alcatruz

Alcatruz, s.m. (do Árabe alcaduz). Vaso de barro e modernamente de zinco, que se ata no calabre da nora, e vasa na calha a água que recebe. A. MORAIS SILVA. DICCIONARIO DA LINGUA PORTUGUESA.RIO DE JANEIRO 1889 ............................................................... O Alcatruz declina qualquer responsabilidade pelos postais afixados que apenas comprometem o signatário ...................... postel: hcmota@ci.uc.pt

30.4.09

 
A SOBREVIVENTE

Clara Rojas conta em exclusivo à RTP como sobreviveu ao cativeiro, na selva colombiana...
Seis anos refém.

Sequestrada pelas FARC.
Engravida de um guerrilheiro.
...
Uma reportagem de Márcia Rodrigues

*Conseguiu sobreviver a outro, agora na forma tentada.

Etiquetas:


 
Tornado fóssil
.
Perto de Celorico da Beira, está a necrópole pré-histórica de S. Gens, junto à ponte da Lavandeira sobre o Mondego. Num magnífico local de rochas de granito arredondadas, muitas sepulturas antropomórficas como há tantas em Portugal.
Esta distingue-se por duas razões: muitas sepulturas pequenas e a rocha icónica.
Sepulturas pequenas, sinal de que para estes pré-lusitanos as crianças teriam “alma” merecedoras de honras fúnebres semelhantes às dos adultos. .

Sobre o que aflora de uma rocha esférica semi enterrada, equilibra-se outra; teria sido esférica também mas o tempo transformou a metade inferior em cone que a apoia. É uma espécie de cogumelo de granito à roda do qual escavaram as arcas tumulares.
Pergunto-me se não terá sido esta pedra singular a razão de terem escolhido este local para necrópole. Esta rocha cogumelo seria o modelo da abóbada celeste que se apoiaria exactamente neste local, por isso sagrado.
Deveria ser um mistério antigo saber como se sustentaria a abóbada onde se suspenderiam as estrelas e por onde passeavam o Sol e a Lua.
Tal como os gregos teriam encarregado Atlas de suportar a Terra, os proto lusitanos, mais ambiciosos, teriam imaginado algo para o Céu; aqui estava o suporte celeste.
Nenhum local melhor que este para sepultar os mortos para que, assim, mais facilmente subissem ao Céu aspiradas por este tornado fóssil.

Etiquetas:


29.4.09

 
Cuidado com a lesma tuga

Este molusco gastrópode, conhecido cientificamente como "Arion lusitanicus", é hermafrodita, reproduz-se rapidamente, é mais agressiva do que a lesma preta natural e come as mais fracas da mesma categoria.

 
Do alerta útil ao alarme inútil.
Editorial
O efeito de uma manchete de jornal, por exemplo. Uma notícia falsa. O equilíbrio, a diferença entre o alerta útil e o alarme excessivo é muitas vezes decidido nos jornais e televisões, na sua responsabilidade cívica para com os cidadãos, conjugada com o dever de informar.
.
No mesmo número do mesmo jornal:
Primeiro caso suspeito de gripe suína em criança
Portugal já está na lista de países com casos suspeitos da doença.
.
*Confirmado caso suspeito?
Primeiro sugere que haverá segundo...

Etiquetas:


 
O PÚBLICO errou
Cartas ao Director 29.04.2009
O caso não é "para deixar rir à vontade"

Etiquetas:


 
Um "instante decisivo"

Há mais de 13 mil milhões de anos deu-se uma explosão de raios gama que só agora foi observada por vários telescópios na Terra. Só durou dez segundos, mas foi o suficiente para localizar o mais afastado objecto do Universo. Público 29-4-2009

*Se os vários telescópios estivessem a querelar uns com os outros em vez de escutar teriam perdido este extraordinário instante decisivo.

Etiquetas:


 
Com tradução simultânea

Manuela Ferreira Leite abre call center.
Público 29.04.2009

Etiquetas:


 
Reféns

Greve contra a avaliação fecha conservatórias
... muitas conservatórias do registo civil, comercial, predial e automóvel deverão encerrar portas. Os cartórios notariais públicos também serão afectados.

* Uma vez mais uma minoria toma todos os portugueses como escudo humano para defesa dos interesses dessa minoria.

Etiquetas:


28.4.09

 
"Chão Bom"
.
"O Tarrafal foi criado para as pessoas morrerem." Susana Martins, investigadora do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa.
Foi "uma política deliberada de aniquilamento físico" diz Alfredo Caldeira, Director dos Arquivos da Fundação Mário Soares.

É inequívoco que a primeira fase - entre 1936 e 1954 - foi muito mais dura. Entre os 361 portugueses com registo de estadia no Tarrafal, morreram 32. Alexandra Lucas Coelho. Público 28.04.2009.

* Os carcereiros e os mandantes tal como os historiadores e os jornalistas serão avaliados mais pelos resultados que pelas intenções.
A Colónia Penal do Tarrafal foi um crime que responsabiliza quem a criou para "presos políticos e sociais" (Salazar). Afirmar ter “sido criado para as pessoas morrerem", em vez de acentuar a crueldade da intenção faz sobressair a ineficácia do processo por terem morrido menos de 10%.

Etiquetas:


 
Gralha

Papa foi a povoação italiana destruído por terramoto
O Papa chegou hoje a Onna, a povoação que ficou praticamente destruída no terramoto

* No título, onde se lê Papa, deve ler-se Onna.

Etiquetas:


 
A gripe jornalista

Fórum TSF (até ao meio-dia) – programa interactivo
-Acha que as medidas tomadas até agora são suficientes para conter a epidemia?

Etiquetas:


 
Vivisecção ao vivo em directo

Investigadores do Freeport analisam empresa da mãe de Sócrates
Freeport: Ordem envia e-mail a notários a pedir todas as escrituras em que Sócrates interveio.
.
.
(Prima para ampliar a triste imagem)

Etiquetas:


27.4.09

 
Cinema original
.
Também aqui os produtores independentes competem com as grandes empresas produtoras.
Como o cartaz sugere os filmes de autor têm algo a ver com o artesanato da farmácia de oficina; mas, ao contrário dos remédios, os genéricos dos filmes não são cópias daqueles cujo período de patente expirou.

Etiquetas:


 
O milagre da multiplicação dos remédios
.
Idosos tomam mais de sete medicamentos por dia,
No ano passado, cada português gastou 240€ em medicamentos

"É necessário que os médicos ... sejam mais pró-activos na prescrição de medicamentos genéricos", alertou o secretário de Estado da Saúde.

Receitem genéricos, colegas; receitem genéricos!
Olhem que não há mais medicina no mundo senão remédios.
Olhem que as terapêuticas todas não valem mais que as da farmácia.

Etiquetas:


 
O milagre dos remédios

Genéricos gratuitos para um milhão de pensionistas
- Que levais aí, Senhora?
- São genéricos, Senhor.

Etiquetas:


26.4.09

 
O país Neandertal

Na primeira palestra da série sobre Darwin e a Evolução, no Museu da Ciência da UC, a Profª Eugénia Cunha mostrou o mapa do “país Neandertal”; é curiosa a semelhança com o da futura UE depois de integração da Turquia.

Etiquetas:


 
Tectónica escolar
Escolaridade obrigatória passa a ser até ao 12º

*Deitar areia sobre uma crosta apoiada num manto pastoso pode provocar o afundamento da mesma com risco de tsunami.
.
«Não se trata de governar para os números, nem para as estatísticas...

Etiquetas:


 
respigo

Castidade
Estranha democracia esta em que "colunistas" e demais gente dos media pretendem instituir-se como casta de intocáveis, escapando a toda e qualquer legalidade… J.-M. Nobre-Correia

Etiquetas:


25.4.09

 
Gramática: a preposição

Sócrates afirmou que esse processo tem seguido "timings" políticos" para o prejudicar.
O secretário-geral do Sindicato dos Magistrados do
Ministério Público juntou-se à coordenadora do DCIAP, que comanda a investigação ao caso Freeport, na recusa de qualquer manipulação política pelo MP.

* A questão não é o “pelo” mas o “do”. A central de táxis indica-lhes onde e quando devem tomar passageiros; o sindicato dos taxistas garante que estes estão a trabalhar "sem qualquer objectivo político".

Etiquetas:


 
Mau agoiro

Neste 25 de Abril, preocupa-me estarmos a construir a perfeita sociedade totalitária em plena democracia.
Eu nem quero imaginar o que pode fazer uma variante de uma PIDE moderna com os instrumentos e as bases de dados a que pode aceder no estado, desde a do ADN, à da Via Verde, ao Cartão do Cidadão e os seus "números" interligados, com as escutas e procuras na Internet e nos telemóveis, às câmaras de videovigilância que proliferam por todo o lado, etc., etc.
José Pacheco Pereira. Público 25-04-2009
.
*Não creio que tal seja preocupante se recordar como era tosca a rasoira paranóide da burocracia informativa da PIDE. Do processo de um “Assistente da FMC é conhecido como pessoa desafecta ao regime" (1969), consta o facto de ter sido a sua “Viatura IC-44-23 referenciada junto ao Teatro Avenida em 18-5-73 quando o TEUC levou à cena a peça "O ASNO".
A menos que a “variante” seja uma mutação, com gente desta a coligir dados desta relevância mais depressa entope o sistema que consegue chegar a alguma conclusão; o argumento é a actual ineficiência da justiça apesar dos vultuosos meios de que dispõe o MP
.

Etiquetas:


 
O 36º 25 de Abril

A trovoada seca
O dia amanheceu claro e limpo apesar da previsão de tempestade que o ribombar dos trovões da semana passada faziam prever. Afinal, a trovoada não se notou; algo fez amainar Thor.
Pouco a pouco o dia foi arrefecendo com muitas nuvens e chegou mesmo a chover.
A ver vamos como isto acaba, que JPP mal agoura mas amanhã é dia de S. Nuno.
Aposto que Vasco Gonçalves se sentiria feliz pela distinção e pela coincidência - o camarada Vasco que via em 74/75 a Revolução de 1383-1385.
PS. Só tarde me lembrei de outro que ficaria orgulhoso com o canónico reconhecimento dos méritos de Nuno Álvares Pereira -- o fundador e director do Colégio de Nun'Álvares (CNA) de Tomar, o Dr. Raul Lopes, uma força da natureza de quem ainda não há biografia.

Etiquetas:


24.4.09

 
Consumir, não economizar, ajuda a economia.

O rendimento disponível dos portugueses vai aumentar este ano, ao contrário do que aconteceu nos anos anteriores. Uma inflação negativa, aumentos salariais e descidas radicais das taxas de juros explicam este fenómeno.
Mas, perante esta subida do rendimento disponível, o que é que os portugueses vão fazer?
Consumir mais, ajudando a economia a recuperar?
O
Banco de Portugal diz que não e prevê que o que vai acontecer é uma subida muito rara (desde que existe o euro) da taxa de poupança dos portugueses.

* Economizar não ajuda a economia; eis a sociedade de consumo. Não consumir de acordo com as nossas necessidades mas com as do mercado; não de acordo com as nossas bolsas mas segundo as ordens de compra da Bolsa.

Etiquetas:


 
Os dinossauros eram casmurros

Impasse obriga partidos a apresentar candidatos a provedor de Justiça
Jorge Miranda, pelo PS, é primeiro candidato a provedor de Justiça
PSD exclui apoio a Jorge Miranda
Provedor: Candidato do PCP contra "conspiração" do Bloco Central
.
80 million years ago. Protoceratops, a herbivorous dinosaur, perished in the struggle with a carnivorous theropod, Velociraptor.
While they were entangling with each other, a
terrible sandstorm or falling sand might have burried them to death.
R.I.P.

Etiquetas:


 
Inauguração de Largo Salazar em Santa Comba Dão

Como professor, há 90 anos
Como ditador durante 50 anos

“Nada seria para mim, como professor, mais lamentável que o deixar de empregar todos os esforços ao meu alcance para, dentro das matérias que ensino, tornar familiares ao espírito dos alunos todos os grandes factos, todas as grandes ideias, todas as grandes correntes de opinião que cruzam o mundo e bem ou mal o dirigem. Sejam quais forem as nossas opiniões pessoais sobre um ou outra questão convém ter sempre o nosso espírito aberto aos novos factos e às novas ideias, num louvável desejo de progresso, de rectificação contínua dos nossos conhecimentos, de revisão da nossa mentalidade.
Não é de estudiosos nem de homens sérios fechar-se num determinado sistema de ideias, desconhecendo ou desprezando os progressos do espírito humano, recusando ver, para determinar-lhes o significado e o alcance, os factos dos nossos dias, ainda que em oposição ao nosso sentimento e íntimas convicções”.
Oliveira Salazar. A Minha Resposta. No processo de Sindicância à Universidade de Coimbra, Coimbra Editora 1919.

* Este depoimento deveria ser exposto no Largo de Santa Comba Dão. A polícia política que o regime de Salazar criou consideraria este documento como subversivo.

Etiquetas:


 
Jogada de antecipação

"Se a Oposição acha que vai transformar o presidente da República no rosto da Oposição está muito enganada". JS na RTP
... está em campanha - e, portanto, na campanha. Desenganem-se, porém, os que crêem que o faz pelo PSD. O caminho que aponta é só um: Cavaco, Cavaco, Cavaco.
F. Câncio.

Etiquetas:


23.4.09

 
respigo
O presente do indicativo

"Não há qualquer manipulação política do Ministério Público, ponho as mãos no lume, e pela Polícia Judiciária”, afirmou a responsável pelo DCIAP, que comanda a investigação ao caso Freeport.
Se estivesse num processo assim, se calhar também pensava o mesmo mas não é verdade."

Etiquetas:


 
Ranking

É uma seriação feita de forma pouco séria.

Etiquetas:


 
Crianças portuguesas na cauda da Europa
no que toca à felicidade e qualidade de vida

Portugal ocupa o 21.º lugar de uma lista de 29 países europeus onde foi realizado um estudo sobre a qualidade de vida e a felicidade das crianças.
O Reino Unido encontra-se na cauda mas à frente de Roménia, Bulgária, Letónia, Lituânia e Malta.
Público 22.04.2009

* É uma cauda comprida que tem 1/3 do comprimento do corpo. A escolha da expressão cauda levou, por associação, ao uso do verbo toca.
Crianças cuja idade vai até aos 19 anos cujos dados foram compilados pelo Grupo de Acção Contra a Pobreza Infantil.

A cauda dos rankings ou o masoquismo escondido com o rabo de fora.

A obsessão dos rankings nesta sociedade de competição leva a que se considere mais quem acabe em 3º lugar a meia hora do primeiro do que o 21º no mesmo pelotão do vencedor. O 21º lugar em 29 corresponde ao percentil 28.
A superficialidade estatística leva à idolatria do ordinal e a não analisar os resultados; e
não são apenas os jornalistas portugueses.
Teria sido indispensável inquirir qual a distância que separa o grau de bem-estar dos jovens portugueses (e dos ingleses) dos melhores do mundo. Não basta sacudi-los com prazer mórbido para a cauda de Europa sem antes saber se o bicho totémico de que falam é um rato ou uma lagartixa.

Etiquetas:


22.4.09

 
A bulha entrevista.

Um PM que confundiu RTP com ARtv e autoridade com empertigo.
Uma jornalista que confundiu oportunidade com obstrução e acutilância com impertinência.
Um PM cujo olhar fuzilava; uma jornalista cujos lábios rilhavam. Um jornalista tampão para que se não engalfinhassem mais.
Um ambiente de desforra de velha contenda mal dirimida.
A postura do PM não mostrou segurança; a da jornalista não mostrou isenção.
Ping-pong jogado com sarrafos.
Não admira que jornalistas e políticos inspirem pouca confiança.

Uma entrevista da qual o PSD e o PC disseram o mesmo.

Etiquetas:


 
O relato da entrevista
factos e interpretações

... vitimiza-se ...
... se mostrou particularmente agressivo para com os jornalistas ...
Mas não conseguiu esconder o nervosismo.

Começou por tentar desviar-se do tema ...
Ainda no desagravo das tensões Belém-S. Bento...
...o primeiro-ministro voltou a desviar o alvo.
... foi aí que José Sócrates se revelou mais nervoso.
... por vontade própria, dispara sobre a TVI:
Questionado sobre se acha que este processo lhe pode custar a maioria absoluta, respondeu: "Duvido".

Conclusão da jornalista: O PM considera que o caso Freeport não lhe retirará a maioria absoluta.
Leonete Botelho. Público 22.04.2009

Etiquetas:


 
Corações para transplantes estão velhos e estragados

Grande parte dos corações disponíveis ... são de pessoas mais velhas e com graves problemas
... porque o número de acidentes caiu mais do que se esperava.

* Danos colaterais do sucesso: porque há menos acidentes, não há corações disponíveis; continuam a bater no peito onde nasceram.

Etiquetas:


 
A revolução que falhou
Baptista-Bastos


A revolução de que nós falamos
foi
A revolução que nós falhámos.
O povo unido jamais será vencido...

Etiquetas:


 
Esta noite

Vénus desaparece durante chuva de meteoritos

Etiquetas:


21.4.09

 
Erros já vêm de trás

Nem o do Núcleo Museológico de Santa a Clara-a-Velha escapou.

Etiquetas:


 
Brincadeiras perigosas

aulas de reanimação no secundário
Programas escolares poderão incluir formação sobre uso de desfibrilhadores. Proposta vai ser entregue ao Ministério da Educação.

Um em quatro produtos perigosos é brinquedo
Alertas de perigo sobre artigos de consumo sofreram um aumento de 16%. A maioria é fabricada na China e alguns destinam-se às crianças.

Etiquetas:


 
respigo

Procriação medicamente assistida.
Portugal precisa de mais 400 obstetras com urgência

*Já é possível procriar obstetras e já é possível procriar com urgência.
Temo que se trate de um parto prematuro a que os obstetras não cheguem a tempo.

Etiquetas:


20.4.09

 
Os riscos nacionais

Quase metade dos portugueses tem hipertensão
Cinco anos na salgadeira
Em apenas cinco anos, a prevalência da hipertensão passou a afectar 62,7% dos alentejanos, quando em 2003 a taxa era de 49,5%. Uma subida preocupante que é atribuido à gastronomia. "Provavelmente, a abundante ingestão de sal na região explica a subida".
O problema estende-se ao Algarve, que passou a ter uma taxa de 61,7% quando antes era de 42,1%. Só o Norte se mantém com uma taxa bastante reduzida de 35%, o que é inédito e difícil de justificar.

Aumenta procura de seguro de risco sísmico
Nos últimos dias, a procura de seguros com cobertura de risco sísmico tem crescido em Portugal

Etiquetas:


 
Um Jornal Nacional
sexta feira 17 de Abril

Um exemplo de jornalismo de mexerico, superficial, irreflectido, do tipo, o que parece, é; não vale a pena exigir rigor nem pensar (muito menos duas vezes).

1. Disparidades salariais aumentam,
há cada vez mais crianças com fome..
até a DGS propõe que as cantinas escolares fiquem abertas ...
só a ME não vê ...
só não vê quem não quer
...
A TVI mostra uma cantina escolar; a ementa consta de sopa, um prato de peixe e fruta; o jornalista, de voz soturna, lamenta a penúria da dieta...

2. A pivot MMGuedes pega nas notícias que escolheu com a repugnância que lhe causaria a visita a uma lixeira; face à choldra que é obrigada a relatar assume a postura do fariseu da parábola:
Dois fariseus subiram ao templo para orar.

Um orava em voz alta: Ó Deus, graças te dou que não sou como os demais homens, roubadores, injustos, adúlteros, nem ainda como estes portugueses...
Para ela, os portugueses ou são cidadãos exemplares e vítimas inocentes ou dirigentes ignorantes, oportunistas ou corruptos cujas decisões nunca são sensatas e que nunca fazem erros, mas prepotências dolosas; quem não aceitar esta dicotomia primária ou é parvo ou está de má fé...
Quando o bispo entrevistado não a acompanha nos excessos e nas insinuações, zomba atribuindo a reserva a piedade cristã.


3. A atitude da jornalista é equivalente à dos comentários dos leitores às notícias de última hora das versões digitais dos jornais; compreeende-se a elevada audiência da TVI.
A falta de isenção é tão óbvia, a má-fé tão notória que fazem parecer razoáveis os defeitos dos visados.

4. O dueto final é uma farândola de sobranceria; VPV excede-se: Se até a Viseu já chegou a música dos Xutos e Pontapés...

Etiquetas:


19.4.09

 
Mosteiro de Stª Clara-a-Velha
A brutidão dos calcários

Como alguns jornais noticiaram a inauguração:
Choupal "recebeu" José Sócrates
José Sócrates teve de ouvir activistas em defesa do Choupal

 
Mosteiro de Santa Clara-a-Velha.Deixar algumas peças submersas seria uma homenagem às águas do Mondego que, a correr, serenas, tão bem preservaram as “ternas figuras que os canteiros de Cantanhede criaram na brutidão dos calcários".
Muito melhor que se estivessem ao ar, expostas aos uratos dos pássaros, ao amoníaco dos porcos e à brutidão dos humanos.

Era algo semelhante que poderia ter sido feito em Foz Côa; afinal as gravuras podem nadar se os arquitectos e os engenheiros as ensinarem.

Etiquetas:


 
Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

Para a estória:
Uma pedra tumular de uma ordem anfíbia. Lamentarei se os arquitectos a não mantiveram submersa; decididamente mais interessante que a da abadessa a seco. (prima para ampliar)

Etiquetas:


 
Mosteiro de Santa Clara-a-Velha
.
«Salvo das águas» (António Pedro Pita), depois de 15 anos de obras e séculos demolhado, reabriu ao público com as ruínas recuperadas e um centro interpretativo que conta a história do sítio e das feiras clarissas que nele habitaram desde o século XIII.
Para a estória, junto imagens de há muitos e poucos anos.
Um catraio a atirar pedras para o mosteiro alagado.
(prima par ampliar)


Etiquetas:


18.4.09

 
Bobadela medieval
.
Pelourinho e Casa da Câmara.
O pelourinho é dito do tipo pinha; mais parece do tipo rosca - a rosca de uma prensa de lagar.



Etiquetas:


 
Podar antes de mondar

"Se não vivemos num país rico, como se justifica que em Portugal tenhamos 17,4 estabelecimentos de ensino (superior) por cada milhão de habitantes, quando a Espanha, incomparavelmente mais rica, tem apenas sete?" Luciano de Almeida, ex-presidente do Conselho Coordenador do Ensino Politécnico.

Vão desparecer 200 a 300 cursos no ensino superior. Vão sobrar muito poucas instituições privadas.
Mariano Gago, M.E.S. e Ciência. Expresso 18-4-2009

Etiquetas:


 
Redacção

1. ... trânsito de tempo
"O processo de elevação de Nun'Álvares Pereira aos altares encontrou inúmeras dificuldades no trânsito de tempo", começa por dizer J. P.G., membro da Comissão Histórica do Processo da Causa da Canonização do Beato Nuno de Santa Maria.

2. ... aspecto inacabado

A parte inicial da casa que mais choca, pelo seu aspecto inacabado, constitui, precisamente a esperança de um futuro melhor. Cilídia Pinto

3. Na leitura do
acórdão, R.T., presidente do colectivo de juízes, enfatizou que quando a arguida acabar de cumprir a pena, o menino "ainda terá as lesões no corpo". “O que a senhora fez é para sempre e isto é motivado pela sua conduta", disse R. T.: "Foi ama de várias crianças e só esta foi maltratada por estar desprotegida da família quando deveria ser a mais protegida", uma vez que passava dias sem ver a mãe.

a) A mãe da vítima disse ... que os nove anos de prisão são "pouco" para as lesões permanentes sofridas pelo filho.

* O juiz, a vítima e sua mãe sairam em liberdade.

Etiquetas:


 
Títulos

Actos provocaram deficiências várias
Antologia sobre processo de elevação
Avós responsáveis por bebé

*Títulos tão incompreensíveis quanto os nobiliárquicos hereditários

Etiquetas:


 
Linguagem corrente

Há princípios elementares que os responsáveis dos media portugueses esquecem. E um deles é o que diz que é preciso endereçarem-se aos seus públicos numa linguagem que esteja ao alcance do comum dos mortais. J.M. Nobre-Correia

Etiquetas:


 
Um lugar ao Sul

As pedrinhas d’água (de ares?)
são minhas madrinhas.
Se por lá passares
dá-lhes saudades minhas.

Um lugar ao Sul. 18.4.2009

Etiquetas:


 
Cavaco durão
Uma excelente autópsia do Presidente da República

Para além da imprudência e, mesmo, da incompetência reveladas na avaliação e tomada de riscos, muitos foram os gestores financeiros que, simplesmente, perderam o sentido da decência”, “criou-se um ambiente de exuberância objectivamente desligado da realidade e incapaz de antecipar os custos sociais de um eventual colapso do sistema”.
. a) Pena que só agora a tenha feito; de um reputado economista e PR há anos, teria preferido um oportuno prognóstico a uma excelente autópsia. Tanto mais que, como PM, tinha alertado a tempo para o risco do jogo da Cabra-Cega da Bolsa.
b) Acho estranho mas, alguma razão haverá para que o PR tenha preferido um Congresso da Associação Cristã de Empresários e Gestores à Assembleia da República; a uma semana do 25 de Abril, preteriu-a à confraria.
.c) “muitos dos agentes que beneficiaram do status quo – e que tiveram um papel activo nesta crise financeira – continuam a ser capazes de condicionar as políticas públicas, quer pela sua dimensão económica quer pela sua proximidade ao poder político.”
Ficou-lhe bem fazer esta autocrítica; talvez fosse mais claro dizer “muitos dos agentes responsáveis pelo status quo… continuamos…”

Etiquetas:


17.4.09

 
Anfiteatro de Bobadela
.
O anfiteatro romano foi recuperado; entretanto terá sido circo, praça, eira?
Os antigos camarotes patrícios são agora quintais com latadas de cidadãos livres.
(prima para ampliar)

Etiquetas:


 
Disparidades
.
Salários baixos estão cada vez mais baixos
Em 2003 cada um dos 940 mil operários ganhava, em média, 25,3% do que era pago a cada um dos 95 mil dirigentes (26,3% em 2004), valor que em 2008 foi 25%. Gabinete de Estratégia e Planeamento do M. do Trabalho.
.

*Título disparatado: 25,3% q25%.

Mas os dados relativos aos dirigentes poderão estar subvalorizados. "O pagamento de géneros, sendo conceptualmente parte integrante do ganho, tende a ser subavaliado ou simplesmente omitido por parte dos estabelecimentos. Ora, o pagamento em géneros assume precisamente no ganho dos dirigentes uma assinalável relevância”; a ser assim são os altos que estão cada vez mais altos.

Etiquetas:


 
respigo

Admissão
O ministro da Justiça admitiu ter-se encontrado "dezenas de vezes" nos últimos anos com o presidente do Eurojust, Lopes da Mota, incluindo no mês de Março deste ano.

Etiquetas:


 
O sifão

Marçal Grilo recordou que estudar exige esforço, disciplina e sacrifícios, implica "ganhar rotinas, treinar a memória", não pode ser visto como uma "coisa lúdica". "Houve para aí umas teorias que diziam que não era necessário encher a cabeça de conhecimentos, mas sim formar cabeças pensantes, mas uma cabeça só pensa bem se estiver cheia de conhecimentos", concluiu. Público 17-4-2009


*O sifão é um mecanismo engenhoso que usa a força da gravidade para transfegar líquidos. Para que funcione tem de ser previamente cheio; uma vez ferrado, trabalha automaticamente.

Etiquetas:


 
pelo que tenho conhecimento ... e se calhar

"O que foi aprovado pela AR, pelo que tenho conhecimento, é uma resposta atabalhoada e se calhar feita durante a noite a uma proposta que fiz relativa à criminalização do enriquecimento ilícito", disse Mlª Ferreira Leite.

* Atabalhoado, o PSD absteve-se, conivente.

O diploma que prevê o fim do
sigilo bancário foi aprovado com os votos do BE, PS, PCP e PEV, a abstenção do PSD e do CDS-PP.

Etiquetas:


 
Editorial

...tem tanto de demagógica quanto de popular.

Etiquetas:


16.4.09

 
Nós, portugueses
.
Na fachada da casa dos Godinhos, hoje Museu Municipal de Bobadela, está este belo ornato. O dragão da fábula luta contra um leão e uma serpente ou defende o leão de uma serpente?
O fio eléctrico risca, indolente hipotenusa, a secular obra de arte indiferente à argola que espera, em vão, a reconheçam como vértice.
O drago desleixo, o réptil calaceiro e os obtusos tugas.

Etiquetas:


 
Pluralismo singular

PS volta a aprovar sozinho lei do pluralismo. Público 16.04.2009

*Curiosa perspectiva de pluralismo; heis-de ser plurais quer queirais quer não.

Etiquetas:


 
Perspectivas económicas de Primavera

FMI antecipa recessão particularmente “profunda e duradoura”.

*Perspectivas do FMI "não podiam ser mais negativas"

Etiquetas:


 
Nós, futricas

Lá está o Professor Doutor de Coimbra e a frase intrigante: "Nós, europeus."
O que perturba é a vírgula: nós, portugueses? Nós, socialistas? Nós, professores doutores?
À procura do "nós", damo-nos conta de que a conversa não é connosco, que fomos excluídos.

* Como é possível que uma mulher culta sofra do sindroma futrica?
Como se contamina uma análise inteligente com “Este círculo dicotómico e vicioso”. O que perturba é a vírgula.

Etiquetas:


 
Nós, portugueses

Vital Moreira e Paulo Rangel desentendem-se e passam o primeiro dia a trocar acusações.
Público 16.04.2009

Etiquetas:


 
Esmola

O apelo ao consumo como meio de minimizar a crise da sociedade de mercado é o equivalente da antiga exortação à esmola para evitar a revolta.

Etiquetas:


15.4.09

 
Bobadela

Há mil e oitocentos anos que do arco se vê neve na Serra.

Etiquetas:


 
Bobadela

O arco romano domina a Junta da Freguesia.

Etiquetas:


 
"…Mas o sistema, Senhores…"

E que bizarro mecanismo mental encaminha progenitores a não dar de comer aos seus miúdos, mas a adquirir-lhes roupas de marca?
... um sistema doente, cuja natureza se opõe à partilha, e tem destruído e aniquilado o melhor dos nossos sentimentos e emoções
.
Baptista Bastos "…Mas as crianças, Senhor…"

Etiquetas:


 
A pastelaria da DGS
Come chocolates, pequena; Come chocolates!

Crise leva crianças com fome ao hospital
Para a assistente social do Amadora-Sintra, os casos até agora registados podem dividir-se em dois tipos diferentes: "Existem meninos que dão entrada no Hospital com fome e em más condições de higiene e de vestuário e outros que chegam bem arranjados, mas mal alimentados"... são sobretudo famílias monoparentais que "gerem um bocadinho mal o orçamento que têm" e ... que se preocupam mais com "a imagem do que com os cuidados básicos"; muitos destas crianças têm entre os quatro e os seis anos.
Para Manuel Coutinho, psicólogo do IAC: "Há muitas famílias que vivem num teatro de aparências e compram o que não precisam com o dinheiro que não têm". Público 13-4-2009
A
Direcção-Geral de Saúde vai pedir ao Ministério da Educação o alargamento dos horários nas cantinas escolares. "Solicitámos à Plataforma para a Obesidade especialistas que preparem menus saudáveis e equilibrados que possam ser usados pelas famílias com mais dificuldades", especifica Francisco George.

*Como toda a gente sabe, mas a DGS ignora, a população que o H. Amadora-Sintra serve, não é representativa da portuguesa.

Como deveria, o PÚBLICO fez uma ronda por vários hospitais do país e nenhum deu conta de um aumento de casos de fome entre as crianças que afluem aos respectivos cuidados de Pediatria. Público 15.04.2009

Lá terão os especialistas da Plataforma da DGS de ir explicar às famílias dos bairros assinalados de Amadora e Sintra como fazer sopa com as solas dos ténis de marca fora de moda. "Deitaram sola de molho, pra no outro dia jantar.."

Etiquetas:


 
Acto falhado

Previsões do Banco de Portugal "não podiam ser mais negativas". (Cavaco Silva)

Não?
Para o Banco de Portugal, a riqueza vai recuar 3,5% , em linha com as maiores economias, ligeiramente melhor que a média europeia. (V. Constâncio)

Etiquetas:


 
Uma epidemia de gripe americana

Vítor Constâncio avisou que a recuperação da economia portuguesa só acontecerá depois dos Estados Unidos e da Europa terem ultrapassado a crise. Público 15-4-2009

Etiquetas:


 
Em busca do progenitor evadido

Em 2007 os filhos de pai incógnito representavam 2,2% (2300) dos nados vivos, apesar de a lei não o permitir.
Quando engravidei, não estava à espera de que ele viesse viver comigo (era casado e tinha um filho) mas nunca pensei que ele se recusasse a assumir a paternidade." Maria.

* Maria tinha 33 anos quando teve um filho que o parceiro não desejaria. Não se estará face a um abuso de confiança por utilização não autorizada do património genético do parceiro?

Etiquetas:


 
Na primeira intervenção, um enorme erro estratégico

Paulo Rangel não vai aceitar “a mordaça que Vital Moreira pretende por aos problemas nacionais na campanha”.

* “Não aceitar” é uma postura subordinada.

Etiquetas:


14.4.09

 
Bobadela

Coluna e arco romanos (Sec. II), pelourinho (Sec XVI), cruzeiro e igreja (Sec XVIII). Na fachada, uma inscrição latina NEPTUNALE.
Uma cena do palco da História; encantada, à espera.

Etiquetas:


 
Uma espécie de (Ph) Otoshop
Um quarto dos portugueses queixa-se do ruído

Etiquetas:


 
Uma vénia pronunciada que está a causar polémica

Se uma "alta personalidade" quiser cumprimentar uma mais baixa não poderá deixar de se curvar. Só se não curvam os que engoliram um pau de vassoura.
Como não vi a cena, não posso avaliar o à-vontade com que se inclinou e, mais importante, o desembaraço com que se ergueu.

Etiquetas:


 
Caso Freepharma Outlet

A farmácia de venda ao público do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, vai abrir hoje. Uma inauguração que passou por diversas dificuldades, desde sucessivas providências cautelares em tribunal até a problemas de abastecimento devido a constrangimentos colocados por armazenistas, o que levou o proprietário a recorrre directamente aos laboratórios.
Desde o início que o proprietário teve de lidar com vários constrangimentos: pressões por parte da Associação Nacional das Farmácias (ANF), providências cautelares e uma queixa anónima na Judiciária. Dos seis concursos públicos para estas farmácias, apenas um foi ganho por um consórcio liderado pela ANF.


*Pressões, providências cautelares e uma queixa anónima; um "déjà vu".

Etiquetas:


 
respigo

Penhora
Empresa gerida até 2007 por grande devedor ao fisco arrenda imóvel para tribunal. Público 14.04.2009

Etiquetas:


 
respigo

PSP UnificadΦ
O Sindicato Unificado da PSP quer que a revisão do estatuto garanta o princípio da não discriminação da orientação sexual.

Etiquetas:


 
respigo

Não passa bem
Marcelo considera "decepcionante" a campanha de Vital Moreira. "... não me parece que passe bem na televisão, o que nos dias de hoje é fundamental", diz Marcelo Rebelo de Sousa.

Etiquetas:


13.4.09

 
Bobadela

As ruínas romanas resistiram a dezoito séculos de incúria; a da tabuleta da sua “conservação e restauro” ainda não tem um ano (XXIX VI MMVIII).

Etiquetas:


 
Crise provoca aumento de desistências no Superior

No Instituto Superior de Engenharia de Lisboa a taxa de desistências ronda actualmente os 30%. Há, no entanto, quem assegure que ali a percentagem de desistências é superior, da ordem dos 50%. A esmagadora maioria dos alunos aponta factores de ordem económica quando questionados sobre as razões pelas quais abandonam os cursos.
Em causa estão valores de propinas da ordem dos 800 a 900 euros anuais, no ensino público. Carla Aguiar

*A falta de rigor da notícia responsabiliza a jornalista que não questiona a confiança da fonte que “assegura” dados de verosimilhança difícil de aceitar (50%?). Não é estranho que “a esmagadora maioria dos alunos que abandonam os cursos” alegando “factores de ordem económica”, ainda lá esteja disposta a ser questionada?
A crise também atinge os jornalistas.

Etiquetas:


 
respigo
No meio do mato

Três crianças deixadas pelos pais no meio do mato brasileiro foram repatriadas para Portugal
.... foram deixadas, pelos pais adoptivos, no meio do Mato Grosso,
Paula Torres de Carvalho. Público 10.04.2009

Etiquetas:


 
O negócio da velhice

Luís Portela fala do constante aumento da população com mais de 65 anos, que já será hoje em maior número do que os menores de 15 anos, para reafirmar o sentido da aposta na investigação dirigida ao bem-estar e envelhecimento. Aqui podem entrar ainda as termas, já que Portugal tem uma oferta alargada e com boas potencialidades para enri­quecer este cluster. "Não pode­mos ser bons em muita coisa, mas há áreas em que claramen­te somos bons, como nas doen­ças neurodegenerativas".
Serão, assim, potenciadas "condições para os bons pro­jectos terem estímulos públi­cos" e também privados, uma vez que "algumas farmacêuti­cas multinacionais resolveram entrar porque elas próprias perceberam que o potencial de desenvolvimento é grande e es­tão reunidas condições para poderem aparecer projectos muito interessantes". Tam­bém os grandes hospitais do país aderiram ao cluster, o que é visto como "um passo funda­mental para a investigação fei­ta na saúde poder ter aplica­ção prática". Expresso 27-3-3009

*Quando se encara a velhice como uma doença, os clusters de abutres rodopiam, quando a demografia faz esgotar o sangue fresco da manada.
Nem a BIAL escapa à tentação.

Etiquetas:


10.4.09

 

Etiquetas:


 
Portugueses maltratados no Expresso

Barroso – essa alforreca política --... M. Sousa Tavares
Cala-te
Sócrates não é um político sério e falta-lhe autoridade moral em quase tudo.
Daniel Oliveira

Etiquetas:


 
O português maltratado no Expresso

Tempo livre
Numa sociedade livre, a Manuela Moura Guedes é a normalidade... H. Raposo
*- Há um hiato entre a e normalidade

Etiquetas:


 
Os velhos morrem sobretudo no Inverno

Os jornais alvoroçaram-se com as notícias: o INSA confirmou que se morreu demais em Janeiro passado. A DGS esclareceu que terão sido, sobretudo, velhos.
Atribuem o facto ao frio e à gripe; como os não podem condenar, os comentários do jornal culpam as casas, a “hipotermia”, “eles” e a falta de vacinas.

Os velhos não se queixam da gripe nem do frio (apesar da insistência dos jornalistas enregelados) mas da solidão.
As
principais dificuldades referidas pelos idosos são os problemas económicos (35,8%) e a solidão (26,4%).

Os “cientistas” e os feitores de opinião arrepiam-se e, propõem, estudos na mão - "
improved protection from the cold indoors” , mais sobretudos.
Ficariam aliviados se não morressem mais velhos no Inverno que no Verão e, sobretudo, que a morte os encontrasse saudáveis; sozinhos mas saudáveis.
Nem que para isso fosse necessário calafetar-lhes paredes e telhados, portas e janelas para que não entrasse nada – frio, vírus da gripe, notícias, visitas, vento, nada. Que o vento cale a desgraça...
Só ar filtrado e estéril... para que só chegassem frios à mesa da autópsia onde não se encontrasse outra causa de morte (nem gripe nem pneumonia) que o suicídio.


.
Os velhos não se queixam do frio mas da solidão.

Morrem mais velhos no Inverno que no Verão; esta diferença é maior em Portugal que na UE; o inverso acontecia com os
suicídios.
Isto está a mudar; vamo-nos aproximando do padrão europeu.

Etiquetas:


9.4.09

 
Chico-esperto e os caramunhas

O menino Juca era um puto vivaço. Na escola safava-se sempre sem grande esforço; com grande lábia, arranjava maneira de fazer figura com o que sabia. Se não sabia, conseguia interpretar os sinais que alguém lhe enviava.
Era perito em fazer valer o que tinha; nas trocas de berlindes todos ficavam satisfeitos e ele nunca ficava a perder. Os trabalhos de casa eram sempre apreciados; copiava-os da enciclopédia. Conseguia as boas graças dos professores que o avaliavam mais pelas potencialidades que pelos resultados.
Não era egoísta; não hesitava em ajudar os amigos em dificuldades, não desistindo perante meras formalidades burocráticas. Era pragmático, gostava de resolver problemas.
Era determinado mas mudava de plano se o entendia útil mesmo que este fosse o que antes havia rejeitado; o orgulho impedia-o de se aperceber quanto mais de o confessar.
Esta maneira de ser criou-lhe muita inveja e muitas inimizades. Já na escola alguns condiscípulos despeitados denunciavam as suas artimanhas mas empolavam-nas tanto que se tornavam inverosímeis.
Toda a vida teve que enfrentar queixas pelos seus processos pouco ortodoxos de conseguir resultados. Porque não eram graves ou porque ninguém se sentiu directamente prejudicado, nenhuma alegação foi provada; ninguém gosta de queixinhas. Em especial dos queixinhas que nunca fizeram nada que se visse, adiavam quanto podiam, deixavam passar o tempo e, quando os pressionavam, se queixavam de que não lhe permitiam obrar em sossego.

Etiquetas:


 
Verdades sobre os genéricos

A ANF funciona como um oligopólio.
os genéricos representam cerca de 16 % da facturação.
progressão da quota de mercado
tem obrigação de ser mais barato do que os de marca,
Amortizado o investimento no desenvolvimento do fármaco,
concorrer com outros produtores
têm de suportar os custos industriais.
genéricos mais caros que os medicamentos de marca,
mais genéricos deverá idealmente existir mais concorrência,
logo preços mais baixos para os doentes
e menores custos para o Estado.
o crescimento do mercado dos genéricos
explosão da oferta
importações directas
promoções especiais muito tentadoras,
as margens têm vindo a ser reduzidas por lei.
a potencial poupança com os genéricos
se perde nas malhas de uma distribuição
reina a lei da selva.
quase oligopólio
controlar a quase totalidade das farmácias
há genéricos a mais no mercado,
fortaleceria o oligopólio
a factura,
poupado dinheiro.
cortar as comparticipações –
jogo de chantagem.
conflitos de interesse no Infarmed
oligopólio
cobrar ao Estado o que este devia às farmácias.

JMF. Público 09.04.2009

Etiquetas:


 
respigo
Fugiram da cadeia por um buraco na parede

Buraco “de dimensões consideráveis” que pode ter “sido feito em 3 ou 4 horas” uma vez que as paredes, de barro e areia, foram construídas em 1945 e são “muito frágeis”.
... usando um ferro da cama
.
Diáriode Coimbra 9-4-2009

8.4.09

 
Uma “notícia” pela mão dum jornalista

A partir de meados da década de 50, T. caiu numa depressão profunda. Foi uma cobaia na mão dos médicos, e o marido consentiu que fosse leucotomizada na esperança de que ela melhorasse. Única. 4-4-2009

* Um exemplo da pesporrência com que se escreve num jornal de referência. “Os médicos” eram os maiores especialistas nacionais, incluindo um prémio Nobel, que tinham esgotado todos os recursos então disponíveis antes de “arriscar” a “cobaia” ao último recurso. O “marido” que “consentiu” era dos homens mais poderosos do país.
Ambos já morreram mas deixaram família e amigos; a quem interessa esta bisbilhotice em forma de notícia?

Etiquetas:


 
Investir na Saúde

I&D: para além dos já referidos 1000 milhões de dólares de custo médio em investigação para cada novo medicamento, importa dizer que o seu desenvolvimento demora entre 12 e 15 anos e que é preciso investigar em média cerca de 10.000 compostos antes de um vir a ser aprovado para utilização em doentes. O presidente da Apifarma. Público 7-4-2009

* A Apifarma considera que isto é investir na saúde. Com tal "Saúde Pública" não duvido que este seja um bom investimento.

Etiquetas:


 
Saúde Pública®
(no saco do Expresso)

3 milhões de portugueses precisam de tratamento.
Prof. Espiga de Macedo. 26º Encontro de Clínica Geral (Simposium Rotapharm Madaus)
9 em cada 10 portugueses sofrem de cefaleias ao longo da vida

Prof. Doutor Pereira Monteiro
Panorama português de doenças cardiovasculares é assustador

Prof. Silva Cardoso
290 mil casais inférteis em Portugal

Prof. Silva Carvalho
Um terço dos portugueses são alérgicos; metade não sabe. TV 5.4.2009
Diabetes já afecta um milhão de portugueses

* Saúde Pública ou Doença Pública?
Um quarto dos portugueses queixam-se do ruído ; não admira.

Etiquetas:


 
O calcanhar do preconceito

No dia 31 de Março, o Comité de Grandes Riscos da Protecção Civil Italiana reuniu-se em L'Aquila e concluiu não haver razão para alarme. Passada uma semana, um violento terramoto dilacerou a cidade, matando mais de 200 pessoas e ferindo para cima de mil. O comité enganou-se: havia razão para alarme. Ou, no mínimo, para tomar precauções. Semanas antes, um cientista do Instituto Nacional de Astrofísica, morador em L'Aquila. alertara para a possibilidade de uma catástrofe.
O presidente da câmara local mandou calá-lo. Ninguém quer uma população assustada. A verdade é que os políticos não gostam de cenários incómodos.
O poder, na sede de manter sob controlo o que está ao seu alcance, ignorando tudo o que lhe é incómodo, comete crimes destes. E volta a mentir, na hora de prestar contas.

Nuno Pacheco. A mentira como arma política ou o calcanhar de L' Aquila. Público 08.04.2009

* Comete crime quem seguir as recomendações de Comités técnicos. Deve seguir sempre a suspeita de
Murphy e as ordens de Vasco Moscoso de Aragão.

Etiquetas:


Archives

12/2004   01/2005   02/2005   03/2005   04/2005   05/2005   06/2005   07/2005   08/2005   09/2005   10/2005   11/2005   12/2005   01/2006   02/2006   03/2006   04/2006   05/2006   06/2006   07/2006   08/2006   09/2006   10/2006   11/2006   12/2006   01/2007   02/2007   03/2007   04/2007   05/2007   06/2007   07/2007   08/2007   09/2007   10/2007   11/2007   12/2007   01/2008   02/2008   03/2008   04/2008   05/2008   06/2008   07/2008   08/2008   09/2008   10/2008   11/2008   12/2008   01/2009   02/2009   03/2009   04/2009   05/2009   06/2009   07/2009   08/2009   09/2009   10/2009   11/2009   12/2009   01/2010   02/2010   03/2010   04/2010   05/2010   06/2010   07/2010   08/2010   09/2010   10/2010   11/2010   12/2010   01/2011   02/2011   03/2011   04/2011   05/2011   06/2011   07/2011   08/2011   09/2011   10/2011   11/2011   12/2011   01/2012   02/2012   03/2012   04/2012   05/2012   06/2012   07/2012   08/2012   09/2012   10/2012   11/2012   12/2012   01/2013   02/2013   03/2013   04/2013   05/2013   06/2013   07/2013   08/2013   09/2013   10/2013   11/2013   12/2013   01/2014   02/2014   03/2014   04/2014   05/2014   06/2014   07/2014   08/2014   09/2014   10/2014   11/2014   12/2014   01/2015   02/2015   03/2015   04/2015   05/2015   06/2015   07/2015   08/2015   09/2015   10/2015   11/2015   12/2015   01/2016   02/2016   03/2016   04/2016   05/2016   06/2016   07/2016   08/2016   09/2016   10/2016   11/2016   12/2016   01/2017   02/2017   03/2017   04/2017   05/2017   06/2017   07/2017   08/2017   09/2017  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter