alcatruz

Alcatruz, s.m. (do Árabe alcaduz). Vaso de barro e modernamente de zinco, que se ata no calabre da nora, e vasa na calha a água que recebe. A. MORAIS SILVA. DICCIONARIO DA LINGUA PORTUGUESA.RIO DE JANEIRO 1889 ............................................................... O Alcatruz declina qualquer responsabilidade pelos postais afixados que apenas comprometem o signatário ...................... postel: hcmota@ci.uc.pt

31.7.15

 

Viver à antiga


A comunidade Menonita da Bolívia mantém-se afastada do resto da sociedade e segue os costumes de há séculos. Os ensinamentos da Bíblia são o seu principal guia. Vestem-se de forma humilde e simples. Evitam as roupas coloridas ou com desenhos e qualquer tipo de adereço ou bijuteria. Vivem sem electricidade, telemóveis e carros. A agricultura é a principal actividade económica, vendem ou trocam aquilo que não consomem por outros bens.
“Os dois pilares principais da sua religião, que é a base da sua sociedade, são a austeridade e a humildade. Nada pode sobressair ou ser desnecessário, supérfluo …"

·        Costumes de há séculos? Lembro-me bem dessa maneira de viver; a religião que regia a comunidade que nos rodeava chamava-se necessidade.

·       Como é que essas comunidades avaliariam o seu “estado de saúde”: (“estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de doença” segundo a OMS)?

Etiquetas:


 

Factores de risco para a saúde à venda





Os maiores factores de risco dependem do nosso comportamento; muitos deles estão à venda nos supermercados mas somos nós que os compramos.
Democracia não se resume a votar nas urnas; a democracia participativa também é votar nas caixas registadoras.

Etiquetas:


 

semântica


"a polícia angolana escreve segundo o antigo Acordo Semântico"

Etiquetas:


30.7.15

 

O consumo aumentando as fortunas


25 portugueses mais ricos reúnem 8,5% da riqueza nacional

O estudo da revista Exame conclui que o total combinado das 25 maiores fortunas voltou a aumentar este ano.
Américo Amorim continua a ser o homem mais rico do país, Alexandre Soares dos Santos permanece na segunda posição e Belmiro de Azevedo mantém o terceiro lugar.
Corticeira Amorim, “the world's largest producer of cork. He also has interests in finance and energy” - Galp Energia “Exploramos, desenvolvemos e produzimos petróleo e gás natural em quatro continentes. Fornecemos energia diariamente a milhões de pessoas.”
Soares dos Santos é dono da Jerónimo Martins (supermercados Pingo Doce).
A Sonae “foi a primeira cadeia de hipermercados em Portugal e permanece como a referência no setor de retalho alimentar do país” (Continente e Modelo).

* Muitos insurgem-se, com razão, com este sistema em que os ricos enriquecem em tempo de grave crise mas somos nós, com os nosso dinheiro, que empurramos os carros cheios de bugigangas. 
 Reproduzir novamente?


Etiquetas:


29.7.15

 

A saúde estimada pelos portugueses


Aos 50 anos, o rendimento "explica" metade da diferença; acima dos 75 anos, "explica" quatro quintos.

Etiquetas:


 

A estima dos portugueses


Um em cada sete adultos portugueses (1/5 das portuguesas) alega que o seu estado de saúde é “mau ou muito mau” enquanto apenas 1/8 dos utentes dos Serviços de Saúde o declara “fraco”.


1. É o que se espera quando se define saúde como “um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de doença” (OMS). 
2. Era curioso saber se há correlação com as opções destes grupos de portugueses - sentido de voto, simpatias clubistas, opiniões nas redes sociais ...

Etiquetas:


 

Fiação









E muito menos que em 1911; a crise da indústria têxtil já vem de longe.

Etiquetas:


28.7.15

 

Uma bragrécia


Erro das câmaras obriga professores a devolver subsídio de desemprego.

Câmara de Braga foi a primeira a assumir erro na declaração dos descontos de professores, que devem agora reembolsar subsídio. 
* Onde está Câmaras leia-se governos e onde se lê Braga, leia-se Atenas.

Etiquetas:


 

PC



Etiquetas:


27.7.15

 

Os mito dos ratos





bb

Etiquetas:


 

Um país modelo


Etiquetas:


26.7.15

 

O romano tinha razão.


- Estes tugas não têm juízo.                                 - Não têm remédio.


Etiquetas:


 

Muraliza


Não perder:
http://visao.sapo.pt/ruas-ilustradas=f826527?utm_content=2015-07-26&utm_campaign=newsletter&utm_source=newsletter&utm_medium=mail

Etiquetas:


25.7.15

 

Plutão no Quénia




 

Inquietantes números falsos



Falsos testemunhos. 
Falsas promessas.
Complete a lista.

Etiquetas:


24.7.15

 

Comentários


Se não tiver comentários, o mercado fornece.

Etiquetas:


 

A lição grega


É sempre estimulante ler António Guerreiro; que ele escreva um texto semelhante a este, agora sobre a dúvida em vez da dívida. O título poderá até ser o mesmo: A lição grega.

um novo sujeito universal que é o “homem enduvidado”.
 Nas antigas sociedades disciplinares, ele seria preso se não prestasse o culto, mas nas actuais sociedades é preciso que ele não saia do interior da esfera dos cépticos para continuar a procurar
a “dúvida finita e saudável” tornou-se “dúvida infinita”. 
o modelo do pecado original: no reino dos homens, o incréu nunca acabará de esclarecer a sua dúvida
para a teologia cristã, existe uma única instituição legal que não conhece interrupção nem fim: o inferno. 
Na terra, o inferno é a mutação patológica da dúvida - a perturbação obsessivo-compulsiva.

Etiquetas:


23.7.15

 

Semântica


seja capaz de prosseguir* uma política que traga mais riqueza e mais justiça social ao nosso país”. Cavaco Silva
1. Continuar o que se tinha principiado.
3. Continuar a dizer (depois de uma interrupção).


Etiquetas:


 

A Europa como problema


A Alemanha como problema
... desejo de Bismarck de unificar a Alemanha sob a égide da Prússia 
... desejo de  Hitler    de unificar a Europa sob a égide da Alemanha
... desejo de Schäuble de unificar a Europa sob a égide do euro

É o que acontece quando se não sabem governar.
O que um general romano dizia dos lusitanos.

Etiquetas:


 

Bem feito


Numa Europa cuja moeda se chama euro não admira que essa seja a medida de todas as coisas.

Etiquetas:


22.7.15

 

Para onde vai a saúde


A deriva




Etiquetas:


 

O ADN que veio da Oceania

O continente americano terá sido povoado por populações vinda da Eurásia (Sibéria) e que passou para o Novo Mundo pelo Estreito de Bering há mais de 15.000 anos,
... com base numa análise dos genomas de indígenas das Américas Central e do Sul concluem que alguns índios da Amazónia são em parte descendentes de uma população geneticamente relacionada com populações indígenas da Oceânia.
* Populações da Oceania terão dado a volta ao Pacífico há mais de 15000 anos?
Alternativas:
a) as populações da Oceânia e alguns índios da Amazónia são em parte descendentes de uma população vinda da Eurásia e “que se separou em dois ramos”, um que povoou a Oceania enquanto outros passaram para o Novo Mundo pelo Estreito de Bering há mais de 15.000 anos.
b) ou que povos da Oceania atravessaram o Pacífico e chegaram ao Peru.

c) ou, melhor, que as mutações espontâneas dos genes que permitem a melhor adaptação a ambientes equatoriais explicam a semelhança genética dos povos da Oceania e da Amazónia.

Etiquetas:


21.7.15

 

Nunca mais


Nunca mais

Etiquetas:


20.7.15

 

Euro e dólar


Como tenho repetido neste espaço, talvez esse alerta queira dizer que a União Europeia não possui uma identidade nacional — por exemplo comparável à dos Estados Unidos da América. No Federalista II, John Jay observou em 1787 várias características da unidade norte-americana que estão ausentes na experiência europeia:
"Um povo descendendo dos mesmos antepassados, falando a mesma língua, professando a mesma religião, apoiando os mesmos princípios de governo, muito semelhante nas suas maneiras e costumes, e que, lutando lado a lado durante uma longa e sangrenta guerra, estabeleceu com nobreza a sua liberdade e independência comuns. Como uma nação, fizemos a paz e a guerra; como uma nação, vencemos os nossos inimigos; como uma nação, formámos alianças, e fizemos tratados, e entrámos em vários contratos e convenções com estados estrangeiros".

* Muitos anos depois da independência, os Estados "Unidos" da América também se cindiram em dois blocos, económica e socialmente distintos, numa sangrenta guerra civil de 4 anos, em que os estados do Norte venceram os do Sul.

Etiquetas:


19.7.15

 

"Angola é nossa"


Pôr-do-sol angolano




Etiquetas:


18.7.15

 

Branca de Neve


Etiquetas:


17.7.15

 

Demóstenes II

* do grego: δῆμο, demos, "povo" e  στενός, stenos, "estreito"

Etiquetas:


15.7.15

 

UNIrão - ONUirão?


Irão e potências mundiais chegam a acordo nuclear
Visão

Etiquetas:


14.7.15

 

Receita galénica para a doença grega


Sangria
Hipócrates, no século V a.C., tinha a sangria como forma de cura para equilibrar os “humores” desde que usada com cautela, mas já a partir do século I a.C. existem relatos de que ela passara a procedimento comum para a cura de qualquer doença e até mesmo como procedimento periódico em pessoas sadias com o fim de prevenir doenças.
O problema é que a sangria por vezes ao invés de curar acabava causando a morte de alguns doentes. 
Enquanto Hipócrates sugeriu o tratamento de febres por inanição (“fome para febres, alimento para resfriados” é uma formulação familiar), Galeno prescrevia a drenagem de sangue das veias para resfriar o corpo. Se a doença fosse grave, ele recomendava  sangrar duas vezes por dia, a segunda vez drenando sangue até o paciente desmaiar.
 Clister
Outra panacéia de aceitação universal, que perdurou até o início do século XX, foi o do uso de purgativos e clisteres. Acreditava-se ser o intestino uma via natural de eliminação da "materia morbi", ou seja de substâncias nocivas ao organismo. As fezes, por outro lado, sempre foram vistas como excrementos tóxicos, capazes de envenenar o sangue.
Na comédia O doente imaginário de Molière, o novo médico recebe o grau de doutor após sua aprovação no exame final.
        "Clysterium donare, postoe seignare, ensuita purgare", diz o examinando em latim, como era costume na época (Dar clister, depois sangrar, em seguida purgar). 
        

Depois de jurar estar sempre de acordo com os colegas mais velhos, era-lhe conferido o direito de "medicar, purgar e sangrar", impune por toda a Terra. 

Etiquetas:


 

Sofrer de fartura


"Sua excelência sofre de fartura". Eça.
O ministro tem razão; o problema é mais o excesso (a fartura) que o tipo de alimentos.
Para o resolver já existe o IVA para evitar que os tuga cavem com os dentes a sua sepultura.
* É significativo que este seja um dos maiores problemas dos ricos países endividados.

Etiquetas:


13.7.15

 

Boa gestão dos parcos recursos


Como os velhos vivem sozinhos em casas mal isoladas, a solução será conservá-los no hospital, um local fresco e com companhia todo o diaOu com ar condicionado partilhando o da morgue, onde irão parar no Inverno seguinte os que esta medida salvar do calor do Estio.

Etiquetas:


 

Sóvelhos


É no que dá imitarmos o que fazem os chamados países de ref (v)erência.

Etiquetas:


 

Portugal não é a Grécia


É mais a Europa das bolhas
Os 50 maiores devedores ao BES
Expresso 11.07.2015

Eu sou devedor ao BES,
O BES me está devendo...


Etiquetas:


 

De madrugada

"A cimeira da zona euro alcançou um acordo por unanimidade”
Portugal alcançou o 9.º lugar no Festival Eurovisão com a canção "Sobe, Sobe, Balão Sobe".
*Quem diz balão, diz bolha.

Etiquetas:


12.7.15

 

“somos saudáveis até prova em contrário”


Em casa sob vigilância e paracetamol
 Álvaro Faustino, 34 anos, trabalha na construção civil e vive em Roterdão há nove anos.  Gosta da tranquilidade de um país em que “todos somos saudáveis até prova em contrário” e sem “cultura da doença”.
 “Cheguei no Verão passado com análises que fiz em Portugal e o médico de família não percebeu porque tinha aquela lista toda. Até me senti envergonhada.”
 “Aqui, na Holanda, preocupam-se que nos sintamos bem e se nada indicar o contrário só vamos ao médico quando nos sentimos doentes. Em Portugal parte-se do princípio de que apessoa está doente a não ser que algo prove que está saudável e por isso recebe-se sempre um medicamento. É uma diferença de filosofia, de cultura.” 
 “É incrível pensar em tudo aquilo que Portugal paga sem questionar. Não sei como não estão mesmo na bancarrota. Eu sei que descontam dos impostos, mas não têm impostos assim tão altos para aguentar coisas que nem me fazem sentido, como ir ao médico sem nada e trazer de lá uma receita”, resume Ewout Hiltermann, um piloto holandês casado com uma portuguesa.

* Quando começámos, há 40 anos, a urgência do hospital estava aberta a toda a gente; diziam ser o "hospital do Ben-U-Ron".
A atitude e o paracetamol devemo-los ao Nicolau da Fonseca, o mestre.


Etiquetas:


 

Malas artes


  ...

Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay

Etiquetas:


11.7.15

 

Moeda franca


O Euro não tem futuro
(no livro bilingue Portugal pós-Troika.)

*A solução seria uma dupla moeda tal como a língua – o exeuro  para o import-export e o ineuro para consumo interno – o dreucma na Grécia, o escudeuro em Portugal, o peseteuro em Espanha, etc

Etiquetas:


 

Vagas de turistas e de emigrantes?


Vamos finalmente pensar o turismo?


Etiquetas:


 

Estrela do Céu



Com Meryl Streep

Etiquetas:


10.7.15

 

Estatística, média e media


Menos 
Nos primeiros seis meses do ano, as famílias portuguesas compraram no supermercado menos 0,9% de produtos do que em 2014.
E pela primeira vez desde 2012 estão a consumir mais nos cafés e restaurantes.


Etiquetas:


 

Medidas de Fídias


Não admira que a Grécia aceite 

Etiquetas:


Archives

12/2004   01/2005   02/2005   03/2005   04/2005   05/2005   06/2005   07/2005   08/2005   09/2005   10/2005   11/2005   12/2005   01/2006   02/2006   03/2006   04/2006   05/2006   06/2006   07/2006   08/2006   09/2006   10/2006   11/2006   12/2006   01/2007   02/2007   03/2007   04/2007   05/2007   06/2007   07/2007   08/2007   09/2007   10/2007   11/2007   12/2007   01/2008   02/2008   03/2008   04/2008   05/2008   06/2008   07/2008   08/2008   09/2008   10/2008   11/2008   12/2008   01/2009   02/2009   03/2009   04/2009   05/2009   06/2009   07/2009   08/2009   09/2009   10/2009   11/2009   12/2009   01/2010   02/2010   03/2010   04/2010   05/2010   06/2010   07/2010   08/2010   09/2010   10/2010   11/2010   12/2010   01/2011   02/2011   03/2011   04/2011   05/2011   06/2011   07/2011   08/2011   09/2011   10/2011   11/2011   12/2011   01/2012   02/2012   03/2012   04/2012   05/2012   06/2012   07/2012   08/2012   09/2012   10/2012   11/2012   12/2012   01/2013   02/2013   03/2013   04/2013   05/2013   06/2013   07/2013   08/2013   09/2013   10/2013   11/2013   12/2013   01/2014   02/2014   03/2014   04/2014   05/2014   06/2014   07/2014   08/2014   09/2014   10/2014   11/2014   12/2014   01/2015   02/2015   03/2015   04/2015   05/2015   06/2015   07/2015   08/2015   09/2015   10/2015   11/2015   12/2015   01/2016   02/2016   03/2016   04/2016   05/2016   06/2016   07/2016   08/2016   09/2016   10/2016   11/2016   12/2016   01/2017   02/2017   03/2017   04/2017   05/2017   06/2017   07/2017  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter