alcatruz

Alcatruz, s.m. (do Árabe alcaduz). Vaso de barro e modernamente de zinco, que se ata no calabre da nora, e vasa na calha a água que recebe. A. MORAIS SILVA. DICCIONARIO DA LINGUA PORTUGUESA.RIO DE JANEIRO 1889 ............................................................... O Alcatruz declina qualquer responsabilidade pelos postais afixados que apenas comprometem o signatário ...................... postel: hcmota@ci.uc.pt

30.11.06

 

O choque

Um segundo antes e teria passado; um segundo depois e teria parado.
Meio segundo antes e poderia ter morrido. tic.

 
Opuntia ficus-indica.
Figos de piteira.

Microfanerófito suculento; cladódios terminais oblongos ou oblongo-obovados, verdes mas por fim cinzentos.

 

Opuntia ficus-indica. Figos de piteira.

29.11.06

 

sombra amarela

 

Arriba España

Uma em cada quatro crianças residentes em Espanha vive abaixo do limiar da pobreza.
Imigrantes?

 
O novo presépio

Um bebé que “terá sido colocado no saco térmico pouco tempo depois de nascer" resistiu uma noite inteira ao relento, ao frio e à chuva e agora "está bem … sem qualquer problema".

Pena que notícia não tenha feito referência à marca do saco térmico para que as maternidades se pudessem equipar.

28.11.06

 


Gregoriano erótico

Arouca

 

Biodiversidade é prioridade na EU

 


Diversidade no cardume

Biodiversidade é prioridade na EU.


 
Economia de recurso e Gestão temporária

O Instituto Superior de Economia e Gestão vai pagar o subsídio de Natal aos seus Professores com recurso temporário a verbas destinadas a outros fins.

27.11.06

 

Primeiras páginas dos jornais de Coimbra

A abertura da Ponte Pedro e Inês e da praça de Santa Clara-a-Velha coroaram o Polis em Coimbra. Cavaco Silva felicitou os envolvidos no Polis. Diário As Beiras.
O Presidente da República congratulou-se ontem com o resultado da intervenção do Programa Polis em Coimbra; trata-se de «um bom exemplo»…disse na inauguração de três obras: Centro de Interpretação Ambiental, Entrada Poente do Parque Verde e Ponte Pedonal Pedro e Inês. Diário de Coimbra.

 
Sociobiologia atrevida
Responsabilidade dos meios de informação

Nós somos o que somos porque uma única célula se dividiu em duas, e cada uma em outras duas e por aí fora. A célula … duplica a informação genética. Depois divide-se em duas células-filhas. A fidelidade deste processo depende de vários factores. Quando não funciona, há uma distribuição desigual de informação genética, a chamada aneuploidia. Esta é uma característica de vários tumores. Helder Maiato.

 
carícias profissionais

A massagem específica, dada por profissionais, fez com que bebés com menos de seis meses chorassem menos, dormissem melhor.
Em vez de tornar possível que as
mães acariciem os filhitos, apregoa-se a “massagem específica, dada por profissionais” para que os “bebés chorem menos e durmam melhor”. Com aguardente na chucha conseguiriam efeitos semelhantes.

“O programa "Vimala McClure" fundado nos EUA chegou a Portugal apenas em 2001 -- Associação Portuguesa de Massagem Infantil.”
Como se fora a verdade revelada de uma nova crença ou de iniciação uma velha profissão:
Educadora/infância... 24a... Magra... Esbelta... Sexy... Meiguinha... S/pressas... Ambiente Requintado c/ Lareira e Super Discreto... Excelentes Massagens...

26.11.06

 
Não deixem para amanhã o que podem comprar hoje

É por isso que os portugueses, matreiros, não acreditam na crise que os economistas anunciam.
A grande maioria dos portugueses não investe na reforma. Os gastos com o lazer dominam as prioridades das famílias

 
Nem tudo o que luz...

Espanha causa … uma ponta de inveja - uma das mais elevadas taxas de crescimento da UE, emprego e salários em alta, contas públicas mais do que equilibradas.
Mas nem tudo o que luz é ouro: o crescimento encontra-se quase todo assegurado pelo mercado interno. A inflação é uma das mais altas da UE. As exportações crescem muito lentamente e as importações crescem rapidamente. O défice da balança de transacções correntes é o segundo maior do mundo, excedendo já os 8% do PIB. Terá de pedir emprestado os mais de 80 biliões de euros de que necessitará para pagar o excesso do consumo sobre a produção.

Notícia do mesmo número do Expresso:
A economia espa­nhola cresceu 3,8% no terceiro trimestre do ano, a expansão mais elevada desde finais de 2001. A alavanca foi o forte au­mento do investimento, sobre­tudo em construção, aliado a uma aceleração das exporta­ções. O número de licenças pa­ra novas habitações atingiu um recorde de 800 mil, quase tan­to como a Alemanha, França e Itália juntas.

 
alunos satisfeitos

alunos do básico e secundário … contra as aulas de substituição e contra …os exames nacionais -- "um filtro, onde o aluno em duas horas não mostra tudo o que trabalhou em três anos". Os jovens defendem "a avaliação contínua". Q.E.D.


 
docentes complacentes

Outra observação importante é a das diferenças entre as classificações internas atribuídas pelos professores aos seus alunos e as conseguidas nos exames nacionais.
Há mesmo casos em que a diferença pode chegar aos 10 valores.

25.11.06

 
Referendo sobre a despenalização

Urnas que o Mercado fornece

 
Uma leitura rápida

15 páginas de publicidade para 29 de texto

 
O motivo?

Violência doméstica vitima uma mulher francesa em cada três dias
Uma em cada cinco raparigas do liceu já foi agredida pelo parceiro.
Uma mulher em cada três sofre de violência na sua vida, segundo um relatório das Nações Unidas.


 
O consumo de medicamentos

Ficaria muito mais satisfeito se essa queda de 8% se tivesse verificado no consumo (duplo do dos países de referência) mas isso depende dos médicos (e da OM) e da pressão dos doentes, não do MS.

Também ficaria feliz se essa queda se verificasse também no consumo de TV, gasolina, gordura, bugigangas...


 
O preço dos medicamentos

A APIFARMA considera incompreensível e gravosa a baixa de preços administrativa -- mais de 8% em cerca de um ano. (Notícias Apifarma, Nov 2006)
Para limitar o excessivo gasto com medicamentos (em 2004, cada português gastou 329 € , mais 22 € do que a média da OCDE), as medidas administrativas têm um alcance limitado.
A Apifarma tem beneficiado deste consumo excessivo de que também é responsável: existiam 6500 delegados para 35750 médicos (1/5.5). Ministro da Saúde (2004).
O aumento da concorrência entre laboratórios fez subir a pressão sobre os médicos... Os jovens delegados, com contratos a prazo, são pressionados ...a usar estratégias mais agressivas como abordagens dos médicos .

As consequências eram inevitáveis: Laboratórios cortam emprego. Os delegados de informação médica acossados pelo fantasma do desemprego; laboratórios farmacêuticos a aliviar os quadros de pessoal.

24.11.06

 
Gastos proporcionais aos protestos ou à poda?

Em Coimbra, a tesoura da praxe tinha os bicos rombos para cortar sem magoar.
...........................................dados
...........................................dados

 
o anti-sionismo … o afrodisíaco do mundo árabe.
a ler

 
vida humana

A existência de vida humana no feto… antes das dez semanas é um facto. Negar esta verdade é um absurdo, do ponto de vista científico. A. Sarmento.

A ignorância afirma ou nega fervorosamente; a ciência duvida.
Voltaire

 
Saramugo … aquele peixe em risco de extinção

O saramugo (Anaecypris hispânica) é o peixe mais pequeno do Guadiana. O corpo é estreito e comprido, de tons prateados e rosados com pontuações negras. A cabeça é pequena, com olhos grandes.

 
Despesas militares

Em 2004, Portugal dedicou 2,3% do PIB a despesas militares.
A Espanha, apesar do terrorismo basco, 1,1%.
A Irlanda - apesar da fronteira norte - 0,7% e a Alemanha -1.4%.
A Itália, os países nórdicos, a Bélgica e a Holanda todos têm valores claramente abaixo de Portugal.

Em 2003 os têxteis contribuíram para 1,9% do PIB português.

23.11.06

 











trabalho do 4º ano

 
Grandes para quê?

Um dos traços de carácter mais influentes e ocultos da nossa era é a suspeita latente dos cidadãos. Ao mesmo tempo, porém, a nossa sociedade céptica (desconfiada) tem uma fé ingénua na lei. O resultado desta insólita combinação é que a vida hoje é regida, estatuída e restringida de uma forma que não tem paralelo em qualquer outro tempo e lugar.
Para que essas cláusulas sejam cumpridas existe um enorme exército de fiscais, inspectores e vigilantes para acompanhar, denunciar e punir a violação dos tais regulamentos… o Estado democrático suporta aí um poder mais totalitário e minucioso que as piores ditaduras.
A sociedade que substitui a confiança nos cidadãos pela letra da lei acaba na ditadura, por mais elevados que sejam os seus propósitos. César das Neves

* "Explicações para a queda de Roma, há-as de todos os tipos - pragas, envenenamento por chumbo, imperadores loucos, corrupção, bárbaros, cris­tianismo - e Tainter juntou-lhes a lei de Parkinson*. Sistemas complexos inevitavelmente sucum­bem a rendimentos cada vez menores. Mesmo se outras coisas se mantive­rem iguais, os custos de dirigir e defender um império acabam por ser tão pesados que se toma mais eficiente deitar fora toda a superstrutura imperial e reverter para formas locais de organização.

Na época de Constantino, o exército imperial permanente tinha mais de meio milhão de homens."
R. Wright. Breve História do Progresso. Dom Quixote. 2006.

* “As despesas crescem até igualarem as receitas” donde: “A expansão implica complexidade; a complexidade implica decadência”.


 
Referendos sobre a despenalização

Uma petição internacional "pela despenalização universal da homossexualidade" já foi assinada por cinco prémios Nobel.

200 mil burlas despenalizadas
Concorda com a despenalização do uso de transportes públicos ou de portagens à borla se realizada, por opção do transeunte, nos últimos meses, em veículos legalmente autorizado?


 
Intervalos de confiança

Portugal é o país da União Europeia a 15 com mais mortes por acidente nas crianças até aos 15 anos, com uma taxa de 8,95 %, cerca de duas vezes e meia a da Suécia.
Na Europa a 25 apenas cinco países têm pior taxa de mortalidade do que Portugal.
"... as crianças são viradas para a frente demasiado cedo", lamentou directora da AESI.

"as crianças são viradas para a frente demasiado cedo" eis o problema.
8,95 % ...,95!
Quem debita valores saídos da calculadora sem os destilar não inspira confiança. Realmente só faltou citar os intervalos de confiança.

 
vacinar os peixes para não saldar vacinas

"Num ano em que há falta de vacinas da gripe na Europa, arrisco-me a ter de deitar fora milhares de vacinas"
Tudo porque os portugueses reservaram vacinas em várias farmácias em simultâneo. Por sua vez, os armazenistas de medicamentos fizeram encomendas em excesso aos laboratórios, que conseguiram assegurar para o país 1,6 milhões de vacinas.

Como o Cliente tem sempre razão, o Mercado queixa-se do Estado.

22.11.06

 

Ferros de Coimbra; na Ferreira Borges.

 
dor crónica em Portugal

A dor interfere de forma moderada ou grave na sua actividade profissional declararam 85% dos inquiridos.
Como seria de esperar se se tratava de “doentes das unidades de dor hospitalares do país”.

 
Chefes "habitualmente" pontuais

Metade dos entrevistados - accionistas, administradores, gestores, directores, quadros e técnicos - acreditam que, em Portugal, não se cumprem horários mas 7 em cada 8 consideram ser "habitualmente" ou "quase sempre" pontuais.

 
Bactérias sem ocupação

Alguém de uma instituição do Bairro da Esp foi internado por grave infecção, depois de ter levado um jovem doente ao hospital. A infecção foi causada por uma bactéria idêntica à que atingiu o jovem.
Alguém responsável pela instituição frisa que a principal causa destas infecções que se repetem deve ser atribuída ao facto de no Bairro da Esp existirem "bactérias sem ocupação" à espera da sua oportunidade.
Em cumprimento das normas contra a discriminação não se identificaram os nomes, géneros e famílias dos locais, intervenientes nem das bactérias pelo que o tratamento foi empírico.

 

"Gente sem ocupação"

Uma professora da escola básica do Bairro da Esperança, foi sujeita a uma violenta agressão, quando tentava separar dois alunos que brigavam. O ataque foi levado a cabo por uma familiar de um dos alunos.
A directora da escola frisa que a principal causa dos conflitos deve ser atribuída ao facto de no Bairro da Esperança existir "gente sem ocupação" que potencia os conflitos.

 
A autópsia do Tioneu

O ódio à Literatura atinge o seu paroxismo nestes modelos de autópsia. Acuso deste crime o Ministério de Educação. VGM
Uma autópsia não é crime se for tão bem feita como a que VGM fez.

PS. "núcleo de um complemento preposicional em posição pós-verbal, constituindo uma unidade sintáctica que serve de locativo à forma verbal põem"
TPC: traduzir para português e escrever em linguagem SMS.


21.11.06

 
BANC,0125

 

O fim da história

Em Portugal «há 1875 doentes em lista de espera para cirurgia da obesidade».

1/3 dos portugueses (adultos e crianças) estão gordos, cada vez mais.
1/5 dos portugueses são pobres.

 
Referendo sobre a despenalização

Caso seja aprovada a proposta do referendo o modus faciendi será regulado por legislação posterior.
Todos os que por tal optarem terão direito a um subsídio e poderão escolher a modalidade: ou a sangria no banho depois de um banquete, à maneira de Petrónio ou pelo ópio. A primeira opção terá lugar em clínicas ou em instalações termais convencionadas, aproveitando a vantagem de disporem de cuidados médicos para qualquer emergência; a opção ópio terá lugar em salas especificamente preparadas – as salas de chuto das instalações penitenciárias.
O suicídio domiciliar não é apoiado pelo eventual perigo de contágio.

 
Referendo sobre a despenalização

1. The most striking demographic feature for (Portugal) … is the increasing proportion of the elderly in the population…. the number of Portuguese aged 65 years and older is expected to grow from about 17% of the population in 2003 to an estimated 23% in 2030.
Over the past 20 years, Portuguese people have gained about 4.5 years in life expectancy. Although this represents almost a 7% improvement, Portuguese people can still expect to die about 1.5 years earlier than their Eur-A counterparts.
2. In addition, WHO estimates that Portuguese people can expect to be ill for about 10% of their lives. They lose on average 7.8 years to illness – the difference between and healthy life expectancy.


Valerá a pena este acréscimo de vida achacada? Quem viveu saudável 90% da sua existência, estará disposto a suportar queixoso os restantes 10%, habitualmente os finais? Não será um insensato esforço para sobreviver apenas?
Admite-se que boa parte destes padecimentos teriam sido evitados se se tivessem tido cuidados mínimos com a saúde. Cuidados bem conhecidos mas pouco seguidos; agora, que é tarde para o arrependimento, há que optar: ou se aguenta o sofrimento que esse suplemento de vida com que fomos contemplados pela melhoria de cuidados que a sociedade nos ofereceu ou não. Não é justo esperar que a sociedade, que permitiu essa longevidade, se responsabilize também pelas consequências de não termos sido capazes de cumprir as nossas*, sabendo o que nos esperava. Mas, sem esse apoio, os últimos tempos de vida poderão ser muito penosos para quem viva só.


Sugiro que se aproveite o dia do referendo sobre a despenalização do aborto para realizar um outro sobre a despenalização do suicídio.
Concorda com a despenalização do suicídio se realizada, por opção do próprio, nos últimos 10% de tempo de vida, em estabelecimento legalmente autorizado?

*
The consumption of cigarettes per person in Portugal has caught up with the Eur-A average.
Excess weight has reached quite alarming proportions in Europe. According to the recommendations for body mass index, Portugal is globally comparable to the Eur-A.
Alcohol consumption levels in Portugal were 15% higher than in the Eur-A.
Unintentional injuries represent a high burden of disease -- rank fourth among men.

20.11.06

 

Esta Páscoa esgotou; procure outro destino.

 
Mão de ferro, luva de veludo

O isolamento da pessoa com anorexia mental é a primeira medida terapêutica a adoptar e sem delongas”. …“Afastado o anoréxico mental do meio familiar, o clínico, meigo e enérgico, afável e intransigente - mão de ferro, luva de veludo - demonstrar-lhe-á que não será cúmplice na ruína da sua saúde e na perda da sua vida”. Elysio de Moura (Anorexia Mental, Coimbra 1947)

 

Anorexia mata duas vezes na mesma semana

Não creio que seja a anorexia que mata mas o que se faz para a combater. O que nestes casos “nunca falta é a falta de apetite”... teria sido bem melhor o termo sitiergia que significa apenas “repúdio dos alimentos”. Elysio de Moura (Anorexia Mental, Coimbra 1947)
Como elas se vêem aos seus próprios olhos; como elas se vêem aos olhos das outras.
Matam-se para subir ao podium; serão notícia de primeira página.

 
A tomada de Lisboa pela tribo rural

Quando, em 1928, Salazar foi nomeado ministro das Finanças, 80% dos portugueses viviam no e do campo. Talvez não seja despropositado lembrar alguns ... defeitos desta tribo rural. Os camponeses formavam um exército de gente tacanha, manhosa, hipócrita, desconfiada e sobretudo avessa a riscos. Mª Filomena Mónica Pública

1. Se os factos foram como a socióloga MFM recorda, vejamos o resultado: os que emigraram teriam sido a minoria que não era “avessa a correr riscos”(na verdade, uma grande minoria). Teria ficado apenas “gente tacanha, manhosa, hipócrita, desconfiada” a quem, sensatamente, Salazar não queria entregar o governo do país. O resultado está à vista.
2. Como a maioria dessa tribo migrou para as cidades (em 1999, 68% da população era urbana*) compreende-se melhor o estado em que elas estão.
* DGOTDU Indicadores urbanos no Continente 1999, Lisboa

19.11.06

 
Num país politicamente educado por Salazar...

Saíram os dois de um obscuro canto da província… e… nunca verdadeiramente se adaptaram à cultura urbana. VPV

Para ele, não existe a menor dúvida sobre o que o país precisa.

 

… o desperdício de recursos é colossal.
António Barreto.






.............................................................. .Morley B. Paediatric priorities in the developing world

 
há profissionais que não estão devidamente habilitados

Ano de 2006 é o menos fatal na história da sinistralidade (DD)

 
há profissionais que não estão devidamente habilitados
sistematicamente… mas nem todos.

"Constatamos, sistematicamente… que há profissionais que não estão devidamente habilitados para denunciar" … lamenta a professora catedrática… que… elencou uma série de indicadores aos quais "os profissionais têm de estar em alerta, mas nem todos são competentes".

18.11.06

 
A solução do salário

Um trabalhador com um salário líquido de 1500€ paga 38% daquilo que ganha ao fisco. Expresso 11-11-2006

As remunerações deviam cair 20%

 


«Percepções e Realidade»

O ex-primeiro-ministro Santana Lopes atribuiu a sua demissão a «uma conjugação objectiva de interesses de diferentes origens partidárias».


Erros meus, má fortuna, anseio ardente
em minha perdição se conjuraram;
Sampaios e Cavacos sobejaram,
que para tal bastava eu ser somente.

........................................................................
Camões e D. Sebastião. José Guimarães 1980

 
Sociobiologia atrevida

Conta-se que um dia John Keynes, o economista conhecido pela sua defesa do intervencionismo do Estado e do seu papel como regulador e promotor do crescimento, confessou que, se as suas políticas levassem o Estado a consumir um terço dos recursos nacionais, então seria o momento de as rever.

O cérebro gasta 25% da energia consumida pelo corpo humano em repouso; 20% da necessária para manter uma actividade moderada.

Não entro em conta com o consumo do "cérebro intestinal".


17.11.06

 

Ferros de Coimbra no Jardim Botânico

 
Aproveite os dias de Sol e vá ao Jardim Botânico. As melhores cores são as de Novembro mas as grades estão sempre disponíveis; as pedras e os ferros típicos de Coimbra.

 
Bebés em autocarros têm de viajar em cadeirinHa

O H maiúsculo no meio da palavra não é gralha; serve para sublinhar a necessidade do apoio anterior na cadeira de viagem.

 
pulseira no tornozelo
Crianças internadas vigiadas

"Este é um sistema próximo do perfeito. Excelente! É um sistema inovador em Portugal e na Europa, já que é o primeiro com todas estas potencialidades.”

............................................................................................O melhor dos mundos

16.11.06

 

Poupar

"… há um acréscimo de 28% nos preços cobrados devido aos atraso dos pagamentos", referiu o secretário de Estado.
Calculem o que se pouparia se as empresas farmacêuticas não fizessem publicidade e o MS pagasse a tempo.
Mas se o padrão de consumo de medicamentos em Portugal fosse semelhante ao inglês, pouparíamos outro tanto -- em euros e em medicamentos com os seus inevitáveis efeitos secundários.

Com as três medidas pouparíamos metade de um terço --- um sexto dos gastos e metade do consumo de medicamentos -- uma enorme economia e um paraíso de sensatez.
Um SNS dirigido aos que mais necessitam e gerido com normas de eficácia provada. Então, o SNS português poderia ser não o 12ª mundial mas o 5º, como acontece com a saúde dos pequenitos.



 
Casino Royal

Terão gasto tanto na promoção quanto na produção do filme.
Afinal, o que as empresas farmacêuticas gastam na promoção é muito mais razoável.
“Drug companies spend 1/3 of sales on promotion.” Scrip Magazine 1997



 
Aulas práticas

“Mais de 400 alunos do secundário em protesto contra aulas de substituição.” “Para ir mais cedo para casa” diz um.
1. Os professores faltam muito; quando faltam há "furos". As aulas de substituição visam remendá-los.
2. Os professores protestam – manifestam-se, insultam a ministra, fazem greve e boicotam as substituições.
3. Por sua vez os alunos protestam contra a má qualidade das aulas de substituição, manifestam-se, cortam o trânsito e faltam às aulas e fecham as escolas a cadeado.
Não se diga que não aprendem educação cívica com os professores.


15.11.06

 




Que fiabilidade atribuir às votações telefónicas se 80 a 90% das chamadas para o 112 são falsas?

14.11.06

 
Referendo sobre a despenalização

Os custos de saúde no último ano de vida é maior que o da soma de todos os anos anteriores. Mel Antunes.
… os recursos para a saúde são finitos, são escassos em qualquer sociedade. Não existe sociedade com recursos destinados a saúde ilimitados e não é infrequente um indivíduo depender de mais recursos no último ano de vida que durante toda a sua vida. Então … até que ponto vale a pena prorrogar ou prolongar a vida de um paciente considerado irreversível.

O caso dos bebés é ainda mais iníquo; todos os que morrem antes do ano de idade gastam só nesse ano o equivalente ao de toda a sua vida. Uma discriminação injustificada para essa reduzida minoria.

É socialmente aceitável este desperdício? Justifica-se tão elevado consumo em alguém que está prestes a morrer justamente quando o SNS se debate com carências conhecidas e o PIB não pode atribuir-lhe mais verbas? Será sensato desperdiçar tantos recursos que farão falta a quem poderia viver bem muitos anos se tais recursos lhe fossem dispensados?
Isto poderá constranger quem nunca tenha pensado nisso mas, vendo bem, o último ano de vida não já não é verdadeiramente viver, pelo menos uma vida humana; tal como as primeiras semanas dum feto.
Na verdade, que falta fará um ano em setenta ou oitenta de uma vida bem vivida? Qualquer indivíduo sensato aceitará prescindir desse suplemento que não alterará significativamente a esperança de vida à nascença, já suficientemente alta.
Para salvar o SNS da bancarrota proponho que os seus benefícios se suspendam no último ano de vida; para quem optar pela eutanásia poderia estudar-se uma compensação pecuniária ou outra, equivalente ao terço dos gastos médios previsíveis no ano que prescindiu: o DL que a regulamentaria (DL Canto do Cisne) estipularia que tal seria outorgada no primeiro dia do que seria o penúltimo ano da sua vida.
Sugiro que se aproveite o dia do referendo sobre a despenalização do aborto para realizar um outro sobre a despenalização da eutanásia.
Concorda com a despenalização da eutanásia por opção do pretendente, se realizada nos últimos doze meses de vida, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?

13.11.06

 
O país de Frei Tomás

Portugal classificou-se no 19.º lugar da protecção climática entre 56 países que emitem 90% do dióxido de carbono, revela um estudo europeu que contou com a participação da Quercus.
A 19ª posição foi a resultante de três componentes: o 36º lugar na tendência de emissões, o 17º no nível de emissões e o 11º na
política climática.

* Como sempre, as leis são boas, os resultados sofríveis mas a tendência preocupante.

 








Lido em André Freire.

Archives

12/2004   01/2005   02/2005   03/2005   04/2005   05/2005   06/2005   07/2005   08/2005   09/2005   10/2005   11/2005   12/2005   01/2006   02/2006   03/2006   04/2006   05/2006   06/2006   07/2006   08/2006   09/2006   10/2006   11/2006   12/2006   01/2007   02/2007   03/2007   04/2007   05/2007   06/2007   07/2007   08/2007   09/2007   10/2007   11/2007   12/2007   01/2008   02/2008   03/2008   04/2008   05/2008   06/2008   07/2008   08/2008   09/2008   10/2008   11/2008   12/2008   01/2009   02/2009   03/2009   04/2009   05/2009   06/2009   07/2009   08/2009   09/2009   10/2009   11/2009   12/2009   01/2010   02/2010   03/2010   04/2010   05/2010   06/2010   07/2010   08/2010   09/2010   10/2010   11/2010   12/2010   01/2011   02/2011   03/2011   04/2011   05/2011   06/2011   07/2011   08/2011   09/2011   10/2011   11/2011   12/2011   01/2012   02/2012   03/2012   04/2012   05/2012   06/2012   07/2012   08/2012   09/2012   10/2012   11/2012   12/2012   01/2013   02/2013   03/2013   04/2013   05/2013   06/2013   07/2013   08/2013   09/2013   10/2013   11/2013   12/2013   01/2014   02/2014   03/2014   04/2014   05/2014   06/2014   07/2014   08/2014   09/2014   10/2014   11/2014   12/2014   01/2015   02/2015   03/2015   04/2015   05/2015   06/2015   07/2015   08/2015   09/2015   10/2015   11/2015   12/2015   01/2016   02/2016   03/2016   04/2016   05/2016   06/2016   07/2016   08/2016   09/2016   10/2016   11/2016   12/2016   01/2017   02/2017   03/2017   04/2017  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter