alcatruz

Alcatruz, s.m. (do Árabe alcaduz). Vaso de barro e modernamente de zinco, que se ata no calabre da nora, e vasa na calha a água que recebe. A. MORAIS SILVA. DICCIONARIO DA LINGUA PORTUGUESA.RIO DE JANEIRO 1889 ............................................................... O Alcatruz declina qualquer responsabilidade pelos postais afixados que apenas comprometem o signatário ...................... postel: hcmota@ci.uc.pt

31.3.08

 
Satisfação nos hospitais portugueses e americanos
(da Saúde SA)

1. Dois terços dos
doentes americanos classificaram com 18 valores (numa escala de 20) os seus hospitais e recomendá-los-iam sem reservas.

2. Satisfação de adultos portugueses
Internamento: 80,4 a 87,1%
C. Externa: 76,7 a 83,6%
Urgência: 70,1 a 72,6%
"Qualidade apercebida e satisfação do utente nos Hospitais EPE, 2005"

Factos para fundamentar opiniões.

Etiquetas:


 
Não é preciso ir à China
que ela vem até nós.

Portugal é o país da Europa com mais Medicina Chinesa e com melhor qualidade, apesar de isso não ter reconhecimento", salientou Pedro Choy. Público 31.03.2008

* Eu acho que não vale a pena ter
ido ao Oriente e visto a Índia e a China
...
Ah uma terra aonde, enfim,
Muito a leste não fosse o oeste já.
Alvaro de Campos, Opiário, Orfeu 1915

Etiquetas:


 
Portugal reumático
mas os saudáveis ainda têm maioria absoluta.

São mais de cem as doenças reumáticas de que padecem um em cada três portugueses.

Etiquetas:


 
Leis e normas

É o resultado de leis genéricas sem normas específicas; para serem justas, as leis têm que discriminar. É o que distingue as leis humanas das leis da Natureza que “… na sua fúria criadora/conservadora/destruidora não distinguem o erro da verdade, o bem do mal, a justiça da injustiça..."

Em vez de “Fazer o bem sem olhar a quem” talvez seja mais adequado “Fazer bem e olhar a quem.”

 
respigo
Os pobres estão proibidos


O Governo…. não acabou com a miséria. Limitou-se a proibi-la….as vendas, bens e esmolas de que vivem as pessoas carenciadas ficam banidas.
A ASAE visitou o Centro de Dia de Póvoa da Atalaia, Fundão. … destruiu a marmelada que tinha sido oferecida pelos vizinhos e levou frangos e pastéis dados como esmola
(Lusa, 06.03.2008). J. César das Neves.

Etiquetas:


30.3.08

 
A situação da casa no salazarismo

A partir do momento em que Salgado Zenha se tornou presidente da Associação Académica de Coimbra (AAC), em Maio de 1945, as eleições para a direcção dos organismos estudantis nunca deixaram de ser atentamente vigiadas pela PIDE. Esta assinalou, por exemplo, que, nas eleições para a AAC, no ano lectivo 1950/51, tinham sido novamente eleitos estudantes comunistas, com a aprova­ção do reitor «comunizante», Maximino Correia, graças ao desinte­resse dos «nacionalistas».
Arquivo Histórico do Ministério da Administração Interna. MAI-DDA, Gabi­nete do Ministro, caixa 055, pasta «Coimbra 1950/51».
João Madeira. Vítimas de Salazar. 2007

*Um reitor “comunizante” naquele tempo soa a ridículo; era impossível permanecer tantos anos no cargo. Só ocuparia tal lugar se “desse garantias de cooperar na realizaçção dos fins superiores do Estado Novo”; tentar um mínimo de isenção na vida da Academia era suficiente para ser olhado com suspeição.
Por isso havia que ter todo o cuidado no que se dizia; usavam-se alegorias. Maximino Correia e Bissaya Barreto eram de facções opostas na Faculdade de Medicina.
- “O senhor Reitor é como a casa dele; nunca se sabe para onde está virado”, constava que Bissaya Barreto dizia dele.
Ao que o reitor retorquia:
-“O Professor Bissaya logo foi fazer a casa (hoje Museu) agachada atrás do muro ”.... da cadeia.

Etiquetas:


 
Outro caso specimen

Etiquetas:


 
Outro caso specimen

António Borges (PSD e Goldman Sachs)
1. Em 2005 apresentei uma moção onde me disponibilizei para ajudar o PSD a ter uma oposição mais activa em relação ao Governo. Na manhã seguinte o ministro Manuel Pinho comunicou-me pessoalmente que todos os contratos com a Goldman Sachs estavam cancelados.
- É uma declaração grave.
-O Governo tem sempre a opção de cancelar os contratos quando quiser.

2. - Há cerca de dois anos, manifestei a minha oposição à maneira como as coisas foram conduzidas na EDP, uma empresa que eu conhecia bem. O governo exigiu um pedido de desculpa pelas minhas palavras, com a implicitação evidente de que, caso contrário, nunca mais haveria trabalho para a GS em Portugal. Aliás, como nunca mais houve.

3. O ministro da Economia, Manuel Pinho, negou alguma vez ter exigido um pedido de desculpas a António Borges sobre as acusações que fez sobre a EDP e disse não se lembrar de ter falado com o economista após o congresso do PSD de 2005.

Recordando que os "banqueiros são normalmente muito reservados", Manuel Pinho considerou "peculiar que três anos depois, um gestor de banca venha falar de episódios".

Etiquetas:


 
O caso do falsário sincero

Uma armadilha muito bem armada e contada.

29.3.08

 
O Sol e a Lua
.
A Lua, cor da pedra, e o Sol no tímpano do portal Sul da matriz de Fonte Arcada (Minho).

Etiquetas:


 
Quadro que se não pode apagar

Pinto a Lua cor da terra
E o Sol da cor do mar

...
Jacinto Pereira em Um lugar ao Sul


IMC vai fazer inquérito sobre património imaterial do país
que abarca práticas, representações, expressões, artefactos e espaços culturais. Público 29.03.2008

*Que incluirá, espero, “Um lugar ao Sul” de Rafael Correia que bem merecia um doutoramento "honoris causa” da Universidade

Etiquetas:


 
Disparate-padrão

A APB está convicta que a cesariana-a-pedido não onera o SNS. Propõe a criação de entidades independentes, vulgo universidades, para se contabilizarem os custos.

Etiquetas:


 
Pôr termo "a disparidades gritantes" pelo disparate-padrão.

A Associação Portuguesa de Bioética (APB) defende que, no SNS, as mulheres grávidas possam ter o direito a pedir o parto por cesariana.
Jorge Branco, presidente da Comissão de Saúde Materna e Neonatal, defende que o recurso à cesariana deve ser decidido por critérios médicos.
No parecer aprovado, a enviar ao Governo e ao Parlamento, a APB pretende pôr termo "a disparidades gritantes" entre as práticas no sector público e o privado, "sem uma razão suficientemente plausível que o justifique", assinalou Rui Nunes, presidente da APB... "de modo a padronizar as práticas no sistema de saúde português

*A taxa portuguesa de cesarianas é de 30% (nas maternidades privadas é de 60%) ao passo que na Europa a taxa é de 15%.

Em vez de se preocupar com a razão de tão gritante disparidade, a APB pretende pôr termo "a disparidades gritantes" entre as práticas no sector público e o privado nivelando pelo disparate, quatro vezes superior à taxa europeia!
Privilegia-se a conveniência das mães à da criança, as razões sociais às clínicas; pelas mesmas razões, defenderão o direito ao lifting facial no SNS. Se já o fazem em relação ao aborto, porque não?.

Etiquetas:


 
respigo
Pouca vergonha

Se tudo correr como previsto, “Esmeralda” irá estar três vezes a sós com o pai biológico e a sua família até à sua "entrega" ao progenitor, aprazado para 20 de Abril.
Questionado sobre se a criança está "preparada" para isso, José Luís Martins, advogado de Baltazar Nunes, responde: " Há uma decisão do tribunal para que seja entregue em Abril. Já devia estar preparada há muito tempo, não fosse o atoleiro em que a meteram e a ambiguidade em que está, devido à actuação do casal e às desavergonhadas e desavergonhados deste país que o têm apoiado".

Uma criança já devia...Tão pequena e já está em dívida.

Etiquetas:


 
Portugueses doentes e estúpidos

Neste país … morre-se mais de estupidez do que de qualquer outra coisa.
Um quinto dos portugueses em lista de espera para cirurgia recusaram vales para ser operados fora do seu hospital de origem. "Um terço porque já ganhou a confiança dos médicos; outro terço por causa da distância das outras unidades.” Estúpidos? os doentes?

Etiquetas:


28.3.08

 
catarata 3
A parábola do serviço pródigo*

Não se procura saber a razão pela qual uns Serviços cumprem e outros mal. Incentivam-se os Serviços pródigos e ignoram-se os que, apesar de tudo, conseguem bons resultados.
Congratulam-se os propósito firmes de emenda (paga), como no Céu do Novo Testamento:
“ Certo homem tinha dois filhos….
O outro filho indignou-se:
-Há tantos anos que te sirvo e nunca me deste um cabrito sequer para alegrar-me com os meus amigos. Vindo porem, esse teu filho, que desperdiçou os teus bens, tu recebeste-o em festa e mandaste matar o novilho cevado.
Então lhe respondeu o Pai:
-Há mais alegria no Céu por um pecador que se arrepende do que por todos os justos que ali estejam.”
* adj. e s. m., aquele que despende excessivamente; gastador; dissipador; esbanjador; perdulário.

Etiquetas:


 
Catarata 2

A promessa do ex-voto só era paga depois de recebido o favor; a Comissão técnica propõe que se pague no acto.

Etiquetas:


 
Catarata 1
Obreirismo cândido

Os serviços de Oftalmologia podem vir a receber incentivos de acordo com a sua produtividade, ou seja, consoante o número de doentes tratados ou operados na unidade. Esta é uma das soluções que a Comissão Técnica … propôs ao Ministério da Saúde.
* Uma solução obreirista num raciocínio cândido:
a) incentiva o aumento do “número de doentes tratados ou operados”; não contam as consultas médicas mas apenas os tratamentos e as operações. Mais vale operar hoje que aguardar pela melhor oportunidade.
b) Aceita o princípio maisologista de que mais é melhor.
Dado que se estimula o consumo, a língua economesa é adequada: métrica de produção, gerindo recursos e desperdícios".

Etiquetas:


 
respigo
Docentes com bons curricula optaram pela reforma antecipada
A sua, não a do ensino.

"Falta-me motivação para enfrentar mais um ciclo… "cansada" e "desencantada". Num dia era parte do "unido" e "solidário" corpo docente da prestigiada Infanta D. Maria de Coimbra. No outro passou a ser uma entre "os malandros dos professores", "que nem trabalham nem querem trabalhar" e aos quais o Governo tem de fazer estar na escola, "por obrigação, as mesmas horas que antes lá gastavam por devoção". … o seu dia-a-dia já pouco tem a ver com aquilo de que gostava na profissão: dar aulas.
"Saí a tempo de ter saudades" … deixou "de ser feliz na escola". O concurso para titular, "que deixou de fora belíssimos profissionais", foi a gota de água.

"Já não tenho idade para aguentar este barco", diz …, 57 anos.
"Perdi a esperança"
"Cada dia que passa é mais difícil ser professor": "Todos os papéis" que é preciso preencher "sem que isso contribua para a qualidade do ensino". "São papéis para justificar porque é que os alunos do ensino básico não têm o desempenho desejado; são os planos individuais de recuperação - se numa turma de 25 alunos há 20 com problemas têm que se fazer 20 planos; são as estatísticas que têm que ser preenchidas... e enquanto se faz tudo isto não se está a preparar aulas".
O cansaço foi-se acumulando. E o recente concurso para professor titular… desanimou-a. Tinha os 95 pontos necessários, mas ficou de fora. "A papelada outra vez: preenchi mal um primeiro formulário, uma cruz num lugar indevido... no segundo formulário já pus tudo direitinho, mas foi-me dito que não fiz uma justificação formal, que havia um erro formal que me impedia ser titular."
"Ninguém consegue ser bom professor se não estiver motivado
. E o conflito instalado levou-me a concluir que, modéstia à parte, o sistema não me merece: não é justo nem é agradecido".
Público 28.03.2008

* Uma reforma que não conte com o apoio deste tipo de professores está perdida.

Etiquetas: ,


 
Transferência
a solução final portuguesa para incapazes

1. Aprovada mobilidade especial para professores incapazes de dar aulas. Público 28.03.2008
Ministério garante que solução "é de fim de linha" e só ocorrerá quando todas as outras estiverem esgotadas.

2. A aluna que maltratou professora por causa de um telemóvel, vai ser transferida para outra instituição. escolar.
A solução "de fim de linha" só ocorrerá quando as outras estiverem esgotadas.

Etiquetas:


27.3.08

 
sociobiologia atrevida

«Affluenza»
Um neologismo onde se fundem «affluence» (riqueza) e «in­fluenza» (gripe) significando obsessão por coisas exte­riores: bens materiais, aparência físi­ca e social, fama...
Numa sociedade cada vez mais desigual e onde cada vez mais a desigualdade se encontra à vista, é quase irresistível a tentação de querer ter mais. Como nunca se pode ter o suficiente - há sempre alguém que nos supera, e novos objectos de desejo surgem constantemente -, acabamos por vi­ver num eterno estado de ansiedade, com auto-estima precária, sintomas de depressão e, não raro, abuso de drogas.
Oliver James. Affluenza. Civilização 2008. Cartaz. Expresso 21-3-2008.........................................fig

 
Eterno Tentamento
Tudo isto será teu se investires nas minhas acções.

Então, o diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo… mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles e lhe disse:
-Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.
Então, Jesus lhe ordenou:
-
Vai-te, Satanás." (Mt 4,1-11 / Lc 4,1-13).

Etiquetas:


 
A rã morreu; o lacrau não resistiu – estava-lhe no sangue.

“... o sonho do capitalismo assente no mercado livre global morreu (. . .) a desregulamentação atingiu os seus limites”. Financial Times do ladrãodebicicletas

 
Pão com demasiado suor

Um quilo do pão branco consumido no Porto tem 5 g de sal, o limite de ingesta diário de sal tolerado pela OMS; o teor é semelhante ao da Inglaterra, Nova Zelândia e da Dinamarca e inferior ao do Brasil ou dos EUA.
Alimentação Humana 2007; 13:97-103. elsavieira@gmail.com

Etiquetas:


 
Neurotransmissores alarves

Vontade de comer pode ser independente do sabor da comida

História antiga.
- De que é que tu gostas mais?
- De doces.
- E tu?
- De salgados.
- E tu?
- De muito.

26.3.08

 
Lapso ou milagre de Primeira-Dama

"Aterrámos [na Bósnia] sob fogo. Estava prevista uma pequena cerimónia no aeroporto, mas em vez disso tivemos de correr para os automóveis com as cabeças baixas e sair dali o mais rapidamente possível".
As televisões norte-americanas recordaram a chegada da antiga primeira-dama à Bósnia: em vez da chuva de tiros que Hillary Clinton evocara, as imagens mostravam a actual candidata a caminhar calmamente pela pista, onde recebeu o cumprimento de crianças e foi agraciada com ramos de rosas.
"Sou humana e cometo alguns erros" Hillary Clinton. Público 26.03.2008

*Hesito entre um humaníssimo acto falhado (disse aterrar em vez de estar aterrada) e um sobre-humano milagre de Primeira-Dama Santa (transformou tiros em rosas).

Etiquetas:


 
Etnia portuguesa

Estado brasileiro de Mato Grosso vai ter Dia da Etnia Portuguesa. Público 26.03.2008

Etnia. s. f., Etnol., grupo de indivíduos biológica e culturalmente homogéneo;

* O Prof. José Aires de Azevedo ficaria encantado com este reconhecimento póstumo do Mato Grosso.

Etiquetas:


 
Imagem de um cão surpreendido a reflectir

Etiquetas:


 

Imagem reflectida de um cão

Etiquetas:


 
Uns chatos
.
Era o que dizia a Natália Correia.
.

Intelectuais, comentadores, colunistas, feitores de opinião, professores... complicam porque não percebem bem o que reflectem; muitos nem reflectem, refractam...; alguns, opacos, nem isso.

Etiquetas:


 
Um bom professor

- Que recomendações daria aos Governos portugueses?
-... concentrem todos os esforços em arranjar bons professores.
O problema é definir o que é um bom professor. Neste momento sabemos que um bom professor é aquele que consegue que os seus alunos consigam bons resultados nos exames. Este é o único instrumento mensurável que temos. Mas não devia ser o único. É muito importante definir critérios objectivos para distinguir os bons e os maus professores e assim ser possível pagar mais aos primeiros e afastar os segundos, sem que os sindicatos o possam contestar.

- Por que é que a Matemática é uma disciplina tão complicada para tantos jovens?
-Na Matemática não podemos fazer as experiências fantásticas da Física e da Química e que deixam os estudantes boquiabertos. A Matemática é, pela sua natureza, uma disciplina abstracta. É acerca de pensar sobre coisas que não conseguimos ver mas que, se raciocinarmos sobre elas, chegamos a conclusões. O que um bom professor consegue é fazer do abstracto um conteúdo razoável e que pode ser explicado e aceite pelos alunos.
A partir do 3.º ano os alunos têm de saber multiplicar números inteiros e que no 5.º têm de somar fracções ... Se um aluno do 7.º ano não souber multiplicar 7x5, isso é preocupante.

Hung-Hsi Hu, professor da Universidade de Berkeley, integrou o National Mathematics Advisory Panel.USA. Público 26.03.2008

* Para que um professor saiba explicar é indispensável que o professor saiba (perceba, entenda, compreenda, tenha destilado…) e também que saiba expor.

Etiquetas:


 
respigo
Escolas em Moçambique

"Temos 8300 alunos, 225 professores e 82 trabalhadores". Perto de 70 alunos por turma.
Mazine não se queixa, apenas informa.
Ricardo Dias Felner, em Maputo. Público 26.03.2008

Etiquetas:


 
O vídeo do 9ºC

1. Aluna que agrediu professora vai ser alvo de processo no Tribunal de Menores

* Incriminado o dono da casa que desabou no terramoto; o MP quer apurar se houve ilícito penal
Do Mycobacterium tuberculosis se diz ser resistente
Não o doente que o induziu


2. Escolas com problemas de indisciplina podem propor ao ministério contratação de técnicos especializados... como psicólogos e mediadores de conflitos.

*Como quem pede mais bombeiros para combater os fogos de Verão.

Etiquetas:


 
O vídeo do 9ºC
Jornalismo do cidadão


"O aluno/autor do vídeo da agressão à professora terá consciência da sua função prática de vigilante/informador do Governo?" Leonor Pinhão, “Correio da Manhã” 26-03-2008

*Do Governo ou do Estado e da sociedade?
Não é isso que se espera do jornalismo do cidadão? Não é isto que empola as “audiências” das TV?

 
O vídeo do 9ºC
O terramoto


A verdade é que, um pouco por todo o mundo, existe violência nas escolas.
Não há ausência de valores; há, isso sim, outros valores de rápida importação, sobre os quais nenhuma reflexão tem sido feita.
Vivemos num tempo evolutivo. A escola, a Igreja, a justiça, o amor, o conceito de família, a noção de comunidade, tal como no-lo foram inculcados, são sacudidos porque emergiram outras modalidades de poder.
Baptista-Bastos

* Tal como num terramoto, desabam os edifícios mais frágeis. Um terramoto só se extingue quando as forças tectónicas em contenda atingem novo equilíbrio; até que….
.
Deriva das placas tectónicas; modelo numa coluna dum portão de Arraiolos.

Etiquetas:


 
O bicho da madeira

Madeirenses desaconselhados a viajar para o Rio de Janeiro
… na Madeira existe o bicho, o mosquito transmissor.

25.3.08

 
respigo

… tendência muito portuguesa de se pensar que as leis têm o poder mágico de, só por si, mudar a sociedade. José Barros

Etiquetas:


 

Crivos
Um processo expedito de separar a palha do grão mas pouco eficaz para separar o trigo do joio.

Etiquetas:


 
O crivo

A Fenprof tem argumentado que a avaliação flexível produzirá "injustiças" porque nem todos os professores serão classificados segundo o mesmo conjunto de critérios.
2008 ISU Figure Skating Championships
Surpreendeu-me a rigidez quase mecânica das jovens; excelente técnica mas pouca graça. Saltos, turbilhões, mas escassa elegância e muito pouca consonância com o tema musical, tido mais como metrónomo; uma marcha militar seria mais adequada. A originalidade era rara; as candidatas pareciam duplas umas das outras.
Percebi a razão quando ouvi os comentários técnicos; o júri, numeroso, estava limitado por rígidas baias: tantos pontos para cada item — altura dos saltos, ângulo de ataque ao solo do patim, paralelelismo das pernas, vertical que passa pelo centro de gravidade, número de rotação dos triplos … de cada um dos exercícios obrigatórios. Uma queda descontava um ponto...
Também é (era) assim que são (eram) avaliados os curricula dos médicos hospitalares; o júri também é obrigado a reger-se por grelhas (31 itens)(Concursos com júris agrilhoados. Revista da Ordem dos Médicos 2001). É este o modelo a que a Fenprof entende devam ser submetidos todos os professores; acha pobre a grelha do ME.
O tipo de avaliação modela a aprendizagem; os alunos preparam-se para os exames.

Etiquetas:


 
Os maisoistas

Portugal tem em média um polícia para 227 habitantes
"a média europeia é de um agente para 350 pessoas".

* Os maisoistas são uma classe de analgébricos que acham que tudo se resolveria com mais. Mais polícias, mais subsídios, mais SCUTs, mais ++… São adictos da soma.

24.3.08

 
"Esse sector foi considerado de risco…"
diz Carlos Lobo, secretário de Estado dos Assuntos Fiscais.

Ao entregar-nos a sua lista de casamento é com muito prazer que a Direcção-Geral de Impostos lhe oferece:

- Um presente no valor de 5% sobre o volume de compras da sua lista de casamento
- Fim-de-semana para 2 pessoas (duas noites) em Vilamoura, para listas superiores a 2.500 euros
- 20% de desconto no seguro multiriscos, preços excepcionais no seguro de viagem de núpcias e 30% no seguro automóvel.
- 10% de desconto nas alianças, com oferta da gravação do nome e data
- 25% de desconto na ornamentação floral da igreja/sala de banquete e no bouquet.
- 20% de desconto na maquilhagem e arranjo do cabelo dos noivos.
- Desconto personalizado de 10% em compras de móveis até 6 meses após o seu casamento
- Garantia dos preços constantes da lista até ao seu fecho
- 10% de descontos em electrodomésticos de qualidade
- 25% de desconto no aluguer do automóvel.
- A relação das ofertas e respectivos convidados e, também, a lista das imagens com os presentes para que mais tarde possa recordar.
-Apoio fiscal em caso de divórcio nos primeiros dois anos.

Etiquetas:


 
Médicos e engenheiros, a mesma luta

Era "prática habitual no meio da medicina do trabalho os utentes serem vistos por um determinado médico que presta serviço a outro, sendo a ficha de aptidão emitida pelo médico habilitado com a especialização".

 
Gestão privada de hospitais em Portugal e no resto do mundo

A experiência dum hospital em Portugal e a de 2500 hospitais no resto do mundo.
1. Um retrocesso de décadas no sector da Saúde em Portugal, porque …retira a possibilidade de comparar.
… é uma cedência ao facilitismo, ao imobilismo e à falta de rigor dentro do sector da Saúde. … uma decisão que o país vai pagar caro, a prazo. O Amadora-Sintra contribuiu muito significativamente para a modernização do sector da saúde em Portugal, e o seu desempenho é excelente.
O Tribunal de Contas referiu que o hospital poupa 14 milhões de euros por ano face ao … que custaria ao Estado gerir este hospital.

Entrevista a Salvador de Mello. Presidente da José de Mello Saúde.

2. Private for-profit hospitals result in higher payments for care than private not-for-profit hospitals. Evidence strongly supports a policy of not-for-profit health care delivery at the hospital level.
PJ Devereaux et al. Payments for care at private for-profit and private not-for-profit hospitals: a systematic review and meta-analysis
. CMAJ 2004;170:1817-24

Etiquetas:


 
O clube dos jornalistas mortos por disparates

1. Os métodos do professor acabaram por criar uma tensão de que resultou o suicídio de um dos seus alunos. 2. A escola retratada … Tinha sucesso, pois a maioria dos seus alunos conseguia entrar nas grandes universidades americanas.
3. E se tinha sucesso com os seus métodos tradicionais e ortodoxos, a tese do filme era a da superioridade dos métodos não tradicionais.
4. A mensagem do Clube dos Poetas Mortos … fez muito mal à escola portuguesa.

Público 24.03.2008

As teses 1, 3 e 4 são falsas (a 1 é claramente deturpada – foi a tese do soturno director da Escola e do recalcado antigo estudante* da escola, pai do aluno morto); a 2 é discutível - um liceu é apenas uma peça da engrenagem?
* Exigia que o filho compensasse a sua frustração entrando numa “das grandes universidades
”.

23.3.08

 
Páscoa cristã-nova

O pastor trás um cordeiro do rebanho de que vive para a benção da Páscoa em Castelo de Vide.
No Velho Testamento, Isaac foi salvo por um cordeiro, imolado em seu lugar. A história do mito:
Um clã almocreve regressava a casa; passara muito tempo fora e perdeu-se no caminho.

Já não tinham que comer,
Já não tinham que manjar.
Deitaram sola de molho
Pr'o outro dia jantar;
Mas a sola era tão rija,
Que a não puderam tragar.
Deitam sortes à ventura
Qual se havia de matar:
Logo a sorte foi cair
No filho do patriarca.
...
- "Sobe, sobe, rapazinho,
Vejo sete espadas nuas
Que estão para te matar."

No último momento, avistaram um pastor com seu rebanho.
"Alvíssaras, meu capitão,
meu capitão general!

Foi abatido um cordeiro que os salvou.
O Patriarca era Abraão, pai de Isaac que, reconhecido, entregou seu filho Jacob para servir como pastor do rebanho de
Labão, pai de Raquel, serrana bela…
O resto da história é conhecido.

Etiquetas:


 
o sistema quase perfeito

Muitos recém-nascidos portugueses já estão a usar pulseiras electrónicas anti-rapto como forma de segurança. Um sistema que detecta todos os seus movimentos, desde que nascem até que têm alta hospitalar, mas que não é infalível. Assim, um sistema de videovigilância ... já funciona em todo o perímetro do Hospital de S. Marcos.
Além disto, "à saída, a mãe tem de comprovar que a criança que leva ao colo lhe pertence".

*Não se preocupe com os seus filhos; o mercado tem a solução. Pulseiras e videovigilância a cargo de Orwell and Big Brother, SARL. Fig.

Etiquetas:


22.3.08

 

Aleo


O cajado do pastor; a ansa serve para separar os cordeiros.

Etiquetas:


 
Rebanho

358 ovelhas e anhos; um pastor e um belo cachorro Serra d'Aires.

Etiquetas:


 
Tele-órgão

A jovem gritava; não era a perda dum utensílio mas a amputação dum órgão.

 
Postulados*

1.Ninguém tem dúvidas que a Saúde é o negócio do futuro.
2.A Associação Portuguesa de Seguros frisa que não há como fugir à falência do Estado-Providência.
3.Seguros vão ficar mais caros.
Expresso 21-3-2008

Para apressar o futuro projectado há que estimular o consumo:
a) Transformar todos os cidadãos em utentes - alarmá-los (todo o indivíduo é um doente que se ignora),
b) medicalizar a vida (sem o apoio médico – e psi -- ninguém sobreviverá) e
c) farmacolizar os problemas (sem medicamento não se pode viver bem; não se preocupe a procurara solução, o mercado tem a receita).
Assim se potencializa a falência do Estado-Providência e se cria mercado para os Seguros de doença, com “prémios” vez mais caros.
É o prémio dessa estratégia que, dizem, já enleia 1/5 dos portugueses.

* s. m.,
princípio primário que é necessário admitir, para se estabelecer uma demonstração;
princípio ou facto reconhecido como certo, mas não demonstrado.

Etiquetas:


 
Médicos "cibernautas e fluentes em inglês"

O ministro da Ciência e Ensino Superior reafirmou … que "não há qualquer restrição à acre­ditação de cursos de medicina propos­tos pelo ensino privado". No entanto "tal não aconteceu até agora porque, de acordo com a avaliação internacional, as pro­postas apresentadas não reuniam as condições mínimas".
O reitor da Universidade Católica disse: "Mariano Gago não deve ter visto o nosso projecto"… "o anterior ministro da Saúde, Cor­reia de Campos, disse que o nosso pro­jecto foi o melhor que ele viu na vida. Envolvia a escola médica de Harvard e o Grupo Mello". Expresso 21-3-2008

Projecto: A Universidade Católica Portuguesa (UCP) quer entrar na área da saúde com dois cursos: Medicina e Enfermagem. A formação vai ser sobretudo "antropológica, humanista e cristã" … porque a preocupação da UCP não é "a oportunidade de negócio", mas as "grandes questões relativas à vida, que se vão pôr cada vez mais". Braga da Cruz, cita Daniel Serrão, que presidiu à equipa que concebeu o projecto da UCP: "o homem é um só e que não faz sentido parti-lo aos bocadinhos": "Por isso, deve ser estudado na sua totalidade", sentencia. Para que isso possa acontecer, o ensino tem de ser baseado nas novas tecnologias e muito personalizado. Público, 26-4-2004
O projecto da UCP é definido "como um curso multimédia ..." cujas... "duas características essenciais que os candidatos deverão obrigatoriamente possuir são ser "Cibernautas e fluentes em inglês". Expresso 9-2-2002.
Compreende-se que este projecto fosse um dos que “não reuniam as condições mínimas" à formação de médicos do Sec XXI.

21.3.08

 
Sociobiologia atrevida

Cal
A Primavera, o conserto dos estragos do Inverno, o regresso dos emigrados, a Páscoa da ressureição.
A mulher, guardiã das tradições lusitanas, judaicas, cristãs, árabes, cristãs.
Vestida de negro penitencial, com o lenço islâmico e o balde da cal reparadora, prepara a casa para o calor do Sol e a visita pascal (Maomé vem à montanha); também o padre trás caldeirinha e hissope.
Só se caiam as paredes e os beirais, os planos verticais.
Novo, só a sombra dos fios.

Também a célula usa o cálcio para reparar os estragos da membrana: Cells use ….high levels of extracellular calcium, to activate membrane repair after physical injury. J Cell Biol 2008.
O cálcio é o mais abundante no organismo humano (99% nos ossos e dentes). Suporta a anatomia, impugna a gravidade, permite a neurotransmissão, ajuda a preservação das células e resiste à morte; depois do quartzo é o mineral mais abundante na crosta terrestre. Só a areia.

Etiquetas:


 
O quinto dos infernos

Um em cada cinco portugueses sofre de insónia. Público 21.03.2008
Um em cinco portugueses vive mal (1/5 de pobres), come mal (1/5 de obesos), dorme mal, é hipertenso, está a aprender, chumba no 3º ciclo, mal sabe ler, vota mal …

Parece que 1/5 dos portugueses procura tratar da saúde fora do SNS. Da saúde, que quando a doença é grave - o inferno-- regressam.

Etiquetas:


 
O sucesso de 0.1%

Os hospitais-empresa (EPE) … reduziram os prejuízos em 42%. O secretário de Estado da Saúde “imputou” os resultados ao maior controlo nos custos e ao aumento da produção; os custos totais desceram 0,1% contra uma subida dos proveitos da ordem dos 2,8%. Público 21.03.2008

Etiquetas:


 
Lamento

O Comando Metropolitano da PSP de Lisboa esclareceu anteontem que três agentes se deslocaram ao consulado para "interceptarem um indivíduo suspeito de homicídio". Quando lá chegaram não o identificaram.
Os amigos do assassinado esperaram pela saída do suspeito e entregaram-no à polícia. Público 21.03.2008

O ministro da Administração Interna lamentou, junto da diplomacia brasileira, aquela entrada em consulado; junto de quem lamenta a ineficácia da busca?

Etiquetas:


 
sobriedade intelectual

Dos 99 docentes das escolas de Montemor-o-Velho, 94 decidiram suspender o processo de avaliação.
"Creio que estes professores tomaram uma decisão reveladora de uma grande sobriedade intelectual".
Luís Lobo, da direcção nacional da Fenprof segundo o DN.

 
Parlamento Europeu dos Jovens

A cena aconteceu com uma professora de Francês, com cerca de 60 anos, que integra há vários anos a presidência da Associação Portuguesa do Parlamento Europeu dos Jovens, à qual se dedicou em exclusivo até há cerca de um ano - data a partir da qual terá começado a leccionar na Carolina Michaëlis.

Etiquetas:


 
respigo
A zaragata

Filmado do início ao fim por um aluno (para ser?) colocado no YouTube.

Para ver este vídeo tem de ser utilizador do SAPO Vídeos e ter mais de 18 anos de idade.

No frente e frente da SIC N, Miguel Relvas e Odete Santos comentam o vídeo da aula prática do desacato. Ambos verberam a falta de autoridade dos professores e a falta de respeito dos alunos, evocando o seu tempo. Poucos minutos depois estão a gritar um com o outro; nem se ouvem, falam ao mesmo tempo, e movem processo de intenção. Mário Crespo lá os conseguiu acalmar. A exemplo do que se passa com os deputados da Nação na AR, p
ara edificação da geração rasca.

20.3.08

 
Reforma agrária (arqueologia)

Se de Verão a ceifa acolhia os trabalhadores da terra e ainda neces­sitava de mais, que tinham de vir de fora, de Inverno, os trabalhos da apanha da azeitona não chegavam para todos.
Nesses meses de fome ia-se ao rabisco da azeitona ou à caça, mesmo em período de defesa, expedientes proibidos, com a GNR sempre à espreita para intimidar, multar, agredir.
Mesmo em época de maior abundância de trabalho, as jornas eram magras e a alimentação baseava-se no pão. Em sopas de alho e vina­gradas, com um naco ressequido de bacalhau, ou apenas pão com tou­cinho cru, com uma sardinha às vezes dividida por três. Nos piores momentos chegavam-se a colocar pedras no taleigo do farnel para que os outros, companheiros, filhos, não percebessem que nada tinham que comer. 1954
João Madeira. Vítimas de Salazar. 2007

Etiquetas:


 
Cruzes dos passos da vida da gente do Sabugueiro
A sombra

No Inverno de 1949, o pároco de S. Cristóvão, no concelho de Montemor-o-Novo, escreveu uma carta a Salazar:
«Senhor Presidente, permita-me V. Excia., que muito respeitosamente eu declare que os rurais vivem esfaimados, no verdadeiro sentido da palavra.
Não teem roupas, vestuário, calçado, nem alimentação sufi­ciente; por toda a parte os ouço lamentarem-se da sua triste situação. Vê-se de dia para dia definhar-se a sua saúde.
São os rurais que, em geral, teem as famílias mais numero­sas, e são também eles que teem os salários mais baixos. Há nesta paróquia onde resido, uma família composta de 13 membros, onde só um filho mais velho ajuda o pai, sendo os salários, geralmente de 17$00.
O que se dá neste caso, dá-se infelizmente com outros.»
João Madeira. Vítimas de Salazar. 2007

Etiquetas:


 
Cruzes dos passos da Paixão
na parede da igreja do Sabugueiro (M.Mor-o-V.)

As demãos da cal de cada ano não apagam a decoração antiga – a Lua e as estrelas.
Cada estrato de cal cobre o anterior; para quem a souber decifrar, ali está documentada a história do povo – o trabalho, a sobrevivência, as festas, as fomes, a luta diária, a esperança, a revolta e lá para trás, a explicação destas cruzes de azulejo, desta Lua minguante e das estrelas de seis pontas, as mais fáceis de desenhar, as maiores com um geométrico resplendor denteado.

Cruzes dos passos da vida da gente do Sabugueiro.

Etiquetas:


 
Enxerto autólogo

O Tribunal de Torres Novas, … ordenou que a criança passe uma tarde por semana … nas residências dos pais biológicos na presença de uma técnica da Direcção-Geral de Reinserção Social.
Até agora as visitas decorriam no jardim de infância que a criança frequenta em Torres Novas. O progenitor reside em Cernache do Bonjardim e a progenitora em Tomar.

*As crianças portuguesas hão de ser “reinseridas” nas residências dos progenitores quer queiram quer não.

 
A legenda
.
..
..
.
.
Meteorologia prevê Páscoa fria e com neve nas serras
GNR nas vias principais e nas localidades.

 
não escreveria isto, sem antes lho dizer

tenho uma relação de estima pessoal e intelectual pelo anterior ministro Correia de Campos, se bem que me custe vê-lo engolir tantos sapos …, pois acho que quem não se sente não é filho de boa gente (se não tivesse com ele uma relação franca e aberta não escreveria isto, sem antes lho dizer… José Manuel Fernandes. Público 20.03.2008

*Uma vírgula a mais e uma lisura a menos.

19.3.08

 
A corte do bazar

Foi também contra a “corte inglesa” que lutou o Marquês
.... uma situação de profunda carência comercial (domínio dos comerciantes ingleses nas praças de Lisboa e do Porto), económico (quebra das receitas do ouro e transferência para Inglaterra de grande parte do ouro recebido corno pagamento das importações)…
Miguel Real. A Morte de Portugal. Campo das Letras 2007
E, muito tempo antes, Mestre João da Regras:
“Este honrado povo de Lis­boa está exhausto por longos e custosos sacri­fícios. É necessário introduzir-lhe sangue novo nas veias, e não vejo eu em al remédio, senão em apertar algum tanto o colo ás sanguessugas que de fora vem sugar este pobre Portugal."
Tratava-se de “micer Percival de Cornualhes, mercador inglês, que servira de tesoureiro ao Mestre de Avis no princípio da revolução e que era uma espécie de … Rotschild daquele tempo……
O dorso, que a prominência do abdómen lhe não permitia dobrar, era largo e espadaúdo, e a cabeça, coberta de grenha hirsuta e alourada, suscitava a ideia de uma pirâmide cónica truncada, tal era a altura das camadas de formação terciária que se lhe haviam aglomerado nas faces e ao longo do queixo inferior.
O cartel incluia D. Cibrão de Frandes e com micer Daniel da Preamúa, de par­ceria D. Issach-ar, o que mora adiante da Esnoga, e o seu vizi­nho Samuel-Ben-Tibbon, o mercador de arneses.
Alexandre Herculano. O monge de Cister. 1848

Etiquetas:


 
Efeito borboleta

1. O terramoto financeiro dos bancos americanos terá sido desencadeado pelo ruído de arrastar das cadeiras do BCP?
2. "Os titãs de Wall Street tornaram-se num grupo de clientes da Segurança Social. Estão desesperados para serem salvos pelo Governo da sua própria incompetência e do regime desregulado pelo qual tanto 'lobby' fizeram. Perderam confiança uns nos outros, porque nenhum destes tão inteligentes capitães do universo sabe que tipo de créditos desvalorizados estão nos seus porta-fólios."
EJ Dionne Jr. Washington Post
Cá como lá, as autoridades supervisoras e reguladoras do sector financeiro não impediram falcatruas capitais.

Etiquetas:


 
respigo

Títulos do DN:

· O DINHEIRO DA INFÂMIA
·
O PÂNICO NOS MERCADOS
·
PECADOS CAPITAIS
Dinheiro, Mercados, Capitais.
Infâmia, Pânico, Pecados.

 
Pátria TUGA
................................................................................A minha pátria é a língua portuguesa." (Pessoa)


as petas e o palavreado
É que em cada século há uma verdade graúda que predomina e que vai ajudando os espertos a consolarem-se dos dissabores da vida à custa do animal, alvar por excelência, chamado cidadão ou homem civilizado, para cujo consolo vieram à terra as bruxas, a terapêutica, os fundos públicos, a ontologia, os duendes, as infusões, a estética, as petas e o palavreado.
Alexandre Herculano. O monge de Cister. 1848

 
Pátria TUGA
.
"A minha pátria é a língua portuguesa." (Pessoa)

 
Pátria TUGA
.
"A minha pátria é a língua portuguesa." (Pessoa)

A língua tuga toma o placebo com a mesma unção com que antes recebia a hóstia.

 
Pátria TUGA.


.
"A minha pátria é a língua portuguesa." (Pessoa)

 
'Jotas' pressionam PS a suavizar as proibições.

1500 medicamentos homeopáticos passam a poder ser vendidos nas farmácias e hipermercados.




1. The Swiss Government, after a five-year trial, has withdrawn insurance coverage for homeopathy. Even the U.S. National Center for Complementary and Alternative Medicine, which has been criticized for being too open to spurious alternative medicine claims, has little good to say abut homeopathy. Its website states, "Systematic reviews have not found homeopathy to be a definitively proven treatment of any medical condition."


2. This finding is compatible with the notion that the clinical effects of homoeopathy are placebo effects.

Etiquetas:


 
'Jotas' socialistas pressionam PS a recuar nos 'piercings'

Recuar? Arganéis na base da língua.

Etiquetas:


18.3.08

 

Beja
.
.
.
A clareza e a simplicidade da mensagem.
Um exemplo de um bom diapositivo.

Etiquetas:


 
A caixa do correio e a argola da malaposta
.
.

Largo Porta de Moura
Évora

 
Obesidade infantil, outra catástrofe também rotulada de “epidemia”

A DeCo quer que a publicidade aos alimentos infantis seja muito mais restrita.
-Porquê?
-Porque: "As crianças pedem e não é fácil aos pais dizerem que não."
Não são as leis, os códigos e as associações como a DeCo que podem dizer não pelos pais. O problema não está nas prateleiras dos supermercados nem nos anúncios. Está mesmo em os pais não conseguirem dizer que não. Helena Matos. Público 18.03.2008

* Epidemia ou desastre? A causa é a publicidade desenfreada ou a indulgência dos pais cidadãos? A violência do rio ou o desleixo das margens?

 
Todo o indivíduo é um doente

Lamenta-se que a dependência do jogo (ludopatia) não seja reconhecida como doença pelo Estado português ao contrário das recomendações da OMS, das ONU e da Associação Americana de Psiquiatria, que reconhecem o vício do jogo como uma perturbação psiquiátrica específica há mais de 10 anos.
Na maioria dos países ocidentais, têm sido concretizadas políticas activas de prevenção e tratamento da doença, dinamizadas pelo Estado.

Em Portugal, um grupo de trabalho criado pelo Governo em 2003 também propunha ludopatia como doença. Público 18.03.2008

* A doença a substituir o pecado; o SNS a substituir o anjo-da-guarda, o terapeuta a substituir o padre e o fármaco a substituir a penitência. A medicalização da responsabilidade individual.
Como o vício, a obesidade, o sexo desprotegido, os acidentes rodoviários … Amen.

 
Será verosímil?

1. Miguel Vilar, da DGS, avançou números provisórios da incidência da tuberculose em Portugal. Os novos casos desceram 14% entre 2006 e 2007.
* Tal diminuição num ano? Menos 4200 novos casos ou diagnósticos registados?

2. Os portugueses são dos europeus com menos excesso de peso (17% contra 20%). De acordo com o inquérito, 40% dos portugueses consideram que os serviços hospitalares são caros ou muito caros. Nos cuidados cirúrgicos … 82% dos portugueses considera os serviços demasiado caros.
Saúde e cuidados a longo prazo
* Portugueses magros? Serviços hospitalares caros? Cirurgias demasiado caras?
Que hospitais? Que cirurgias? Que portugueses? Que inquéritos?

Etiquetas:


 
Sociobiologia atrevida

O maniqueismo, o Marquês e Virchow
Na situações graves, a tentação era actuar depressa e em força…
A doença era vista como uma alteração do equilíbrio entre os "fluidos orgânicos", equilíbrio que era necessário restabelecer para recuperar a saúde. Se havia falta de água, era necessário fornecer-lha; se o pH era muito baixo, seria útil corrigi-lo, o que era obviamente correcto.
O que prejudicava os nossos esforços generosos era a vontade de ajudar demais ou demasiado depressa, era julgar ser necessário "normalizar" já os valores alterados; demo-nos conta que era melhor que o desequilíbrio fosse corrigido lentamente.
Todo o regresso forçado a valores "normais", se demasiado rápido, poderia desequilibrar de novo a dialéctica vital, tornando excedentários e eventualmente lesivos, os processo laboriosamente montados pelas células para sobreviver em meio adverso e que demorariam algum tempo a desmontar.
A correcção apressada era o exemplo do paradigma mental de uma época; o sucesso da estratégia escalonada fazendo apelo à capacidade da célula doente se reequilibrar desde que adequadamente ajudada--revela um outro paradigma que tem em conta o significado da bioquímica e os mecanismo de resposta do hospedeiro, e em que o objectivo não é o de forçar a "normalização dos parâmetros" mas ajudar a célula a restabelecer o equilíbrio biológico ao nível da saúde com um mínimo de efeitos adversos.
Era Virchow quem dizia que a política mais não era que a medicina do social.

HC Mota. A minha história da Pediatria. Acta Méd Port 2000;13: 221-7

Etiquetas:


 
Maniqueismo

“… tempo em que os portugueses se foram pesadamente devoran­do uns aos outros, cada nova doutrina emergente destruindo e esmagando a(s) anterior(es), estatuídas estas como inimigas de vida e de morte, alvos a abater, e as suas obras como negras peçonhas a fazer desaparecer. Católicos ou erasmitas, papistas ou hereges protestantes, jesuítas ou "pombalinos", religiosos ou maçónicos, tradicionalistas ou modernistas, espiritualistas ou racionalistas, cada corrente só se entendia como una e indepen­dente quando via o seu reflexo "puro" nos olhos aterrorizados e impuros do adversário, quando o desapossava de bens, lhe subtraía o recurso para a sobrevivência e, em última instância, quando o prendia ou matava, por vezes mesmo "matando-o" depois de este estar morto, como sucedeu com os restos mortais de Garcia da Horta, em Goa, exumados e queimados. Porém, se umas correntes "matavam" o morto, … outras - animadas do mesmo ódio teoló­gico ou racionalista - "ressuscitavam-no", como aconteceu com os maçónicos e republicanos face ao legado pombalino, … erguendo a maior e mais impor­tante estátua do Marquês de Pombal em pleno centro de Lisboa.
Não temos feito história da cultura com o pensamento, mas com o sangue, alimentando-nos antropofagicamente do corpo do adversário - eis o complexo canibalista cultural português que nos tem definido." Miguel Real. A Morte de Portugal. Campo das Letras 2007

Etiquetas:


Archives

12/2004   01/2005   02/2005   03/2005   04/2005   05/2005   06/2005   07/2005   08/2005   09/2005   10/2005   11/2005   12/2005   01/2006   02/2006   03/2006   04/2006   05/2006   06/2006   07/2006   08/2006   09/2006   10/2006   11/2006   12/2006   01/2007   02/2007   03/2007   04/2007   05/2007   06/2007   07/2007   08/2007   09/2007   10/2007   11/2007   12/2007   01/2008   02/2008   03/2008   04/2008   05/2008   06/2008   07/2008   08/2008   09/2008   10/2008   11/2008   12/2008   01/2009   02/2009   03/2009   04/2009   05/2009   06/2009   07/2009   08/2009   09/2009   10/2009   11/2009   12/2009   01/2010   02/2010   03/2010   04/2010   05/2010   06/2010   07/2010   08/2010   09/2010   10/2010   11/2010   12/2010   01/2011   02/2011   03/2011   04/2011   05/2011   06/2011   07/2011   08/2011   09/2011   10/2011   11/2011   12/2011   01/2012   02/2012   03/2012   04/2012   05/2012   06/2012   07/2012   08/2012   09/2012   10/2012   11/2012   12/2012   01/2013   02/2013   03/2013   04/2013   05/2013   06/2013   07/2013   08/2013   09/2013   10/2013   11/2013   12/2013   01/2014   02/2014   03/2014   04/2014   05/2014   06/2014   07/2014   08/2014   09/2014   10/2014   11/2014   12/2014   01/2015   02/2015   03/2015   04/2015   05/2015   06/2015   07/2015   08/2015   09/2015   10/2015   11/2015   12/2015   01/2016   02/2016   03/2016   04/2016   05/2016   06/2016   07/2016   08/2016   09/2016   10/2016   11/2016   12/2016   01/2017   02/2017   03/2017   04/2017   05/2017  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter