alcatruz

Alcatruz, s.m. (do Árabe alcaduz). Vaso de barro e modernamente de zinco, que se ata no calabre da nora, e vasa na calha a água que recebe. A. MORAIS SILVA. DICCIONARIO DA LINGUA PORTUGUESA.RIO DE JANEIRO 1889 ............................................................... O Alcatruz declina qualquer responsabilidade pelos postais afixados que apenas comprometem o signatário ...................... postel: hcmota@ci.uc.pt

31.10.11

 
Anfotérica
Constâncio foi mais responsável do que Sócrates
Sócrates foi mais responsável do que Constâncio



A palavra responsabilidade será anfotérica?




Etiquetas:


 
Férias impostas
Governo não descarta hipótese de cortar dias de férias
* Nem os reformados escaparão ao corte de dias de férias; viverão em regime de prisão domiciliar - só se poderão ausentar com autorização da DGCI e terão de guardar os bilhetes de comboio.

Etiquetas:


 
O chicote
Segundo o Infarmed, a quota de mercado dos genéricos nos primeiros cinco meses do ano é de 19,3%. No ano passado, a quota de mercado era de 17,8% ... muito inferior à média da União Europeia, que ultrapassa os 50%.
Nalguns medicamentos a taxa actual de prescrição de genéricos já é muito elevada: Sinvastatina 93%, Omeprazol 90%, Ciprofloxacina 87%, Sertralina 83%, Fluoxetina 80%, Clopidogrel 79%. (IMS, Jun 2011). Há vinte anos a taxa era muito mais baixa.
* Será sensato tentar acelerar esta tendência crescente, obrigando os médicos?
"Achamos que em três anos Portugal pode aproximar-se dos valores médios da maior parte dos países da Europa" Paulo Macedo.
A Alemanha continua firmemente convencida que salva o euro fazendo os outros aplicar num ano as receitas que ela levou uns 10 a pôr de pé. Teresa de Sousa.

Etiquetas:


 
A fatura, a receita e a multa.
Quem não pede fatura paga multa.
A prescrição por Denominação Comum Internacional (DCI) foi aprovada com os votos do PSD, CDS, PCP, BE e "Os Verdes" e os votos contra do PS.

*A AR multa quem não provar ter pedido fatura e obriga os médicos a prescrever por DCI.
Que o governo não olhe a meios para obter receita é compreensível; que estas medidas ditatoriais sejam apoiadas pelos extremos da AR (liberal e m-l) é estranho e preocupante.
Olham para os fins sem olhar a meios; e os fins perseguidos são apenas imediatamente financeiros.
1. Que se gastem duas vezes mais medicamentos que nos países de referência não os incomoda desde que sejam duas vezes mais baratos; os drogados também aprovariam.
Que um médico, obrigado a prescrever por DCI, diga ao doente: “obrigam-me a prescrever deste modo mas não tenho a certeza que o que lhe for fornecido seja tão eficaz quanto aquele de que tenho experiência. Se não notar melhoras, diga-me” não parece preocupá-los mesmo que com isso se vá boa parte do efeito placebo, tão importante em toda a consulta em especial nos problemas mais frequentes do dia a dia – preocupados, velhos e crónicos. E, como consequência, a repetição de consultas e de eventuais novas receitas sem falar na inevitável preocupação do doente ao comprar/tomar um remédio em que o médico não confia.
2.Em todo o indivíduo apenas vêem o contribuinte; contribuinte que obrigam, sob pena de multa, a colaborar para colmatar a ineficiência da máquina fiscal.
Durante o Estado Novo dizia-se que um em cada dez portugueses era informador da PIDE; seria um exagero mas a delacção não era uma obrigação legal.

Etiquetas:


30.10.11

 
Quem teria tido a ideia ardilosa de chamar refrigerantes aos líquidos doces engarrafados/enlatados?

Etiquetas:


 
Sopas no DN de hoje
Narciso Miranda investigado por burla.
Justiça sem rasto do dinheiro de Manuel Godinho.
Duarte Lima pode
escapar à prisão se não sair do País.
"
Boy de Sócrates esconde rendimentos". É assim que o "Correio da Manhã" de hoje noticia que Rui Pedro Soares é alvo de inquérito por não entregar declaração de património enquanto administrador do Taguspark.
No Parlamento na Internet
faltam registos de interesses de 46 deputados. Falhas informáticas e erros são explicações dadas.

Etiquetas:


 
Sopa da Estamo
1. Vendido por 11 ME comprado por 21 ME minutos depois
A Estamo, sociedade responsável pela compra e venda de imóveis do Estado, alienou em Novembro de 2004 os terrenos do antigo Hospital de Arroios – um imóvel já muito degradado, em Lisboa – por 11,2 milhões de euros, ao grupo Fibeira. No mesmo notário e imediatamente a seguir, o terreno foi revendido por 21 milhões de euros a uma sociedade imobiliária espanhola (a Reyal Urbis).
Quatro dias antes destas operações, a Câmara de Lisboa aprovara a construção de habitação e comércio no terreno do antigo hospital quando este ainda era propriedade da Estamo.
.
2. Com a primeira invasão francesa por Junot, em 1807, o povo refugiou-se em Lisboa e arredores no meio de grandes necessidades de cómodos e alimentos, pelo que as freiras de Arroios organizavam uma distribuição de sopa duas vezes por dia para socorrer os pobres.
Tal ficou conhecido por «Sopa de Arroios». (gravura de
Domingos Sequeira.)
* A sopa de Arroios era para socorrer os pobres que fugiam do exército de Napoleão; quem beneficiou da sopa da Estamo ? Que exército nos invade desta vez?

Etiquetas:


29.10.11

 



Chame-me Alfredo

The Man Who Knew Too Much

Etiquetas:


 
Discriminação
António Costa considera um "absoluto disparate" encerrar o Metro à noite.
* Também acho; por que razão não há de a noite andar de Metro?

Etiquetas:


 
Quem te manda a ti sapateiro tentar tocar órgão?
Diria “Uma personagem do Sec XIX”.
Duarte Lima nasceu no fim do mundo (em Bragança), numa família muito pobre de nove filhos.
Às vezes, teve fome, ou muito perto disso.
...
Um pobre de Bragança não podia transitar suavemente para uma companhia, um banco ou um escritório de advogados, como transitava a gente com velhas relações pessoais no Porto e em Lisboa. Nem assimilar com naturalidade o estilo de vida da alta classe média urbana, que ele não conhecia
.
VPV

Etiquetas:


28.10.11

 
Presunção e preconceito
O que se pode esperar de alguém nascido lá?

Sobre Cavaco Silva
O filho de Boliqueime, principal responsável pelo “afundamento” do país

o "parolo de Boliqueime" que os chiques da esquerda e os queques da direita nunca acharam que tivesse lugar entre os que contam em Portugal.
..não escondem o desprezo pelo gasolineiro de Boliqueime. Henrique Raposo. Expresso 21-1-2011
O
algarvio regressa a Belém...
“provinciano”

Sobre Defensor de Moura
o actual Presidente afirmou ser alvo de uma "campanha suja", em resposta ao candidato de Viana...

Sobre Manuel Alegre
bardo de Águeda,
Tiririca de Águeda;

Sobre Vital Moreira
intelectual de Coimbra.

constitucionalista de Coimbra.
constitucionalista da Universidade de Coimbra

Sobre Boaventura Sousa Santos.
O sociólogo da Universidade de Coimbra.
a sumidade beirã...

Sobre Marisa Matias
a bióloga e ambientalista que o BE foi buscar a Coimbra.

Sobre a Guarda
improvável cidade da Guarda


Sobre as aldeias
o bucolismo de qualquer aldeia miserável perdida no alto de um monte...

Sobre a Lousã
Talvez se as pessoas de Almada soubessem que estão a pagar para a boa vida das pessoas na Lousã mudassem de ideias..

Sobre os de Cantanhede
os de Cantanhede...


Sobre Bragança
Duarte Lima nasceu no fim do mundo (em Bragança)

Província
Se eu tivesse nascido
No seio da Província era fatal
Que o meu sonho maior, o mais sentido,
Seria triunfar na capital.
E depois de supô-lo conseguido,
Voltar à terra natal
E ser p'los conterrâneos recebido
Com palmas e foguetes,
Fanfarras, vivas e banquetes
Na Câmara Municipal
Carlos Queirós.Desaparecido

Etiquetas:


 
Luvas hospitalares usadas
Antigo hospital de Arroios foi vendido pela Estamo por 11,2 milhões de euros a uma empresa que o revendeu de imediato - minutos depois - por mais 10 milhões. Há suspeita de pagamento de luvas avança hoje o semanário Sol.
Em 12 meses, o
crescimento da fortuna dos mais ricos foi duas vezes superior ao aumento de toda a riqueza mundial.
*O objectivo das luvas cirúrgicas era evitar que as mãos do operador contaminassem o doente; estas são usadas para untar as mãos tutoras e evitar que isso se note.

Etiquetas:


 
Fiabilidade





Hoje, às 10h 26m.... Hoje, às 10h25m
actual: 10º........actual: 10º
máx: 20º............máx: 21º

mín: 11º.............mín: 12º

* São os meteorologistas que salvam os economistas do último lugar. Empatadas com as sondagens de opinião.

Eurosondagem, .... correspondendo a 77,2% das tentativas realizadas.


Sondagem Marktest, Taxa de resposta 25%.

Etiquetas:


27.10.11

 
Poder escolher
Pais vão poder escolher a escola básica dos filhos
*Pode parecer bem a quem possa escolher; preocupa-me a frustração dos que não podem e dos que não puderem entrar e o constrangimento dos que tenham de o decidir.
Espero o parecer dos que advogam o fim do “numerus clausus”.

Etiquetas:


 
Biliã
Os líderes europeus e aprovaram o reforço do Fundo Europeu de Estabilização Financeira (FEEF) até um bilião de euros.
* Sugiro que se use a palavra biliã quando referida ao “bilião americano” (mil milhões) e se reserve bilião para um milhão de milhões como na Europa. Espero que os líderes europeus o tenham feito.

Etiquetas:


 
Cartaz da latada em Coimbra

Não lembra ao diabo, salvo ao publicitário ao serviço do bazar, associar a Latada dos estudantes da UC á lata de cerveja; bem visto, “tiro-lhe o chapéu”.
É da natureza das forças e das pessoas carregar onde se sente mole; arrear quem se põe a jeito. Mais do que às forças e às pessoas que gerem os negócios da Sagres, critico universitários que venderam a alma ao diabo anfitrião por uma mão cheia de lata.
Se se vende a alma que seja por um bom preço e não pelo que ela vale; que fosse por um bom vinho, agora cevada fermentada.

P.S: A minha versão do cartaz para esta tarde.

Etiquetas:


 
Râguebi na Nova Zelândia
A alegria na participação num jogo é totalmente diferente e refi­ro-me a jogos dos campeonatos
locais, já que os adeptos de ambos os clubes convivem, perdendo mais tempo a mandarem piadas
(algumas de muito bom nível) aos adversários, em vez de termos de suportar – até quando? –
cente­nas de polícias a conduzirem hordas de adeptos para locais separados dentro do estádio.
Por outro lado, o som em redor do relvado é uniforme, com aplausos ou assobios a toda e qualquer boa jogada de uma ou de outra equipa ao contrário do som constante – diria irritante ­de uma claque, em que na maior parte das vezes os "fanáticos do clu­be" se limitam a insultar quem está do outro lado da barricada.
Por isso, o máximo de "ste­wards" que contei em cada um dos quatro jogos a que assisti no "Mundial" da Nova Zelândia (NZ) foi de 34 enquanto no Portugal­-Grécia de 2004 estavam mais de 300 "stewards".
Nesta maneira de estar reside a maior diferença entre o desporto-rei da NZ e o nosso desporto-rei em Portugal.
Mas a grande diferença, enorme e chocante, foi o que me foi dado presenciar "in loco". Para o "Mundial" de rugby, a NZ não construiu qualquer estádio de raiz. Ao contrário de Portugal, que para um "Europeu" cons­truiu 10 estádios. Mais incrível: o estádio prin­cipal de Auckland, onde se dis­putaram vários jogos de apura­mento - os "quartos", as meias-­finais e a final - foi aumentado de 45 mil lugares para 75 mil luga­res com bancadas des­montáveis.
Quando vemos os sacrifícios por que o povo português passa, talvez fosse conveniente saber as razões de tanto investimento em estádios de futebol que ago­ra alguns – e bem – propõem deitar abaixo.
José Redondo. Presidente da Assembleia-geral do Rugby Club da Lousã. Diário de Coimbra 26-10-2011
*Imagine se um português, há anos emigrado em Aukland, fosse convidado para nosso ministro
da economia e começasse por tentar melhorar a nossa produtividade diminuindo para 34 os 300
stewards” dos conselhos de ministros.

Etiquetas:


26.10.11

 
Afirma Álvaro
OE2012 Meia hora de trabalho extra é "absolutamente fulcral".
Aumentar em 30 minutos a jornada diária colhe o aplauso generalizado do empresariado. A maioria preferia ter margem para aumentar uma hora.
"Beneficia produtividade, através de um sacrifício acomodável pelos trabalhadores", diz Pires de Lima, presidente da Unicer.
Governo quer tirar 24 dias de pontes até 2014.
"São dias de trabalho que se fossem realizados contribuiriam para aumentar a riqueza nacional, criar empregos e fomentar a produtividade da economia",
afirma Álvaro.
Do dicionário: produtividade 3. [Economia] Relação entre o que é produzido e os meios aplicados na produção.
O segredo não está em trabalhar mais, mas sim em
trabalhar melhor.
* Se metade dos concertos ficassem bem feitos à primeira ...
Se um quarto dos produtos fossem úteis. Para quê?
Se um oitavo dos produtos fossem necessários. Serão?

Se pensássemos nisso


Etiquetas:


 
Acordo ortográfico
A actual grafia da concepção (conceção) do novo acordo ortográfico poderá interpretar-se como concessão.

Etiquetas:


 
Trava por si
Um paradigma da nossa actual utopia demissionária: um mundo cuja condução não tivesse que ser decidida por nós - um GPS que nos guiasse; um Estado que nos garantisse; um governo que pensasse por nós; medicamentos que não só nos tratassem como nos “felicitassem”; carro com ABS que trave por si.
Neste cartaz publicitário o “si” equipara-o ao Volvo.
A dívida já cresce por si; o volvo e o cancro também.
Há quase mil anos já uma condessa de Portugal tinha um Trava por si e deu-se mal.

Etiquetas:


25.10.11

 


“Da Cartografia do Poder aos Itinerários do Saber”
No âmbito das comemorações do Centenário da Faculdade de Ciências da UC será inaugurada, no próximo dia 26 pelas 18H00 no Museu da Ciência (Galeria de Zoologia), a exposição “Da Cartografia do Poder aos Itinerários do Saber”, a qual estará disponível até ao dia 31 de Dezembro.

Etiquetas:


 


"O destino de Portugal não está decidido"

Etiquetas:


 
Estimativa económica

O economista norte-americano Nouriel Roubini estimou em mais de 50% o risco de haver uma nova recessão nas economias desenvolvidas em 2012.


* Mais de 50%? Tanto pode como não pode? O problema é quanto mais? É assim que se “estima” a economia? Por isso se usa a “moeda ao ar” como padrão do acaso.
Foi assim que previu a crise financeira de 2008? Com tantos “economistas” a estimar o futuro, não admira que algum acerte.

Etiquetas:


 
Cesariana por um bombeiro
Uma recém-nascida foi retirada viva dos escombros quase 48 horas depois do sismo na Turquia.
As equipas de socorro estão agora a tentar retirar a mãe da bebé, ainda sob os escombros.
*Nasceu duas vezes; primeiro espontaneamente e depois por uma sultaniana** de 48h feita por um socorrista turco.
**Sultão é o César otomano.

Etiquetas:


 
Epidemia de raiva
O que se descobre na Cinemateca! Já em 1928 se sabia que 'a existência da raiva em Portugal se deve (principalmente) à incúria dos poderes públicos'. ZC

*A raiva é uma doença grave transmitida pelos cães; em especial
cães mal parados.

Após um período de incubação mais ou menos longo (15 a 60 dias) surgem os primeiros sintomas. O cão fica triste, melancólico ou muito alegre e carinhoso. Ainda obedece e não tenta morder, mas já é perigoso, uma vez que a saliva contém o mal. (...) Depois a agitação aumenta; se a doença assumir a forma furiosa, haverá acessos de alucinação; o animal fica (mal) parado, late, abocanha moscas inexistentes, rasga almofadas, tapetes e cortinas, arranha o chão e come terra.
Vallery-Radot, René, "The Hydrophobia Problem".

Etiquetas:


24.10.11

 
O indignado veste Prada
O rapper Kae West esteve no Zuccoti Park/Liberty Plaza com calças e camisas de 1500 euros. O que levou a secção de moda do diário ''The New York Times" a fazer uma reportagem sobre o que vestiam os "indignados". Chegou à conclusão de que havia desfasamento entre o hábito e a mensagem.
* Tal como o ramo PSR do BE, os aristocratas do Jeu de Paume e os indignados OWS recordo-me que também os mais radicais rebeldes do meu curso eram dos mais ricos e mais bem vestidos.

Nada pior para uma boa causa que um mau argumento.

Etiquetas:


 
De instrumento a ídolo
1. A base material da moeda é um acessório para a tornar mais credível: a moeda é um artefacto comunicacional. ... A rentabilidade do capital financeiro passou a ser o principal critério da actividade económica. A importância do sector cresceu de tal modo que provocou a separação (auto-separação, melhor dizendo) da finança do resto da economia. A opinião dos financeiros começou a dominar a tomada de decisões políticas. João Caraça
Foi um homem ao mato, diz Isaías (ou fosse escultor de ofício, ou imaginário de devoção). Levava o seu machado ou a sua acha às costas, e o seu intento era ir buscar um madeiro para fazer um ídolo. Olhou para os cedros, para as faias, para os pinhos, para os ciprestes, cortou donde lhe pareceu um tronco, e trouxe-o para casa. Partido o tronco em duas partes, ou em dous cepos, a um destes cepos meteu-lhe o machado e a cunha, fendeu-o em achas, fez fogo com elas, e aquentou-se, e cozinhou o que havia de comer. O outro cepo pôs-lhe a regra, lançou-lhe as linhas, desbastou-o, e tomando já o maço e o escopro, já a goiva e o buril, foi-o afeiçoando em forma humana. Alisou-lhe uma testa, rasgou-lhe uns olhos, afilou-lhe um nariz, abriu-lhe uma boca, ondeou-lhe uns cabelos ao rosto, foi-lhe seguindo os ombros, os braços, as mãos, o peito e o resto do corpo até os pés. E feito em tudo uma figura de homem, pô-lo sobre o altar e adorou-o.
Pasma Isaías da cegueira deste escultor; e eu também me admiro dos que fazem o que ele fez. Um cepo, conhecido por cepo, feito homem, e posto em lugar onde há de ser adorado!
António Vieira. SERMÃO DA TERCEIRA DOMINGA DA QUARESMA. Pregado na capela Real no Ano 1655.
* E agora, os que sempre o veneraram revoltam-se indignados, atribuindo a “crise” ao ídolo que não à idolatria. Quereriam que tudo ficasse como dantes para que eles pudessem fruir as esperadas benesses; que os financeiros, os políticos, os especuladores e os credores se portassem bem, sem se darem conta que o primeiro mandamento desta idolatria é crescer e consumir sem ter em conta o próximo nem o futuro.

2. Que alternativas apresentam os mani­festantes ao atual sistema? Quais as suas propostas concretas? Como se evitam a austeridade e os cortes salariais se não há dinheiro? ... Mas a esmagadora maioria nem desce ao con­creto. O que não querem é políticos e ban­queiros que exorbitem. Querem empre­gos, melhores salários, menos impostos.

* Isto é, um capitalismo íquo; melhor fez Bowman ao desligar o computador-mordomo da nave Discovery e assumir ele o controle.

Etiquetas:


23.10.11

 
Indignados por Negri

Não foram apenas as pessoas pobres e desempregadas que saíram à rua; foram também os chamados cognitive workers. O movimento gerou-se de modo imprevisto e novo. Estamos perante uma nova forma de luta social.

A "multitude" é composta pela classe média em crise e sobretudo pela nova juventude universitária, o chamado gene­ral intelecto. É uma composição muito complexa e de difícil compreensão ... António Negri. Atual 15-10-2011

*A matéria prima dos cognitive workers "é uma composição muito complexa".

Etiquetas:


 
Joaquimismo ressuscitado
Apesar do impacto de "Empire" (foi bestsel­ler), o livro de António Negri e Michael Hardt (2000) - que decreta o fim das soberanias nacio­nais e do imperialismo e o consequente início da Era do Império (e logo do poder supranacional des­centrado) - não terá sido compreendido por muitos (nomeadamente em Por­tugal, onde as críticas foram genericamente negati­vas). António Negri. Atual 15-10-2011
*É o que acontece quando se menosprezam as utopias clássicas (
Joaquim de Fiore) e se ignoram os Impérios do Espírito Santo na Ilha Terceira.

Etiquetas:


22.10.11

 
Iníqua
Publicidade no Expresso
Para aqueles que por acções valorosas
Se vão da lei dos cortes libertando.

É a iniquidade de pouco se ter agravado as taxas aos rendimentos de capital, de se cortar no subsídio de desemprego e de pouco se ter cortado nas maiores pensões (de que ele, tal como Cavaco, é beneficiário). de
Silva Lopes na “Visão”.
O ex-governador do Banco de Portugal sublinha ainda que não há equidade quando "é tão difícil tributar os ricos. Estamos a tributar os pobres, estamos a tributar muito os remediados e os ricos pouco". Silva Lopes

Etiquetas:


 
Socioterapia atrevida
Os genéricos como modelo.
1. Se consumimos 10% acima das nossas possibilidades, consumamos como até aqui com 10% de desconto.
*É assim que os tuga almejam resolver “a crise” – continuar a consumir bugigangas com desconto para estimular “a economia”, o “consumo interno” e manter os “postos de trabalho”. Os tuga, os economistas e os drogados.
2. Acetilcisteína é usada para reduzir a viscosidade do muco das vias respiratórias facilitando a expectoração.

*A tosse persiste mas é muito mais fácil tossir.

Etiquetas:


21.10.11

 
Carris de socorro a náufragos

ISN Alvor

Segurança Social sem dinheiro para pagar pensões em 2030

Etiquetas:


 
Hibernar
"E até não sei senão seria bom haver seis meses sem democracia, mete-se tudo na ordem e depois então venha a democracia". Mlª Ferreira Leite 2008
«Por que não, durante dois ou três anos, a saúde e a educação serem pagas por todos aqueles que podem pagar?” Mlª F.Leite .
* Por que não hibernar? É assim que os ursos sobrevivem à míngua. Acordaríamos com as contas em ordem, airosos e sem dar por nada.

Etiquetas:


 
Socioenologia atrevida
Sabor amargo
Como o vinho nem sempre evolui como se esperava, alguns single quinta evoluiram maravilhosamente, caso dos vinhos de 1987, 1988, 1995 ou 2004. O contrário também já aconteceu, tendo-se tornado o mais famoso de todos o de 1975, que foi clássico e do qual hoje ninguém tem saudades, em virtude da fraca evolução que teve em garrafa. ÚNICA 15/10/2011
* A expectativa que a colheita de 1975 gerou saiu frustrada - ao princípio o vintage parecia doce mas, com o tempo, ficou salgado, depois ácido e, agora, amargo; e com sabor a rolha..

Sabe-se que é assim com todos os sabores mas este deixou uma imensa e triste saudade.

Sociobiologia atrevida
Quimiorrecepção trigeminal
O terceiro dos maiores sistemas sensoriais, veiculado pelo nervo trigémio, tem seus terminais ativados por substâncias químicas classificadas como irritantes. As respostas aos irritantes incluem salivação, vasodilatação, lacrimejamento, secreção nasal, suor...
* Há quem tente contornar o problema banindo o mensageiro – o trigémio ou a troika

Etiquetas:


20.10.11

 
Mercademos
- Vá para o demo que o carregue! Insultava-se em tempos.
- Descarregue o demo – consola o mercado

Etiquetas:


 
Declarações de Cavaco são "indesejáveis"
indesejável (in- + desejável)
adj. 2 g.
1. Não desejável.
2. Que não se pode desejar.
s. 2 g.
3. Indivíduo que, em razão das suas tendências subversivas, não convém que viva ou resida num país, num meio, etc.

Etiquetas:


 
Sociobiologia atrevida
Sangria financeira
«... algo vai mal quando o nosso dinheiro, descontado ao longo de uma vida de trabalho, serve para transfusões que mais não são do que jorradas de sangue drenado do doente para o dador. Mal vai a saúde, mal vamos nós, passados 50 anos, estarmos nesta situação» Gomes Canotilho.

*Tuga Povinho sofria de anemia crónica; a medula óssea produzia pouco sangue – 10% menos do que o gasto - pelo que, todos os anos, lhe transfundiam 10% do seu volume sanguíneo. Este era fornecido por instituições que, sem ironia, se chamavam bancos de sangue (SARL). Nestes o sangue não era doado mas emprestado; ao fim de 10 anos o doente já devia o equivalente a toda a sua volémia.
Foi então que os bancos hemoprestamistas exigiram o pagamento imediato da dívida sob ameaça de recusarem novas transfusões.


Dez por cento ao fim de 10 anos significava dever todo o sangue; pagar já era morrer exangue.

Etiquetas:


19.10.11

 



A fonte de Celas, barroca, ensombrada e seca.
O Estado Social tem inequívocas dificuldades em sustentar-se. O Estado Social é um Estado redistributivo, que assenta numa máquina fiscal de impostos com capacidade para os cobrar e num crescimento médio anual de 3%.
Ora não temos nada disso. Gomes Canotilho.



* Quando não chove e a canalização entope e verte não chega água às fontes públicas.

Etiquetas:


 
A demoglobalização
Os movimentos sociais eram antiglobalização nos anos, evoluindo depois para alterglobalização ("outro mundo é possível!"). Hoje, arrisco dizer que estes são movimentos da demoglobalização, ou seja, de defesa de uma democracia à escala global. Rui Tavares
* Querem democratizar agora o que demonizavam há poucos anos.
O diabo é que demo tem um significado em grego e outro em latim.
demo-
(grego dêmo) Exprime a noção de povo
demo ê
(latim daemon, -onis) - demónio

Para o Miguel: Para confundir ainda mais, a hemoglobina é a substância vermelha dos glóbulos do sangue; deshemoglobinização é um sinónimo gongórico de anemia.

Etiquetas:


 
A última lição do Joaquim Gomes Canotilho


Avô, sabes quando vem a noite? Quando o Sol pega em todo o azul e o esconde atrás dos montes”.

Etiquetas:


 
Greve geral a 24 de Novembro;

ressuscitação nos dias seguintes.

Etiquetas:


 
Sociobiologia atrevida
Peste Negra
A pesta negra, nome por que ficou designada a doença, várias vezes pandémica, que vitimou entre 1347 e 1530 cerca de um terço da população europeia, da China e do Médio Oriente, é causada pela Yersinia pestis.
A Y. pestis é uma bactéria muito patogénica aos seus hospedeiros que muito raramente lhe sobrevivem. A extrema virulência deste micróbio deve-se, em parte, à activação (desastrada) do sistema imunitário do hospedeiro. A resposta imunitária à bactéria traduz-se pela elevada produção de substâncias que (engasgam) todo o sistema imunitário potenciando o choque séptico.
António Piedade. Diário de Coimbra 18-10-2011
António Piedade é Bioquímico e Comunicador de Ciência. Investigador do Centro de Física Computacional da Universidade de Coimbra.

* A peste negra como a Grande Depressão; a Y. Pestis como a cobiça, as “substâncias” como “os produtos financeiros tóxicos”, o contágio como a adesão à moda, as pulgas como os memes e a activação desastrada do sistema imune como a política financeira.

Etiquetas:


18.10.11

 


Para o Orçamento Geral do Estado 2012
Kit Gel Redutor de Gordura do Estado!

Etiquetas:


 
Destruição criativa?
Álvaro Santos Pereira considerou que "mudar os feriados e destruir as pontes vai fazer com que Portugal trabalhe mais e melhor". Para o governante, é ainda "preciso pôr as obras públicas ao serviço da competitividade".
* Supunha que as obras públicas eram para servir a comunidade; afinal são para servir a competitividade. Só não percebo como é que a “destruir as pontes” se atingirá tal objectivo.

PS: O ministro não deve ter sido claro; cada jornal dá a uma versão diferente: "eliminação de alguns feriados e pontes"; "evitar as pontes"; "extinção das pontes"; "diminuir pontes".

Etiquetas:


 
Sociobiologia atrevida
Sofrer de fartura
Claramente percebia eu que o meu Jacinto atravessava uma densa névoa de tédio, (...) Pobre Príncipe da Grã-Ventura, tombado para o sofá de inércia (...) E esse fastio não o escondeu mais do seu velho Zé Fernandes (...): Para quê?
– Não vale a pena!
– Que maçada!...
Uma noite no meu quarto, descalçando as botas, consultei o Grilo:
Jacinto anda tão murcho, tão corcunda... Que será, Grilo?
O venerando preto declarou com uma certeza imensa:
– S. Ex.ª sofre de fartura.
Era fartura! O meu Príncipe sentia abafadamente a fartura de Paris; e na Cidade, na simbólica Cidade, fora de cuja vida culta e forte (como ele outrora gritava, iluminado) o homem do século XIX nunca poderia saborear plenamente a “delícia de viver”, ele não encontrava agora forma de vida, espiritual ou social, que o interessasse, lhe valesse o esforço de uma corrida curta numa tipóia fácil. Pobre Jacinto!
Eça de Queirós. A Cidade e as Serras 1901

*As doenças degenerativas do coração são uma das maiores causas de morte dos adultos, tanto nos países do primeiro como nas classes emergentes do terceiro mundo que adoptaram o modo de vida dos primeiros. Está associado à obesidade e às inerentes taxas elevadas de colesterol.
Todos estes factores são muito mais frequentes nos adultos que tiveram o azar de nascer com baixo peso ou nos pecos – os que não medraram bem – por terem sido mal nutridos (passado fome) enquanto fetos ou nos cruciais primeiros meses de vida.
Nestes períodos de carência tendem a sobreviver aqueles onde emergiram mecanismos metabólicos que permitiram resistir naquele meio hostil.
Estes mecanismos compensatórios não se extinguem facilmente e, de protectores tornam-se ameaçadores se as circunstâncias se alterarem. Como se essas crianças tivessem ficado “programadas” (Barker) para sobreviver numa vida de carestia; num ambiente de abundância tornam-se factores de risco - de obesidade ou de doença coronária.
É por isso que ficarão em maior risco os RN de baixo peso que recuperarem demasiado rapidamente nos primeiros meses, antes que haja tempo para que aqueles mecanismos fetais adaptativos se extingam.
São necessárias três gerações para fazer um gentleman
e para impor um conceito. (Keynes)
A história natural desta catástrofe nutricional não termina aqui, as futuras mães obesas irão gerar fetos com excesso de peso que ficarão também programados para a obesidade. Um ciclo vicioso de fome, fartura e doença e morte precoces.
A fome é uma constante da história da humanidade. A agricultura tem apenas dez mil anos; a abundância é recente, para que não estamos preparados.
Em especial para aqueles fetos que retratam os de há cem mil anos; pior para os que como que querem compensar, nos primeiros meses pós natais, a carência de semanas fetais. Ou nos pecos que como que querem compensar a carência dos primeiros anos de vida nos anos subsequentes.
Estes são os factos que há que não esquecer para que, como na história, não repetirmos erros fatais. Os únicos instrumentos são a prevenção da carência e da fartura e a tentação de corrigir depressa os resultados de defeitos crónicos anteriores

Etiquetas:


17.10.11

 
Latadas de 1973 em 2011
mesmo que não ainda compreenda exactamente
Mia Couto acha que perante a situação actual «é preciso sair à rua, é preciso revoltarmo-nos, é precisa esta insubordinação»...«só há que saudar gente que faça coisas e não cruze os braços, mesmo que não ainda compreenda exactamente qual é a saída».
Todos por igual
reivindicar uma «democracia verdadeira», mostrando a «revolta contra um sistema político e económico que não valoriza todos por igual», como lamentou o responsável, pela divulgação da manifestação em Coimbra.

Etiquetas:


 
E eles obedecem q.b.

Etiquetas:


 
Indignados voltam; voltam e votam.
No seguimento do protesto que decorreu no sábado, uma centena de pessoas, na maioria jovens, aguardam o início da Assembleia Popular.
As pessoas querem ...
Cerca de três centenas de pessoas reuniram-se ao fim da tarde deste domingo em assembleia popular.
Seguiu-se um período prolongado de “microfone aberto” em que
os manifestantes expressaram livremente as suas opiniões sobre o que deve ser feito para organizar e mobilizar os cidadãos nos próximos tempos. “As pessoas querem respostas rápidas e não discussão horas a fio”, opinou Raquel, para defender a “suspensão do pagamento da dívida” e uma nova “manifestação de massas a 26 de Novembro”.

* As raquéis não têm dúvidas – sabem o que “as pessoas” querem pelo que o jornal não noticiou o resultado das votações.
A técnica usada nas Assembleias Magnas - prolongavam-se noite dentro com intervenções e pontos de ordem até que a maioria ia perdendo a paciência e debandando. Ficava a minoria decidida que, por fim, deixava que se procedesse à votação, assegurada a maioria entre os restantes. Daqui saíam tomadas de posição que vinculavam toda a Academia.
Aliás, é isso que fazem hoje os advogados dos arguidos poderosos.

Etiquetas:


 
Pobreza extrema na Europa
Cerca de 43 milhões de pessoas estão em risco de carência alimentar na Europa e não têm meios para pagar uma refeição completa segundo dados do Programa Europeu de Apoio Alimentar.
Segundo o Eurostat, 79 milhões de pessoas vivem na Europa abaixo do limiar de pobreza e 30 milhões sofrem de subnutrição.

* Haverá 6% de europeus com fome e 11% de pobres na Europa opulenta e obesa? Algo terá a ver com a língua - a palavra usada é pagar; na sociedade mercantil não se considera a confecção das refeições.

Etiquetas:


16.10.11

 
Estimativas frescas
1. Os organizadores da manifestação calculam em cerca de 100 mil o número de participantes, disse um dos promotores do protesto; o número tinha sido estimado por sindicalistas que costumam organizar e promover manifestações.

2. O Me­tro do Porto acumulou 3500 milhões de euros de prejuízo. O Metro do Porto foi uma imposição dos autarcas da região e cuja "necessidade pre­mente" se traduz numa oferta que é 400 vezes (!) superior à pro­cura, com os contribuintes a pa­garem o passeio das carruagens vazias pela cidade e arredores.

3. O 'ae­romoscas' de Beja recebeu uma mul­tidão de 800 passageiros nos três primeiros meses; chegou a estimar-se que Beja te­ria um milhão de passageiros no prazo de dois anos após a descola­gem!. MST. Expresso 15.10-2011


4. Estima-se haver 1,5 milhões de cães em Portugal (veterinários). Quase metade dos lares têm, pelo menos, um animal doméstico. (GSK)

Etiquetas:


 
Nova Acção N Popular?
Indignados marcam nova Assembleia Popular para as 19h.
Há 40 anos os deputados da Acção Nacional Popular (ex- União Nacional) também entendiam que "O povo unido não precisa de partido".
Não precisará mas pede ajuda externa – SALVEM (me? nos?), lê-se; os outros que façam – salvem, paguem a dívida.

Façam força que eu gemo, dizia-se.

Etiquetas:


 
Auto das gaivotas
As gaivotas nutriam-se do peixe que pescavam “com o suor do seu rosto”; milhares de anos depois aproveitavam o que saltava das redes das traineiras e os restos (poucos) das lotas; lá foram sobrevivendo.
Com a “melhoria do nível de vida”, toda a gente veio viver para a beira-mar e o sucesso levou ao desperdício – as lixeiras transbordaram, um maná para as gaivotas que deixaram de ter de pescar - bastava esperar pelo carro do lixo. Algumas levavam o desplante a passar o tempo a ver as montras nos centros comerciais.

Um modo de vida funcionário, com rendimento mínimo garantido e expectativa de pensão de reforma.
A crise também as afectou; o lixo é cada vez menos proveitoso. As gaivotas mostram-se indignadas e convocaram o bando para se associar às outras forças do protesto ruidoso em curso.
Tal como a maioria dos eleitores madeirenses (metade da metade que votou) estavam satisfeitos com os benefícios do status quo ante.
Aproveitaram os restos do banquete alheio – muitas até engordaram -, dançaram ao ritmo da melodia do bazar vizinho e agora que o credor bate à porta, o carro do lixo cheio de juros usurários, estranham e protestam. Agora amaldiçoam os ídolos que ontem veneravam e para cujo culto se endividaram e exigem que sejam outros a pagar a crise.

- Esta é boa experiência; Dinato escreve isso bem
- Que escreverei companheiro?
- Escreve: que todo o mundo quer paraíso
e ninguém paga o que deve.

Etiquetas:


14.10.11

 
“Produtos essenciais, incluindo de alimentação".

Primeiro-ministro garante que leite achocolatado continuará na taxa mínima de IVA
*O carro de distribuição da Coca-Cola parou, vermelho e ufano; sem perder tempo, o motorista trocou as caixas vazias por outras cheias e abalou.
Será daqueles que o governo obrigará a trabalhar mais meia hora por dia para manter a economia competitiva, tal como os operários da linha de montagem desse “refrigerante” símbolo.

Será preciso ser economista para optar por medidas destas?

Etiquetas:


 
Novas medidas de austeridade
Funcionários públicos e pensionistas que ganham mais de mil euros sem 13.º e 14.º meses até 2013.
Governo alarga em
meia hora por dia o horário de trabalho e ajusta feriados .
.
* Depois de ouvir o PM fui obrigado a ver Peso Pesado onde obessos mórbidos se obrigam a perder em pouco tempo o excesso de muitos anos. Não podia ver melhor alegoria ao programa de austeridade que nos foi imposto para corrigir a gula costumada.
Mas, ao contrário do programa da SIC – uma amostra de voluntários – aqui somos todos forçados - os que se deixaram engordar e os que não, os que deixaram enganar e os que não. Melhor, quase todos; há sempre aqueles cujos negócios se fazem escondidos debaixo da mesa, under the counter, offshores.

Será necessário ser perito em finanças para impor medidas destas?

Etiquetas:


12.10.11

 
PPP
os fundamentos económico-financeiros não resistem a uma análise mais cuidada. E a uma declaração de interesses.

Psicólogos nos centros de saúde poupa dinheiro
Ordem estima que ter psicólogos nas equipas dos centros de saúde e hospitais pode "fazer baixar 50 por cento o número de consultas médicas, cerca de 70 por cento a frequência de hospitalizações" e reduzir o número de dias de internamento.

A prevalência global das doenças mentais em Portugal é de 22%. (*)
Em cada ano, 7% da população sofre de depressão e o suicídio é responsável anualmente por mais de mil mortes, sendo a causa de morte prematura mais evitável de todas.
Entre 1995 e 2009, as vendas de antidepressivos aumentaram 300%. A Aliança Europeia Contra a Depressão em Portugal diz que estes remédios têm ficado cada vez mais baratos, permitindo maior acesso.

Tribunal de Contas
Há uma primeira constatação: há contratos baseados em pressupostos muito questionáveis ou mesmo errados. Isto é, sem tirar a validade de princípio deste tipo de promoção de obras públicas - com financiamento privado -, o estudo constata que há casos em que
os fundamentos económico-financeiros que os recomendam não resistem a uma análise mais cuidada.
* Um em quatro ou cinco; não quatro em cinco: Quatro em cinco portugueses (li, há dias) sofrem de problemas mentais, em maior ou menor expoente de gravidade.


Etiquetas:


11.10.11

 
Desemprego
Espanha ocupa o primeiro lugar da tabela
A taxa de desemprego em Portugal foi a quarta mais elevada da OCDE em Agosto com 12,3%, quando a média dos 34 países desta entidade se fixou em 8,2%.
* Muito mais significativo que o lugar na tabela (o ranking) é a distância do valor médio ou, melhor, mediano; não se trata de uma corrida de automóveis.
Tão importante quanto a taxa de desemprego é saber quantos estão mal empregados.

Etiquetas:


 
Ferrugem
Estudo diz que complementos vitamínicos são inúteis ou mesmo perigosos.
De acordo com o estudo,
o ferro está “fortemente” ligado ao aumento da mortalidade.
Conclusions: In older women, several commonly used dietary vitamin and mineral supplements may be associated with increased total mortality risk; this association is strongest with supplemental iron.

* Toda a gente sabe que o ferro velho é atreito à ferrugem.

Etiquetas:


Archives

12/2004   01/2005   02/2005   03/2005   04/2005   05/2005   06/2005   07/2005   08/2005   09/2005   10/2005   11/2005   12/2005   01/2006   02/2006   03/2006   04/2006   05/2006   06/2006   07/2006   08/2006   09/2006   10/2006   11/2006   12/2006   01/2007   02/2007   03/2007   04/2007   05/2007   06/2007   07/2007   08/2007   09/2007   10/2007   11/2007   12/2007   01/2008   02/2008   03/2008   04/2008   05/2008   06/2008   07/2008   08/2008   09/2008   10/2008   11/2008   12/2008   01/2009   02/2009   03/2009   04/2009   05/2009   06/2009   07/2009   08/2009   09/2009   10/2009   11/2009   12/2009   01/2010   02/2010   03/2010   04/2010   05/2010   06/2010   07/2010   08/2010   09/2010   10/2010   11/2010   12/2010   01/2011   02/2011   03/2011   04/2011   05/2011   06/2011   07/2011   08/2011   09/2011   10/2011   11/2011   12/2011   01/2012   02/2012   03/2012   04/2012   05/2012   06/2012   07/2012   08/2012   09/2012   10/2012   11/2012   12/2012   01/2013   02/2013   03/2013   04/2013   05/2013   06/2013   07/2013   08/2013   09/2013   10/2013   11/2013   12/2013   01/2014   02/2014   03/2014   04/2014   05/2014   06/2014   07/2014   08/2014   09/2014   10/2014   11/2014   12/2014   01/2015   02/2015   03/2015   04/2015   05/2015   06/2015   07/2015   08/2015   09/2015   10/2015   11/2015   12/2015   01/2016   02/2016   03/2016   04/2016   05/2016   06/2016   07/2016   08/2016   09/2016   10/2016   11/2016   12/2016   01/2017   02/2017   03/2017   04/2017  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter