comprasse seis, dava-me três de borla; pedi as seis".
A encomenda foi entregue dentro de um saco plástico, acompanhada de uma factura. 270€.
Público 19.06.2007

 
Dente inteligente

Dispositivo que se implanta na boca liberta automaticamente os fármacos quando são necessários.
* Espero um dente que só liberte respostas quando são necessárias

18.6.07

 
Peregrinação a S. Bento e Fátima

Estudantes de Coimbra vão a Lisboa a pé e de batina fechada.
De caminho, acenderão velas em Fátima.

 
Planta para um novo curso de Medicina público-privado

"Há propostas apresentadas ao Ministério do Ensino Superior, para uma parceria público-privada, em que o Instituto Superior de Ciências da Saúde Sul, Instituto Egas Moniz do Monte Caparica, com os médicos dos Centros de Saúde da região, podem, com auxilio dos médicos do hospital, fazer um novo curso de medicina".

 








para ajudar a melhorar o rigor

Two of the best most recent trials found no difference between placebo and Ginkgo.

Etiquetas:


 
Erros alimentares engordam insucesso

Medicina Ortomolecular e Nutrição Funcional.
Pensem nisto!
Médica. Público 17.06.2007

Etiquetas:


 
Um atentado ao cérebro dos leitores

".... dar umas dentadas à pressa, beber mais um café, encomendar uma pizza, comer um bolo, …. Quase tudo o que os estudantes sempre fizeram e continuam a fazer quando se trata de estudar para as provas finais constitui um atentado ao cérebro." Clara Viana Público 17.06.2007

Etiquetas:


 
Cabeça para os exames

Alimentação correcta é decisiva para o sucesso na época de exames (título de primeira página)
Em tempo de exames, ter cuidado com o cérebro começa à mesa das refeições .

Tratamos mal o cérebro quando mais dele precisamos: nos exames.
Clara Viana. Público 17.06.2007

Mensagens: É em tempo de exames que precisamos mais do cérebro.
Há que alimentar bem para ter sucesso… na época de exames.
Antes e depois dos exames podemos prescindir do cérebro; outrem o fará por nós.

Etiquetas:


17.6.07

 
Decu protejo

Cem mil lisboetas com esgotos para o Tejo (Expresso 16-6-2007)
.
.
.
Caminha referia-se aos galegos; Lisboa alude a quem?

 
Tudo como dantes

"Era o que faltava que um Governo presidido por mim fosse alterar fosse o que fosse": José Sócrates em Abrantes.

 
O maior açude insuflável

O maior açude insuflável do país foi inaugurado pelo primeiro-ministro em Abrantes.
"Está tudo a esvaziar-se", desabafou uma popular, enquanto cumprimentava José Sócrates que quis passear entre os manifestantes que contestavam o eventual fecho do hospital local, o que já foi negada pelo primeiro-ministro.

Etiquetas:


 
Título do Expresso
Helicópteros contra incêndios atrasados

Etiquetas:


 
Tempo fusco

Autor do blogue que iniciou caso sobre licenciatura de Sócrates ouvido como arguido. Público 16.06.2007
Professor de Inglês suspenso de funções por ter comentado licenciatura de Sócrates.
Caso DREN: instrutor propõe suspensão do professor.

Associação de Matemática convidada a deixar comissão após criticar a ministra

Chuvisca fora de tempo; os cogumelos e os caracóis aproveitam.
Os caracóis são proto-cágados que só deitam os “pauzinhos de fora” quando o vento está de feição.

Etiquetas:


 
Ecografia não será mostrada à mulher que vai fazer aborto 3
Público 16.06.2007

Os abortos terão de ser feitos em hospitais públicos que, se encaminharem para os privado, terão de pagar os actos.

* É justo; com os actuais meios de previsão que dispõem, os hospitais deverão assumir as responsabilidades pelas insuficiências.
Deverão ser os "hospitais" (o SNS, nós) a pagar a imprevidência ou ser assacadas aos responsáveis?

Concluído, mas com erros na página.

Etiquetas:


 
Ecografia não será mostrada à mulher que vai fazer aborto 2
o papel do médico no esclarecimento indispensável ao consentimento informado

João Paulo Malta: não mostrar a ecografia compromete o consentimento informado.

Manuel Hermida: mostrar a ecografia à mulher "não seria uma atitude eticamente correcta", porque poderia condicionar a decisão da mulher, "o que não é a função do médico, que deve informar".
Público 16.06.2007
Amílcar Pereira, director da Clínica de Oiã: o problema do aborto já estaria resolvido se os médicos tivessem "uma posição exclusivamente técnica".

Etiquetas:


 
Auto de fé no aborto

Ecografia não será mostrada à mulher que vai fazer aborto. Maria José, obstetra membro da comissão, afirma que seria "abusivo" mostrar a ecografia; "na altura do aborto a mulher é muito permeável…” Público 16.06.2007

Nos autos-de-fé da Inquisição mostrava-se o crucifixo aos relapsos na esperança que estes se convertessem; agora, a comissão do aborto decidiu não mostrar a imagem ecográfica do feto com receio que as grávidas-que-não-querem-ser-mães reconsiderem.

Etiquetas:


16.6.07

 
A gralha

Autor do blogue que iniciou caso sobre licenciatura de Sócrates ouvido como arguido
Público 16.06.2007
Onde se lê: O professor do ensino superior António Balbino Caldeira, autor do blogue que iniciou a investigação sobre a licenciatura do primeiro--ministro, José Sócrates, vai ser ouvido pelo DCIAP
Deve ler-se: O professor do ensino superior António Balbino Caldeira, autor do blogue iniciou a investigação sobre a licenciatura do primeiro—ministro; José Sócrates vai ser ouvido pelo DCIAP.

 
Reinar aos polícias e magistrados no meio da rua

Sindicato do Ministério Público (SMMP) em guerra com a Associação Sindical da Polícia Judiciária (ASFIC). Um procurador acusou cinco inspectores da Polícia Judiciária. A ASFIC considerou aquela acusação "um acto político" e "uma aberração jurídica".
O SMMP acusa o presidente da ASFIC de proferir "graves e ofensivas declarações relativamente ao trabalho desenvolvido por um magistrado do MP nos exercício das suas funções públicas".


* ASFIC: Isso é um “acto político”!
SMMP: E isso é uma "grave e ofensiva declaração”!

 
As imperscrutáveis razões das demandas

Ministério Público diz que decisão da Relação é ilegal
O procurador do Ministério Público do Tribunal da Relação acusa de ilegalidade o douto acórdão do Tribunal da Relação que suspendeu a pena imposta pelo Tribunal de Torres Novas ao sargento Luís Gomes.
Note-se que este procurador não se opõe à suspensão da pena, limitando-se a contestar a sua fundamentação.
* Não contesta que fulano é criminoso mas considera erradas a interpretação das provas irrefutáveis.

 
O RISCO DE POLITIZAÇÃO DE ESTUDOS TÉCNICOS é inferior ao risco do processo de intenções.
O facto de o Governo… ter escolhido para o fazer (o estudo comparativo) uma instituição com o prestígio do LNEC só pode ser bem recebido por quem olha para a questão do aeroporto sem paixões nem ideias preconcebidas. F. Madrinha. Expresso 16-6-2007

 
Geografia criativa

O Campo de Tiro de Alcochete pertence ao concelho de Benavente, que passou a integrar a região do Alentejo, enquanto a Ota pertence à região do Vale do Tejo.
Com esta redação ninguém passaria da terceira classe.

15.6.07

 
A notícia da notícia

A zona em causa foi alvo de uma busca por jornalistas ingleses do Daily Mail e da Associated Press, com cães pisteiros solicitados à Equipa Canina de Resgate do Algarve.
Dezenas de jornalistas e carros e helicópteros de estações de televisão de vários países europeus mostravam os jornalistas, as máquinas e os cães.


Qual é o masculino de cabra-cega?

 


Ex-voto 1888


Consulta domiciliária a alguém muito doente com “um catarral e um tifo”; enquanto a família “se apegava” a N.S.ª de Aires, o médico esperava, perscrutando sinais do milagre no pulso do doente.

Hoje, aceitamos que esta atitude não conte para a escolha da especialidade.

Etiquetas:


 
Queremos médicos muito bons ou Excel lentes?

Após seis anos de curso, o último dos quais um muito bom (conheço o de Coimbra) estágio prático tutelado, a distribuição dos recém licenciados pelas especialidades – o seu futuro profissional – fica dependente de uma única prova nacional, que avalia apenas os seus conhecimentos. Ignora olimpicamente o desempenho do último ano (o estágio tutelado); como se para ser um bom especialista só importasse o que sabe e não também o que sabe fazer e como se comporta.
Não admira que os jovens de Coimbra protestem; o que me admira é que a Ordem dos Médicos e o poder tolerem este absurdo.
Não creio que a abolição do exame final seja a solução; mas, sendo a prova de acesso o que é, compreendo a justeza das suas razões.

Etiquetas:


 
Futuros médicos querem acabar com exame final

Título ambíguo.
Os alunos sempre acabarão com exame final, quer no caso dele se manter (será o exame com que acabarão o curso) quer no caso contrário (acabarão com o exame se ele for suprimido).

 
Aborto Les beaux esprits se rencontrent

1.“Cardinal Martino said that …abortion in the case of rape and threats to the mother’s health is morally indefensible. Abortion is murder.”
Câncio faz uma leitura semelhante da lei actual (16/2007- Os médicos ….que invoquem a objecção de consciência relativamente a qualquer dos actos respeitantes à interrupção voluntária da gravidez não podem…): os obstetras não teriam direito a gradações – ou fazem tudo ou (se objectarem) nada.
O cardeal deixa morrer uma mãe para não matar o feto (que poderá morrer também); a leitura que Câncio faz da lei actual levaria à mesma consequência no Hospital de Angra. Resultados idênticos de princípios antagónicos.
2.
Câncio não admite gradações – ou preto ou branco. Se um obstetra declara objectar abortos a pedido, obviamente (Mal se compreenderia) ficará impedido de interromper uma gestação por razões médicas (“aprovados por uma comissão constituída por outros médicos”)
3. É este tipo de radicalismo maniqueísta que leva a que “o país se tenha irresponsavelmente atolado … sem ter os dados necessários à concretização do projecto.” Público 14.06.2007
4 Por fim e para evitar que todos os obstetras de um Serviço se declarem objectores,
Câncio tem uma solução expedita e com provas dadas – ordenar que os candidatos a obstetras subscrevam o seguinte. “Declaro por minha honra que estou integrado na ordem social estabelecida pela Lei 16/2007, com activo repúdio da crítica e de todas as ideias diversas
Devem ter sobrado impressos destes..

14.6.07

 
.
.
..
.
.
...
..
.
..
.
O genoma com "lixo"........Ogenomasem“lixo"

 
ADN, lixo até há pouco

A visão convencional do património genético humano, até há pouco, era que … 98 % de ADN que não servia praticamente para nada.
Os investigadores pensam hoje que é provável que os não-genes… que regulem a expressão dos próprios genes. "Os novos dados indicam que o genoma contém muito poucas sequências inutilizadas". De uma penada, morre assim o conceito de "lixo" no ADN. Público 14.06.2007

Alguém, sensato, julgaria que algo tinha sobrevivido milhões de anos sem qualquer função? Que, a haver lixo, a selecção natural não teria varrido a casa?
Se a maioria dos nossos genes se não fazia ouvir, não seria sensato questionar a nossa surdez? “De uma penada, morre assim o conceito de "lixo" no ADN.” Ou de uma penada, morre o "lixo" do orgulho científico?
Se uma parte dos nossos genes se não exprime, há que considerar o enorme valor biológico do silêncio e a grande vantagem de, por vezes, ficar calado.


Go placidly amid the noise & haste & remember what peace there may be in silence.
Desiderata Found in Old Saint Paul's Church, Baltimore 1692

Etiquetas:


 
O poder político está capturado por interesses económicos.

Há um movimento do Governo de limitar o papel das Ordens. O neoliberalismo é a corrente ideológica dominante. O ministro da Saúde é autista em relação aos estudos com consistência técnica e minado por preconceitos ideológicos.
A saúde é um grande negócio. Vamos assistir à entrega a grupos económicos que nada têm a ver com a saúde, que vêem o sector como actividade comercial, desligando-o da sua essência e tendo como objectivo o lucro.
É preocupante que hoje não seja a Organização Mundial da Saúde a determinar as políticas, mas a OCDE, uma organização de carácter económico e de mercado.

* Não é só o governo; somos nós que nos deixámos aprisionar pela alpista da gaiola com paredes de vidro.

 
to kill a life

Cardinal Martino said that …abortion in the case of rape and threats to the mother’s health is morally indefensible. The Church teaches that it is never justifiable to kill an innocent human life. Abortion is murder,” he said. “To selectively justify abortion, even in the cases of rape, is to define the innocent child within the womb as an enemy, a ‘thing’ that must be destroyed.”

Cardeal Martino: «ao que te bata na face direita, oferece-lhe também a outra» (
Mt 5, 39).

Etiquetas:


 
irresponsavelmente atolada

... debater entre as antigas vantagens da Ota e as novas possibilidades que surgiram em Alcochete, graças à intervenção da CIP . Não fosse isso e o país ter-se-ia irresponsavelmente atolado, na Ota ... sem ter os dados necessários à concretização do projecto. Constança Cunha e Sá Público 14.06.2007

Adopta-se a atitude que se critica : “avançar irresponsavelmente sem ter os dados necessários à concretização da opinião”.

 
propostas diferentes consoante o interlocutor

O Conselho de Reitores das Universidades e a Associação de Estudantes do Ensino Superior foram chamadas a pronunciar-se sobre a nova lei do Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior mas alegam que o Ministério tem apresentado propostas diferentes consoante o interlocutor. "Não é maneira de se fazer uma discussão séria sobre uma reforma tão importante para o ensino superiorcritica Seabra Santos, presidente do CRUP. Público 14.06.2007
Pelo menos outras duas versões circulam e pelo menos uma delas foi igualmente posta a circular pelo Governo.
Seabra Santos. Público 14.06.2007

* Será possível ?

Etiquetas:


13.6.07

 
O blog do santo

Enfim, que havemos de pregar aos peixes? Nunca pior auditório. Ao menos têm os peixes duas boas qualidades de ouvintes: ouvem e não falam. Haveis de saber, irmãos peixes, que o sal, filho do mar como vós, tem duas propriedades, as quais em vós mesmos se experimentam: conservar o são e preservá-lo para que se não corrompa.

www. freiantonio.blogspot.†

Etiquetas:


 
Não deixe que as dores estraguem o seu dia

Cerca de 30% dos inquiridos consideram que a sua dor não está a ser bem tratada, o que o coordenador do estudo considera ser reflexo de que em Portugal se continua a subestimar a dor.

Etiquetas:


 
Portugal com dor - queixas telefónicas

Portugal: 1,6 milhões sofrem de dor crónica moderada ou forte.
Um grupo de investigadores da FMP está a realizar um estudo epidemiológico através de entrevistas telefónicas. Dores de costas, artrites ou artroses, dores de cabeça e problemas de coluna são as queixas mais frequentes.

* Consequência de ter telefone; tal como a surdez.
Não ligue nem atenda; quem não tem telefone não conta.

 

Prova da ineficácia dos medicamentos para a memória;
se fossem eficazes não se esqueceriam de os tomar.

 
Outro contrato por um escravo

MILAGRE QUE FES N.S. DE PORTO DE AVE NAS MINAS DO OURO PRETO EM UM ESCRAVO DE JOÃO DE AZEVEDO…NATURAL DA VILA DE MONTALEGRE O QUAL ESTEVE UM ANO DOENTE SEM ESPERANSA DE VIDA E 9 MESES SEM FALA E O PERMETEO Á Dª SNª PEZADO A SERA E COM 2 MISSAS PEDIDAS LOGO LHE DEU SAUDE E FALA.

Archives

12/2004   01/2005   02/2005   03/2005   04/2005   05/2005   06/2005   07/2005   08/2005   09/2005   10/2005   11/2005   12/2005   01/2006   02/2006   03/2006   04/2006   05/2006   06/2006   07/2006   08/2006   09/2006   10/2006   11/2006   12/2006   01/2007   02/2007   03/2007   04/2007   05/2007   06/2007   07/2007   08/2007   09/2007   10/2007   11/2007   12/2007   01/2008   02/2008   03/2008   04/2008   05/2008   06/2008   07/2008   08/2008   09/2008   10/2008   11/2008   12/2008   01/2009   02/2009   03/2009   04/2009   05/2009   06/2009   07/2009   08/2009   09/2009   10/2009   11/2009   12/2009   01/2010   02/2010   03/2010   04/2010   05/2010   06/2010   07/2010   08/2010   09/2010   10/2010   11/2010   12/2010   01/2011   02/2011   03/2011   04/2011   05/2011   06/2011   07/2011   08/2011   09/2011   10/2011   11/2011   12/2011   01/2012   02/2012   03/2012   04/2012   05/2012   06/2012   07/2012   08/2012   09/2012   10/2012   11/2012   12/2012   01/2013   02/2013   03/2013   04/2013   05/2013   06/2013   07/2013   08/2013   09/2013   10/2013   11/2013   12/2013   01/2014   02/2014   03/2014   04/2014   05/2014   06/2014   07/2014   08/2014   09/2014   10/2014   11/2014   12/2014   01/2015   02/2015   03/2015   04/2015   05/2015   06/2015   07/2015   08/2015   09/2015   10/2015   11/2015   12/2015   01/2016   02/2016   03/2016   04/2016   05/2016   06/2016   07/2016   08/2016   09/2016   10/2016   11/2016   12/2016   01/2017   02/2017   03/2017   04/2017   05/2017   06/2017   07/2017   08/2017   09/2017  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter