alcatruz

Alcatruz, s.m. (do Árabe alcaduz). Vaso de barro e modernamente de zinco, que se ata no calabre da nora, e vasa na calha a água que recebe. A. MORAIS SILVA. DICCIONARIO DA LINGUA PORTUGUESA.RIO DE JANEIRO 1889 ............................................................... O Alcatruz declina qualquer responsabilidade pelos postais afixados que apenas comprometem o signatário ...................... postel: hcmota@ci.uc.pt

30.6.16

 

Viva o deve-haver sobre todas as coisas


Germany's Schaeuble presses Portugal to stick to fiscal commitments

Salamanca 1936 (Início da Guerra Civil)
Gen. Millan-Astray: Viva la muerte!
Miguel de Unamuno, reitor da Universidade: “Acabo de oír el necrófilo e insensato grito: Viva la muerte!
... ler o relato completo
Venceréis, porque tenéis sobrada fuerza bruta. Pero no convenceréis, porque para convencer hay que persuadir."

Etiquetas:


27.6.16

 

2016º Auto da Lusitânea


Le Monde diz que Bruxelas vai recomendar sanções a Portugal


Belzebu:
Esta é boa experiência:
Dinato, escreve isto bem. 
Dinato:
Que escreverei, companheiro?
Belzebu:
Que ninguém busca consciência.
e todo o mundo dinheiro
.
 


Belzebu:
Escreve com muito aviso.
Dinato:
Que escreverei?
Belzebu:
Escreve
que todo o mundo quer paraíso
e ninguém paga o que deve.
 

Etiquetas:


 

jornais


Prima por não ampliar

Etiquetas:


 

Brexit 201 anos depois de Waterloo


 Nenhum dos jornais de Londres enviou um jornalista para cobrir a batalha de Waterloo.  (1815)
Só três dias após a batalha é que o mensageiro chegou a Londres com a notícia da vitória.


Etiquetas:


26.6.16

 

Reciclar


Começar de novo

Etiquetas:


 

Bandeira


O símbolo e a sombra

Etiquetas:


25.6.16

 

Limiar vinculativo do resultado dum referendo


 “A ideia de que o cidadão comum não deve decidir questões complexas através de referendos é contrariada pelo facto de os referendos serem mais usados onde a democracia é mais madura, como o Reino Unido ou a Suíça”.
Não há dúvida?
À uma da manhã, oito horas após o fecho das urnas, a Google revelou que as pesquisas com a frase "o que acontece se sairmos da União Europeia" e "o que é a União Europeia" aumentaram 250% no Reino Unido em relação aos dias anteriores ao referendo.


* Qual seria o resultado se o referendo fosse repetido 24 horas depois de conhecidos os resultados tão semelhantes?

É sensato decidir o destino de um povo com um processo facebookiano (like/ dislike)? Em especial quando a diferença é insignificante?

Não significa que estes processos são usados para criar a ilusão de participação popular deixando o poder (Dupond ou Dupont) legitimado? 

Etiquetas:


24.6.16

 

Referendo


O futuro decidido como se fora por moeda o ar

51,9% coroa, 48,1% cara

“um impressionante exemplo da democracia em acção"
 Daily Mail 
* Exemplar foi a reverente aceitação do resultado desta insignificante diferença.


Etiquetas:


 

O flagelo do Brexit





Etiquetas:


21.6.16

 

Ementa no DR


Despacho n.º 7516-A/2016
O XXI Governo Constitucional, no seu programa para a saúde, … interdita a venda dos seguintes produtos:
a) Salgados, designadamente
rissóis,
croquetes,
empadas,
pastéis de bacalhau ou
folhados salgados.
b) Pastelaria, designadamente,
 bolos ou pastéis com massa folhada
 e/ou com creme
e/ou cobertura,
como palmiers,
mil folhas,
bola de Berlim,
donuts ou folhados doces.
 c) Pão com recheio doce,
pão-de-leite com recheio doce ou
croissant com recheio doce.
d) Charcutaria, designadamente
sanduíches ou
outros produtos que contenham chouriço,
salsicha,
chourição ou
presunto.
e) Sandes ou outros produtos que contenham
ketchup,
maionese ou
mostarda.
 f) Bolachas e biscoitos que contenham, por cada 100 g, um teor de lípidos superior a 20 g e/ou um teor de açúcares superior a 20 g, designadamente,
bolachas tipo belgas,
biscoitos de manteiga,
bolachas com pepitas de chocolate,
bolachas de chocolate,
bolachas recheadas com creme,
bolachas com cobertura.
g) Refrigerantes, designadamente as
bebidas com cola,
com extrato de chá,
águas aromatizadas,
preparados de refrigerantes ou
bebidas energéticas.
h) “Guloseimas”, designadamente
rebuçados,
caramelos,
chupas ou
gomas.
i) “Snacks”, designadamente
tiras de milho,
batatas fritas,
aperitivos e
pipocas doces ou salgadas.
j) Sobremesas, designadamente
mousse de chocolate,
leite-creme ou
arroz doce.
k) Refeições rápidas, designadamente
hambúrgueres,
cachorros quentes ou
pizas.
l) Chocolates em embalagens superiores a 50 g.
m) Bebidas com álcool

Etiquetas:


20.6.16

 

Oferta / procura


Procura sem oferta sem procura sem

Etiquetas:


 

Pérfida Albion, pérfida Europa


Prima para ampliar
A razão histórica para a entrada do Reino Unido para a “Europa” foi a de impedir a sua união política, anátema que desagradava sobremaneira à própria Inglaterra, mas principalmente aos Estados Unidos.  João Caraça


Etiquetas:


19.6.16

 

Solstício de Verão


Uma bela tarde a de ontem. Uma comédia do Sec XVIII pelo Teatrão num pátio (Teatro no Pátio) de uma casa na Rua do Cabido e o final da Feira Medieval (com a qualidade de sempre) no Largo da Sé Velha, ali ao lado. E a oportunidade de rever a magnífica face Norte da Sé Velha, ao sol da tardinha (20h). Nunca tinha reparado na inscrição árabe, junto ao ângulo do transepto: 
"Escrevi isto em memória do meu sofrimento. A minha mão perecerá um dia, mas a grandeza ficará", cuja história ignorada merecia narrativa de Luís Rosa.
Ao lado, pedras com as notáveis siglas dos seus canteiros; numa época em que os artistas não assinavam as suas obras, estes artesãos assinavam as suas … e com que orgulho o faziam que se mantêm nítidas ainda hoje como o do artesão moçárabe.

Não percam a oportunidade de ver as faces norte dos edifícios que, como se fossem polares, só têm sol nestes poucos dias do ano. Para além da Sé Velha, sugiro o portal renascença (1581) nas escadas do Beco da Carqueja.

Etiquetas:


 

Epiderme


O que é “desigual” continua desigual. E basta olhar para as imagens das gentes à saída ou à entrada dos jogos, para ver as tias e os betos e o mecânico de automóveis e a caixa de supermercado, mesmo quando todos estão de cachecol, cara pintada, e de chapéus com cornos. A desigualdade é uma coisa tramada, cola-se à pele e não há maneira de a tirar, a não ser “igualando”. JPP

* Também o racismo é a desigualdade colada à pele; à pele e à retina, ambas derivadas da ectoderme primordial.

Etiquetas:


 

A chave da CGD


A chave, também conhecida como pedra angular, é a aduela central de um arco

Etiquetas:


18.6.16

 

Brexit? Ulixit?


O poder a falar aos súbditos

              

         


A ditadura dos grandes não tem fim?

Algo vai muito mal neste país em que a ditadura dos poderosos e o centralismo de Lisboa não parecem ter fim.

Etiquetas:


 

História pregressa



Faz agora meio século.
Após um ano de impedimento por veto da PIDE/DGS, fui contratado como assistente da Faculdade de Medicina. 

A então enfermaria 1MM dos HUC (Propedêutica Médica da FMC) é agora Sala da Fac. de Arquitectura. Plantas nos estiradores em vez de doentes nas camas; projectos em vez de diagnósticos.

Etiquetas:


 

Crise dietética


No pico da crise, a sopa foi a refeição mais procurada nos serviços de take away do Pingo Doce.

* O mercado auto-regula-se-nos.

Etiquetas:


 

Bem acima das necessidades


Portugal nos piores lugares da tabela mundial da obesidade e excesso de peso.
E pur si muove - Tem sido mais rápido o aumento da obesidade nos mais pobres.

O risco de diabetes é mais de quatro vezes superior no grupo só com formação básica. OPSS 2016

Etiquetas:


17.6.16

 

Banca



Etiquetas:


16.6.16

 

Demografia


Fosse porque 
a natalidade saltou para os lugares cimeiros da agenda política
 ou porque 
mais mulheres atingiram o limite da sua idade fértil,
 em 2015 nasceram mais 3133 bebés do que no ano anterior. 
* Ou por outra razão plausível.


Etiquetas:


 

O impacto da placa tectónica


Politicogeologia atrevida

O referendo no Reino Unido e o impacto na realidade política europeia
 Um acontecimento tão traumático como seria a saída do Reino Unido poderá ter o efeito de libertar energias até agora aprisionadas.
Francisco Assis

* A deriva da placa teutónica; a natureza tem horror ao vazio.




Etiquetas:


 

Que não se muda já como soía


A constante e acentuada mudança de valores desde os anos 1960. 
Com os valores em constante transformação, nada parece certo, nem seguro, ao indivíduo comum, o qual, em média, tem cada vez mais idade. Nem os valores mais profundos nos quais foi socializado e agora vê rejeitados pelas elites; nem os mecanismos de bem-estar material, como a segurança social ou a reforma, que dava como adquiridos.  JP Teixeira Fernandes

... Quando tanta coisa que parecia sagrada ou eterna se dispersa e dissolve no mar revolto que é o Mundo de hoje, faz bem atentar no valor de uma instituição que não atraiçoa o seu espírito nem se afasta da missão que lhe foi confiada.
… quem está diante de mim é o mesmo ser moral que vem afirmando-se desde séculos: quando estuda, quando ensina, quando se manifesta, é escusado perguntar, porque é Coimbra, é a Universidade.

Salazar 1959

Etiquetas:


15.6.16

 

Bandeiras coloridas


EN 2, Serra do Caldeirão
A origem da decoração das festas populares

Etiquetas:


 

Mini


Un homme et une femme (1966)

Etiquetas:


14.6.16

 

A resultante


O papagaio só se mantém no ar enquanto o fio o puxar para a terra.

Etiquetas:


13.6.16

 

Foral de Coimbra 1516

Há 500 anos

Etiquetas:


 

Utopias


1. O mundo “conectado” é mais expansivo, mais pessoal e gregário ao mesmo tempo, mais feliz por isso mesmo também.
Essa “linguagem de justiça” (não havia mal em ser-se como se é, desde que se respeite a liberdade dos outros.) é suficientemente coesa para se estender até se transformar numa amizade cívica global que não converte as pessoas com lavagem cerebral, mas deixando-as buscarem ser o melhor de si mesmas. Rui Tavares
O mundo “conectado” será mais feliz?
Qual o resultado da publicidade mercantil senão converter as pessoas a “este” que é o melhor dos mundos possível? Que não há mais metafísica senão chocolates?

2 ... movido pelo ódio à diferença e pelo ódio à liberdade.

* O “ódio à diferença e à liberdade” não radica também na revolta contra esta rasoira uniformizadora, que concede ao povo “a diferença e a liberdade” para "mudar de ombro para suportar a costumada canga"?

Etiquetas:


 

Tráfico


… a democracia diminuída, bruta, espectacular, e sujeita ao espírito de matilha que temos, que construímos com a nossa ganância e insaciabilidade… Clara Ferreira Alves Revista Expresso 11-6-2016
*A que nem os budistas nem os tigres escapam

O templo dos tristes tigres

1. Num templo budista na Tailândia, em vez serem protegidos, os tigres sofriam abusos e eram traficados pelos monges.

Negócio de 19 mil milhões


2. O negócio do tráfico de animais selvagens é um dos mais lucrativos do mundo – só é superado pelo comércio clandestino de armas e drogas.  Fundo Mundial para a Natureza.
* E pelo tráfico humano, creio. 

Etiquetas:


 

Pró / Contra








Um dos dramas da política é a simplista obsessão de se catalogar com uma linearidade que a realidade não tem. Esse fundamentalismo pseudo-ideológico tolda a inteligência e a criatividade. Quer-se ser “pró” ou “anti”. São ingénuas hiper-simplificações.

Talvez o nosso maior défice seja o défice … de sensatez.

Etiquetas:


10.6.16

 

Teatrão de Cordel


No Largo do Salvador
Teatro no Pátio
No Beco das Cruzes (ao Prakistão)
Sábado, 11 de Junho às 17,30

Etiquetas:


 

Vivó Bairro, Aveiro


Cuidei que a obra-prima estava acabada:
- Que bela ideia ter deixado parte em branco.







Não estava.

Etiquetas:


 

Vivó Bairro, Aveiro



 Bancos capitulares                                         Letras capitulares                                    















Iluminuras pacientemente produzidas, desde a baixa Idade Média, pelos encapuzados monges copistas. A letra capitular é muitas vezes profusamente decorada. 
* De uma prosaica letra os copistas faziam uma obra d’arte, tal como os banquistas de um trivial banco.

Etiquetas:


9.6.16

 

Os mais pacíficos países do mundo são atlânticos


Portugal é o 5.º país mais pacífico do mundo



The largest improvement in the region (Europa) was recorded by Portugal, which built on gains last year to rise nine places to fifth globally. This reflects continuing improvements in the context of the country’s gradual return to political normality following its EU/ IMF economic and financial adjustment process. Notwithstanding the difficulties faced by the left-of-centre government elected in 2015, Portugal has recorded a second year of improvements across numerous dimensions, notably the likelihood of violent demonstrations, but also the Political Terror Scale and political instability.

1 Iceland 1.192

2 Denmark 1.246
3 Austria 1.278
4 New Zealand 1.287
5 Portugal 1.356    
6 Czech Republic 1.360
7 Switzerland 1.370
8 Canada 1.388
9 Japan 1.395
10 Slovenia 1.408

25 Spain 1.604

46 France 1.829
47 United Kingdom 1.830

56 Timor-Leste 1.879

68 Mozambique 1.963

98 Angola 2.140

103 USA 2.154

105 Brazil 2.176

116 Guinea-Bissau 2.264

* Este é o Mundial que importa. E não referem Cabo Verde nem S. Tomé e Príncipe, dos mais pacíficos do mundo.



Etiquetas:


Archives

12/2004   01/2005   02/2005   03/2005   04/2005   05/2005   06/2005   07/2005   08/2005   09/2005   10/2005   11/2005   12/2005   01/2006   02/2006   03/2006   04/2006   05/2006   06/2006   07/2006   08/2006   09/2006   10/2006   11/2006   12/2006   01/2007   02/2007   03/2007   04/2007   05/2007   06/2007   07/2007   08/2007   09/2007   10/2007   11/2007   12/2007   01/2008   02/2008   03/2008   04/2008   05/2008   06/2008   07/2008   08/2008   09/2008   10/2008   11/2008   12/2008   01/2009   02/2009   03/2009   04/2009   05/2009   06/2009   07/2009   08/2009   09/2009   10/2009   11/2009   12/2009   01/2010   02/2010   03/2010   04/2010   05/2010   06/2010   07/2010   08/2010   09/2010   10/2010   11/2010   12/2010   01/2011   02/2011   03/2011   04/2011   05/2011   06/2011   07/2011   08/2011   09/2011   10/2011   11/2011   12/2011   01/2012   02/2012   03/2012   04/2012   05/2012   06/2012   07/2012   08/2012   09/2012   10/2012   11/2012   12/2012   01/2013   02/2013   03/2013   04/2013   05/2013   06/2013   07/2013   08/2013   09/2013   10/2013   11/2013   12/2013   01/2014   02/2014   03/2014   04/2014   05/2014   06/2014   07/2014   08/2014   09/2014   10/2014   11/2014   12/2014   01/2015   02/2015   03/2015   04/2015   05/2015   06/2015   07/2015   08/2015   09/2015   10/2015   11/2015   12/2015   01/2016   02/2016   03/2016   04/2016   05/2016   06/2016   07/2016   08/2016   09/2016   10/2016   11/2016   12/2016   01/2017   02/2017   03/2017   04/2017   05/2017   06/2017   07/2017   08/2017   09/2017   10/2017   11/2017  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter