alcatruz

Alcatruz, s.m. (do Árabe alcaduz). Vaso de barro e modernamente de zinco, que se ata no calabre da nora, e vasa na calha a água que recebe. A. MORAIS SILVA. DICCIONARIO DA LINGUA PORTUGUESA.RIO DE JANEIRO 1889 ............................................................... O Alcatruz declina qualquer responsabilidade pelos postais afixados que apenas comprometem o signatário ...................... postel: hcmota@ci.uc.pt

30.6.10

 
Sintomas de uma sociedade doente

Recentemente, ficámos a saber, através do primeiro estudo epidemiológico nacional de Saúde Mental, que Portugal é o país da Europa com a maior prevalência de doenças mentais na população. No último ano, um em cada cinco portugueses sofreu de uma doença psiquiátrica (23%) e quase metade (43%) já teve uma destas perturbações durante a vida.
...é fácil perceber que, para quem perde cerca de três horas nas deslocações diárias entre o trabalho, a escola e a casa, seja difícil ... conciliar o trabalho e a família. Recordo o rosto de uma mãe marejado de lágrimas e com o coração dilacerado por andar tão cansada que quase se tornou impossível brincar com o seu filho de três anos. ... assisto com impotência a uma sociedade perturbada e doente ....

E hesito em prescrever antidepressivos e ansiolíticos...
Pedro Afonso

*São sintomas alarmentes de situações sociais dramáticas (sociedade perturbada e doente ) que só as classificamos como doença se a tristeza profunda ou o desespero forem “doenças”.

..."Come chocolates, pequena; Come chocolates!

Etiquetas:


 
A saúde na sociedade de bazar
(SPA vs salut per lucro)

Receba um tapete de rato luminoso com extensões USB e um despertador bem-estar!
Teste Saúde [teste.saude@deco-proteste.info]

A cascata: a farmacolização da terapia, a medicalização da saúde, a salutarização do bem–estar.

Vieram e farmacolizaram a terapia; não me admirei, era o habitual.
Depois medicalizaram a saúde; não me preocupei, talvez se justificasse.
Mais tarde, salutaziraram o bem-estar...

Etiquetas:


 
respigos
Os direitos básicos não podem
A comissão de utentes de transportes da margem Sul defendeu a abolição da portagem da ponte 25 de Abril por considerar que a mobilidade é um direito básico e não pode ser taxada.

* Um direito básico não pode ser taxado (. ponto)
Um direito básico não pode ser
Um direito básico não pode
Um direito básico não

Um direito
Um

Etiquetas:


29.6.10

 
O Mexilhão do Rio do Norte

SCUt ("sem custos para o utente") ou CCuCo (“com custos para o contribuinte), isto é, CoCuNUt (“com custos para o não utente”).

É curioso que tenha sido um mexilhão que justificou o chumbo de uma das barragens da cascata do Alto Tâmega.
Daqui a alguns anos, falar-se-á no mexilhão contribuinte, espécie protegida pela legislação europeia e que chegou a ser dada como extinta em Portugal.

Etiquetas:


 
Luanda é a cidade mais cara do mundo
para um gestor viver

De acordo com o estudo “Cost of Living Survey”, a capital angolana roubou (sic) o título do local mais dispendioso para um gestor viver: o alojamento é três vezes mais caro do que em Lisboa e duas vezes superior ao de Tóquio. Um menu fast food custa 12,7€, valor muito superior aos 4,65€ pagos em Lisboa, ou 4,53€ em Londres.
Depois de Luanda e de Tóquio, Ndjamena, no Chade, Moscovo e Genebra ocupam a terceira, quarta e quinta posição na tabela. Nos dez primeiros lugares estão três cidades africanas, três asiáticas e quatro europeias.

Etiquetas:


 
Comparison of price levels of food in the EU27 in 2009

* O que explicará que o pão, o leite, queijo e ovos sejam mais caros em Portugal enquanto o álcool, carne, “refrigerantes” (e o tabaco) sejam mais baratos que a média da UE27?
(prima para ampliar)

Etiquetas:


 
A ilusão devida
Em caso de dívida o verbo contrair em vez de encolher, significa inchar.

Etiquetas:


 
O Gaspital

- Como pessoa que passou boa parte da vi­da a lidar com dinheiro e capital, se tives­se de explicar aos portugueses para onde foi o dinheiro o que diria?
- Capital é o resultado de exce­dentes acumulados e tem urna função económica e social. ... O que aconteceu foi que a econo­mia mundial, sobretudo a americana e a europeia, aumentaram o grau de endivi­damento a níveis que correspondem a três ou quatro vezes a riqueza nacional. O endividamento das famílias e empresas, que andava à volta de uma vez e meia a riqueza nacional, começou a dis­parar.

João Talone entrevistado por Clara Ferreira Alves. ÚNICA/Expresso 26/06/2010

Etiquetas:


28.6.10

 
respigos
“Um país de pobres com ricos”

Almoçámos na casa branca de Galama­res, nas dobras ene­voadas da serra de Sintra. Um peixe que a mulher ... teve o cuidado de escolher no mercado. Figos, cerejas e al­perces à sobremesa. Um Albariño gelado.
A casa está rodeada de terrenos culti­vados e de animais, numa visão rural idealizada. "Economia de subsistência", diz João Talone (Único sócio por­tuguês do fundo Magnum Capital Indus­trial Partners, o maior fundo ibérico de equity e o quinto maior do mundo) a sorrir ... à jornalista Clara Ferreira Alves. ÚNICA/Expresso 26/06/2010

Etiquetas:


 
Centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade Católica


1. Resultados e interpretação (prima para ampliar)

2. Amostra representativa do padrão de 2002-2005

Foram seleccionadas aleatoriamente dezanove freguesias do país, tendo em conta a distribuição da população recenseada eleitoralmente por regiões NUT II (2001) e por freguesias com mais e menos de 3200 recenseados. A selecção aleatória das freguesias foi sistematicamente repetida até os resultados eleitorais das eleições legislativas de 2002 e 2005 nesse conjunto de freguesias, ponderado o número de inquéritos a realizar em cada uma, estivessem a menos de 1% do resultados nacionais dos cinco maiores partidos.

*A tortura: Selecção aleatória das freguesias sistematicamente repetida até que...

Etiquetas:


 
Confiança num “estudo” entrevistado

Um estudo revela como vivem as famílias portuguesas que se consideram em trajectória social descendente. Estão um degrau acima do limiar da pobreza e representam quase um terço da população.
Maria é um dos 54 entrevistados que dão corpo ao estudo coordenado pelo Centro de Estudos Territoriais do ISCTE, em parceria com a Gulbenkian e o Instituto da Segurança Social.
Um quinto dos inquiridos tem dificuldades no pagamento das contas da casa...

* O intervalo de confiança (IC 95%) de um quinto de 54 varia entre um décimo e um terço...

Etiquetas:


26.6.10

 
O ciclo das palavras

Cinzas de Saramago vão ficar junto a oliveira centenária da Azinhaga, frente à Casa dos Bicos.

Levantado do chão na Azinhaga e no Lavre, viajou a Portugal, subiu ao ar na passarola: “Para o que é preciso que o sol atraia o âmbar...o qual, por sua vez, atrairá o éter que, antes de subir aos ares para ser o onde as estrelas se suspendem ... vive dentro dos homens e das mulheres...mas não é a alma..., compõe-se sim...das vontades dos vivos."
Mais tarde pilotou a deriva da sua ibéria pelo oceano fora até parar, mirrada, em Lanzarote donde só regressou para as cerimónias fúnebres na Lisboa do Cerco.


Os átomos das suas moléculas irão ser reciclados em azeite pela mesma oliveira que o viu brincar em miúdo.
É o que acontece com todas as palavras e a água dos alcatruzes da nora; é esta a mensagem que deixará a quem visitar a Casa dos Bicos.

Etiquetas:


25.6.10

 
A ignorância potencia a sedimentação

Mais de um em cada quatro estudantes que entram no Instituto Superior Técnico não respondem certo sobre quanto é um meio mais um meio.
.
.
Mais lento do que a própria sombra

Etiquetas:


 
A centrifugação potencia a sedimentação 2

"Emprego, contratação colectiva de trabalho e protecção da mobilidade profissional em Portugal". Ministério do Trabalho.

No período 2004/2008, os salários reais aumentaram, em média por ano, 2,2% na União Europeia (UE) a 27, 2% na Alemanha e apenas 0,3% em Portugal. Ou seja, o crescimento dos salários reais na EU a 27 foi 7,3 vezes superior ao registado em Portugal e o da Alemanha 6,8 vezes mais.
A confirmar a generalização de baixos salários em Portugal está também o aumento dos trabalhadores que recebem apenas o salário mínimo nacional. Entre 2000 e 2008, passou de 4,1% para 8,7%, ou seja, mais do que duplicou. António Vilarigues

Etiquetas:


 
A centrifugação potencia a sedimentação 1

No final de 2009 havia 11 mil portugueses com fortunas superiores a um milhão de dólares, mais 5,5% do que em 2008.
A crise em que mergulhou o País durante o ano passado não impediu que a lista de portugueses com uma fortuna avaliada em mais de um milhão de dólares (815 mil euros) ganhasse 600 novos nomes. De acordo com o estudo World Wealth Report 2009, elaborado pela Capgemini e Merrill Lynch, no final de 2009 havia em Portugal um total de 11 mil milionários, um número que representa um crescimento de 5,5% face a 2008.
O crescimento das fortunas milionárias em Portugal verificou-se apesar da recessão da economia portuguesa, adianta o World Wealth Report. Em 2009 registou--se uma contracção de 2,7% do PIB, o recuo de 21,8% nas exportações e o decréscimo da produção industrial em 8,1%. Ao longo do ano passado deu-se ainda uma queda de 10% do consumo interno.
Em todo o mundo o número de milionários também aumentou. O relatório revela um crescimento de 17,1% em 2009, atingindo um total de 10 milhões de pessoas que possuem uma fortuna avaliada em mais de um milhão de dólares; além do número de milionários ter aumentado, as suas fortunas também engordaram durante o ano passado. No final de 2009, a totalidade destas fortunas ascendia a 39 mil milhões de dólares.


A centrifugação é uma técnica que separa partículas em suspensão de acordo com as diferentes massas ou densidades. Ela acelera a sedimentação submetendo as partículas em suspensão à força centrífuga até 600.000 vezes a força da gravidade. É usada para separar um tipo de material de outros.

* A velocidade de translação da Terra terá aumentado tanto ou apenas a translação da sua massa?

Etiquetas:


24.6.10

 
A sombra do caracol

Etiquetas:


 
TESTE SAÚDE

Descubra a nossa revista de saúde 100% credível repleta de informação fiável e objectiva. Graças à TESTE SAÚDE, ficará a par dos regimes alimentares mais saudáveis, encontrará conselhos para diminuir a taxa do seu colesterol ou, simplesmente, poderá obter as respostas às questões que se coloca em matéria de bem-estar!

* A Pro Teste é uma revista do consumidor que se quer responsável – que exija que a mercadoria haja sido avaliada (teste) e que proteste se se achar mal tratado. É curioso que a congénere da mesma agência (“nossa revista de saúde”) se afirme 100% credível anunciando uma “informação fiável e objectiva".
Não creio que tal seja possível em áresa tão controversas como a alimentação, o “colesterol” e, sobretudo, o bem-estar. Por alguma razão a revista deixou cair o Proteste.

Etiquetas:


 
O mexilhão que se salva

O Ministério do Ambiente chumbou a barragem de Padroselos no rio Beça, uma das quatro barragens da Cascata do Alto Tâmega. Esse é o habitat do mexilhão de rio do Norte, espécie protegida pela legislação europeia e que chegou a ser dada como extinta em Portugal.

O mexilhão que se safa
Lhe - A vida de saltos altos
Imaginemos que entre cadeirões felpudos e espelhos dourados, ouve Nina Simone enquanto lhe fazem uma massagem à cabeça. Agradável? Eu diria que sim. Agora imagine que enquanto corta o cabelo faz, por exemplo, uma degustação de champanhe. Sugestivo? Eu também diria que sim. E se não tivesse experimentado, não acreditava se me dissessem que isto já é possível em Lisboa...
* Lhe fazem uma massagem; lhe cortam o cabelo; lhe ...; isto já é possível; ... em Lisboa...

.
Os mexilhões das SCUT

Os mexilhões que se lixam


Etiquetas:


23.6.10

 

Cova de Lua, Bragança
EN 308

Etiquetas: , ,


 
Futuras ex-maravilhas rurais
Estrada com mais de meio século vai ser reparada pela primeira vez.
Bragança - Carragosa, Cova de Lua, Soutelo et alia.


*Vai ser mais fácil ver as futuras ex-maravilhas de Portugal – os pombais em ferradura, próximos de Cova de Lua (só o nome justifica a viagem), os lameiros, o cruzeiro de Carragosa.

Etiquetas:


 
Confortado com todos os sacramentos da Stª Madre Igreja

Dependência
1. INEM admite suspender atendimento por psicólogos
O presidente do INEM tinha adiantado que os psicólogos iam deixar de atender as chamadas de vítimas de maus-tratos ou violação, ou de pessoas que se tentaram suicidar.
A equipa tem sete psicólogos que garantem o serviço 24 horas por dia, durante as quais atendem 27 chamadas. Por semana são chamados para intervir no terreno cinco vezes.

2. Resultados de testes genéticos necessitam de acompanhamento psicológico: Sociedade Portuguesa de Psicologia Clínica

* Para além da dependência química, médica, fármaca, hedónica, media, moda, futebólica, ideológica e idólatra, o mercado promove a dos psis que os jornalistas sancionam: na notícia de desastre não falta a referência ao "apoio psicológico" tal como na necrologia católica ao conforto dos sacramentos, considerados indispensáveis.
O consumo, factor de "economia", assim o exige; a solução individual, familiar, colectiva não conta para o PIB, o bezerro.

 
Argumento de autoridade

Alergias e agências de rating
1. O número de portugueses alérgicos - que são já cerca de um terço da população - vai continuar a aumentar até 2020, de acordo com um estudo da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC).
Os 128 peritos consultados foram unânimes em afirmar que as alergias vão aumentar em Portugal. Expresso 19.6.2010

* O argumento de autoridade é uma fraca base de prova: Level III: Opinions of respected authorities, based on clinical experience.

2. As agências de notação trabalham para os especuladores. São um barómetro para o jogo. Permitir que seja a irracionalidade económica destas notações, sem qualquer base rigorosa de sustentação e em busca da quadratura do círculo, a definir a política dos Estados seria o mesmo que dirigirmos os destinos políticos de um país guiados pela gritaria de uma multidão. Mas são elas que determinam os juros da dívida. Daniel Oliveira. Expresso 19.6.2010

Etiquetas:


22.6.10

 
A medida de todas as coisas

Pai de Simão quer 25 mil euros de indemnização
Família das crianças queimadas depois de ingerirem remédio com ácido diz que Garcia de Orta "não pode escapar ileso".
* A Inquisição também mandou exumar o cadáver de Garcia de Orta para que os ossos fossem queimados para que o "culpado" não escapasse ileso.

Etiquetas:


 
A medida de todas as coisas
Óbito
Saramago: Venda de livros aumenta quase dez vezes.
Económico

Etiquetas:


 
A medida de todas as coisas

Poder de compra, o metro da economia pc
O nono mais pobre da Europa (prima para ampliar o pc)

* (pc de poder de compra e de politicamente correcto.)
Qual será o poder de compra do Saramago da Azinhaga? E o dos avós? Qual seria o seu quando escreveu o Levantado do Chão? A medida de todas as coisas
e a desculpa para todas as limitações.

Etiquetas:


 
Tudo é possível
Saramago da Azinhaga para o mundo.

*O mundo é a minha aldeia sem os muros. de Torga

Ariane é um navio.
Tem mastros, velas e bandeira à proa,
E chegou num dia branco, frio,
A este rio Tejo de Lisboa.
Carregado de Sonho, fundeou
Dentro da claridade destas grades...
...
Mas eu é que não pude ainda por meus passos
Sair desta prisão em corpo inteiro,
E levantar âncora, e cair nos braços
De Ariane, o veleiro.

Torga, no Aljube.

Etiquetas:


 
Mundial 2010
Que o cabo das tormentas não dê cabo da boa esperança.

Etiquetas:


20.6.10

 
Para quê?
A errata de Ernâni
Um guia de Ernâni Lopes para vencer todas as crises do presente e do futuro. E apresenta uma cábula segura para o êxito, que aqui se repro­duz:
Para vencer todas as crises, basta seguir este guia de substi­tuição.
Fernando Madrinha. Expresso. 19-6-2010

* Não basta atender à errata de Ernâni Lopes; é muito útil para fazer bem, mas falta o essencial – o “para quê”. Serve para obter bons operários, quadros, técnicos do sistema (qualquer sistema) mas não chega para criar bons cidadãos.
Treinar quem “leve a carta a Garcia” - cumprir escrupulosamente quaisquer ordens - sem as questionar (O general, o patrão, o partido tem sempre razão) é demasiado pobre e perigoso; é indispensável questionar sempre: vale a pena? não haverá outra alternativa? e não abdicar do bom senso.
"Se não souberes para onde queres ir, arriscas-te a ir parar onde não queres."
Nesta época mediática, nesta sociedade consumista rendida à teologia única do mercado, os criativos que promoveram o Clio (Grandes para quê?) poderão ajudar com pêlo do mesmo cão.

Etiquetas:


 
Por quê?

Mas os deuses, com voz inda mais triste,
Dizem: -« Homens ! porque é que nos criastes ?!”
Antero de Quental, Sonetos. 1860-84


"O ser humano inventou Deus e depois escravizou-se a Ele"
* Deus, Papas, ídolos, valores, dinheiro, mercado, pátrias, igrejas, partidos, ideologias, morfina, vinho, moda, TV, publicidade, automóvel, tm ...

Etiquetas:


19.6.10

 
Diálogos Confidenciais
.
Aos antigos Diálogos Confidenciais do João Abel Manta (Cartoons 1969-1975) atrevo-me a juntar um outro, de Saramago com Vieira, sugerido pelo Óscar. (prima para ampliar)

Mas isso depende do que no chão se plantou e cultiva, ou ainda não, ou não já, ou do que por simples natureza nasceu, sem mão de gente, e só vem a morrer porque chegou o seu último fim. Não é tal o caso do trigo, que ainda com alguma vida é cortado.
José Saramago. Levantado do Chão 1980

Será porventura o estilo que hoje se usa nos púlpitos? Um estilo tão empeçado, um estilo tão dificultoso, um estilo tão afectado, um estilo tão encontrado a toda a arte e a toda a natureza? Boa razão é também esta. O estilo há-de ser muito fácil e muito natural. Por isso Cristo comparou o pregar ao semear. Compara Cristo o pregar ao semear, porque o semear é uma arte que tem mais de natureza que de arte. Nas outras artes tudo é arte: na música tudo se faz por compasso, na arquitectura tudo se faz por regra, na aritmética tudo se faz por conta, na geometria tudo se faz por medida. O semear não é assim. É uma arte sem arte caia onde cair. Vede como semeava o nosso lavrador do Evangelho. «Caía o trigo nos espinhos e nascia». «Caía o trigo nas pedras e nascia». «Caía o trigo na terra boa e nascia». Ia o trigo caindo e ia nascendo.
António Vieira. Sermão da sexagésima, 1655

Etiquetas:


18.6.10

 
Três anos fastos
Paisagem
O que mais há na terra, é paisagem. Por muito que do resto lhe falte, a paisagem sempre sobrou, abundância que só por milagre infatigável se explica, porquanto a paisagem é sem dúvida anterior ao homem, e apesar disso, de tanto existir, não se acabou ainda. Será porque constantemente muda: tem épocas no ano em que o chão é verde, outras amarelo, e depois castanho, ou negro. E também vermelho, em lugares, que é cor de barro ou sangue sangrado. Mas isso depende do que no chão se plantou e cultiva, ou ainda não, ou não já, ou do que por simples natureza nasceu, sem mão de gente, e só vem a morrer porque chegou o seu último fim. Não é tal o caso do trigo, que ainda com alguma vida é cortado. Nem do sobreiro, que vivíssimo, embora por sua gravidade o não pareça, se lhe arranca a pele. Aos gritos.
José Saramago. Levantado do Chão 1980

O viajante
O viajante deixa no claustro de D. João III uma paixão: aquelas portas do piso térreo, entre as colunas, com o seu janelão superior, triunfo da linha recta e da proporção rigorosa.

Descem com o viajante regueiros de águas sujas, e, agora que a manhã se abriu por completo, vêm mulheres lavar aos tanques que estão nos patins, e as crianças jogam ao que podem. Há grandes flâmulas de roupa estendida alta nos prédios que puderam crescer até ao primeiro andar, e o viajante sente-se como se descesse uma escadaria triunfal, como se fosse Radamés depois da batalha contra os Etíopes.
Aqui em baixo é a Ribeira.

J. Saramago. Viagem a Portugal. 1981.

O onde
"...a passarola ...não pode voar se lhe falta o éter. Para que a máquina se suspenda no ar, é preciso que o sol atraia o âmbar...o qual, por sua vez, atrairá o éter que temos introduzido dentro das esferas que...por sua vez...atrairá...a barca e então subiremos no ar.
O éter, antes de subir aos ares para ser o onde as estrelas se suspendem ... vive dentro dos homens e das mulheres...mas não é a alma...não se compõe das almas dos mortos, compõe-se sim...das vontades dos vivos.
J. Saramago, Memorial do Convento 1982

Etiquetas:


 
Homofonia

O que move todas estas (pessoas) parece ser a promulgação por Cavaco Silva dos casamentos gay.
Estes católicos não estão a pedir que se conte com eles, estão a dizer: "Contem-nos."
Ferreira Fernandes

*Contem-nos (a nós) ou contem-nos (a eles)?
Contem, de contar números ou de contar histórias?
NB: Não confundir homofonia com homofobia.

Etiquetas:


17.6.10

 

A janela, o candeeiro e a sombra 3
Ouro Preto

Etiquetas:


 
O argumento decisivo
FenProf lembra que muitos professores podem perder emprego com fecho de escolas.

Etiquetas:


15.6.10

 

A razão da quebra da natalidade
Ribeira Grande, S. Miguel, Açores.

Etiquetas:


 

A janela, o candeeiro e a sombra 2
Ribeira Grande, S. Miguel, Açores.

Etiquetas:


14.6.10

 

A janela, o candeeiro e a sombra 1
Ribeira Grande, S. Miguel, Açores.

*Em terra de cantaria negra, a sombra é muito mais luminosa que a luz do candeeiro.

Etiquetas:


 
A nova Cartilha de coping

"Os idosos desenvolvem estratégias de "coping"", explica Maria José Carvalho, finalista da Licenciatura em Gerontologia Social da Escola Superior de Educação João de Deus.
A função de um gerontólogo social (profissão que ainda não existe no país) é esclarecer as pessoas, e ensiná-las a envelhecer. Mas isto é uma aprendizagem que deve começar cedo na vida. "Em Portugal, deixamos sempre tudo para a última hora", diz Maria José. E só depois de sermos velhos vamos aprender a ser velhos. À nossa custa.

*Para ensinar coping, copiamos práticas estranhas; importamo-las sem nos importarmos se se adaptam à nossa realidade. A "Aldeia das mansardas" é um belo exemplo de uma estratégia adequada.

Etiquetas:


13.6.10

 
Tentar manter o mesmo estilo de vida

1. Crise: Alimentação e medicamentos são os principais alvos de corte nos gastos das famílias portuguesas em crise, que continuam contudo a aguentar bens mais supérfluos, como telemóveis ou televisão por cabo, tentando manter a aparência do mesmo estilo de vida.
"Nem substituem os medicamentos. Pura e simplesmente deixam de os comprar”. Já em serviços de telecomunicações e multimédia, as despesas tendem a manter-se; outro exemplo é a “grande resistência” em vender os automóveis.
Aparentemente, cortar na alimentação e nos medicamentos é mais fácil para as famílias, que tentam manter a mesma aparência de estilo de vida”, diz Natália Nunes, da DECO.

2. Ensino: Chumbos estão a diminuir porque os alunos com mais dificuldades deixaram de entrar nas contas. Em Portugal, o mau hábito de esconder os problemas da educação atrás de estatísticas atraentes continua a fazer escola. Num certo sentido, pode mesmo dizer-se que a arte do belo efeito .... quase substitui o pensamento sobre ... o resultado.

Etiquetas:


11.6.10

 
Relatório final ao caso PT/TVI
1. Comissão de Inquérito não consegue 'incriminar' Sócrates.

*Acto media falhado; como se a Comissão tivesse esse objectivo.

2. Em mais de 150 páginas, o relator da comissão de inquérito ao negócio PT/TVI assume que "o primeiro-ministro e o Governo" sabiam da compra da TVI antes de terem afirmado ao Parlamento que o desconheciam. Mesmo assim, a comissão de inquérito "não dispôs de condições" para ser peremptória e concluir que José Sócrates mentiu.


* O modelo da justiça portuguesa; a polícia, o MP, a “opinião publicada” e os feitores de opinião não duvidam da culpa de alguém mas, depois, não conseguem prová-la. Como sempre, invocam-se desculpas para a incapacidade - há que arranjar um bode expiatório – as força de bloqueio que não deixam trabalhar.

A guerra de 1908
- Capitão fiz um prisioneiro.
- Onde está?
- Não quis vir!!

Etiquetas:


 
Bons Lentes

Inquérito a cerca de 14 mil estudantes da Universidade de Coimbra, no âmbito do Sistema de Gestão da Qualidade Pedagógica.
Um dos dados que pode ser considerado mais surpreendente tem a ver com a apreciação global dos estudantes em relação à qualidade dos docentes no ensino. Os alunos de todas as faculdades são unânimes em classificar a competência dos professores de "boa", com médias que variam entre os 15 e os 16 valores.
Os professores mostram sempre disponibilidade para interagir com os estudantes e para os apoiar.
Os alunos das oito faculdades garantem também que existem boas condições no que diz respeito aos meios informáticos e à disponibilidade da bibliografia e outros elementos de apoio à aprendizagem. Já os laboratórios e espaços de estudo obtiveram classificação "razoável". Diário de Coimbra 8-6-2010


Uma boa notícia mal noticiada
O jornalista escreve “Um dos dados que pode ser considerado mais surpreendente” e que os alunos “garantem” e usa palavras perigosas (unânimes, sempre); se o texto desta notícia tivesse sido avaliado por quem de direito dificilmente teria tido nota positiva – o jornalista extrapola e mistura.

Etiquetas:


 
Hoje e aqui

Em cada esquina um enfermeiro
Grândola pelo coro das corporações dos enfermeiros, ao gosto de um país onde a ocupação geral é estar doente (Eça de Queiroz. Os Maias (1888)) e que espera que sejam os outros (o SNS) a tratar-lhe o mal-estar que assumem estar incluído na DSM-VI - Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais ou na CID-10 - Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde.

Etiquetas:


10.6.10

 
Cooperação no autismo
.
É o maior estudo jamais realizado sobre autismo e envolve cerca de mil doentes com perturbações do espectro do autismo, entre eles cerca de 300 crianças portuguesas que são seguidas no Hospital Pediátrico de Coimbra. Os novos resultados do Autism Genome Project (AGP), consórcio internacional criado em 2002 e constituído por 120 cientistas provenientes de 11 países, entre os quais Portugal, são hoje publicados na revista científica "Nature".
*O grupo da Profª Guiomar Oliveira tem tido um trabalho notável na área clínica e na da investigação onde colabora com o grupo da Doutora Astrid M. Vicente, investigadora principal do BioFIG—Center for Biodiversity, Functional and Integrative Genomics, Campus da FCUL,do Instituto Nacional de Saúde Dr Ricardo Jorge e Instituto Gulbenkian de Ciência. Uma exemplar cooperação com uma criteriosa gestão de recursos – o contrário do comportamento autista. Ambos integram um amplo grupo internacional que justifica um número excepcional (177) de autores (dez nomes portugueses) e lhes permitiu ver publicado o seu trabalho (Functional impact of global rare copy number variation in autism spectrum disorders) numa das revistas científicas de maior impacto. Nature.
Uma bela prenda no dia de Portugal.

Etiquetas:


 
Camões em Cabo Verde
Mindelo
Ao fundo, à esquerda vê-se parte do coreto onde, ao domingo tocava a filarmónica e toda a gente dançava. Luis assistia com os Lusíadas abertos no regaço.
Antes e depois do concerto, a burguesia passeava, fazendo picadeiro à roda da praça - era o trapiche. Trapiche é uma máquina para estremer a cana do açúcar, semelhante à nora; era movida por animais que passavam o dia a andar à roda, "à nora".

Etiquetas:


 
Dia de Portugal, de Camões...

Português e Matemática; comunicação e rigor
...a geral incapacidade de aprender e falar correctamente a língua portuguesa explica em grande parte ... o insucesso escolar em todas as disciplinas. VGM

Obras valerosas
Dia cinzento, frio, chove a cântaros; lembra o ambiente das aulas de Português quando tocava a dividir orações dos Lusíadas. Só muito mais tarde me libertei desse afogo e comecei a apreciá-los.
Dividir orações era um processo considerado indispensável para interpretar o sentido do texto; é do que preciso hoje quando leio os nomes dos laureados pela República e que,assim, se irão da lei do anonimato libertando
.

Etiquetas:


9.6.10

 
A GUERRA

“A Guerra” é uma série documental onde o autor pretende ao longo dos episódios descrever o que foi a guerra em África (nos seus aspectos militares, políticos e sociais) entre 1961 e 1974.
Hoje, às 21h na RTP1

Ode ao Librium dez

Embora química a tua
é realmente uma paz
para duas longas horas,
paz sentada, na varanda,
folheando jornais,
lendo só os títulos
(o novo papa recebe),

uma paz assim fresca,
sem grandes gestos
escusados, diria
uma paz no duche,
...
paz da papaia doce,
gotas de limão,
paz de um copo de água,
uma brisa ténue
arrepiando quase nada
os pêlos das pernas,
encrespando-os quase nada

e isto é o repouso,
a mansidão tranquila,
o descanso, a quietude,
a serenidade, o feltro,
...
paz do fumo, paz
terna, por duas horas,
por um homem
que se entrega duas horas,
que se entrega,
que se entrega na varanda
ao librium, que se entrega.

Catalabanza, Quilolo e volta

Fernando Assis Pacheco

Etiquetas:


 
O mercado dos doentes

Livre circulação de doentes na Europa ameaça SNS
Constantino Sakellarides, director da Escola Nacional de Saúde Pública, explicou que este acordo "reflecte a debilidade das políticas de saúde europeias, que excluíram um sistema de protecção social e que se basearam em falhas na regulação de cuidados". Para o professor, "quem vai beneficiar com isto são os países que estão melhor financeiramente e que têm melhor oferta nos cuidados de saúde. E os mais débeis é que vão financiar os mais fortes".
A situação que o preocupa mais é a qualidade dos cuidados: "Estamos hoje a defender uma resposta integrada ao doente, ou seja, o tratamento enquanto processo que engloba várias fases, entre as quais a prevenção, diagnóstico, tratamento ou reabilitação. E esta directiva vai contra toda essa filosofia, que se aplica, por exemplo, aos doentes crónicos. Aqui estamos a criar um mercado de actos desligados", adverte, lembrando que "uma política de saúde devia estar ligada a um sistema de financiamento comum. Mas aí seriam os países ricos a sustentar os mais débeis, o contrário do que se passa agora".

* Um SNS tem regras intrínsecas; o enxerto avulso de regras liberais desvirtua o sistema e agrava a situação. O doente (ou a doença) não é uma mercadoria sujeita às regras do bazar.
Os donos da ratoeira também defendem a livre circulação dos ratos.

Etiquetas:


 

Valores

É o que acontece quando se veneram ídolos destes.
De

Etiquetas:


 
Fado, Fáááátima e Futeboooool

O excesso doentio de informação, que o não é, beneficia qualquer coisa de pouco asseado ... serventuário de outros interesses e objectivos...
As grandes tiranias e as democracias amolgadas utilizam as paixões e as emoções em massa para as manipular.
O jornalismo, este jornalismo, não emerge por acaso ... A inexistência de espírito crítico possui o sabor amargo da servidão
.
BB

Etiquetas:


8.6.10

 
A reconstituição dos lusitos
ou a revisão da Constituição


Etiquetas:


 
Imagem da crise
.
Perfil dos rendimentos dos PCA das maiores empresas portuguesas públicas ou similares.
Perdi a referência

Etiquetas:


 
Acto falhado?
O elo entre a Psiquiatria e a Implantação da República
«Colóquio Doentes e Cidadãos» na Figueira da Foz.

Etiquetas:


 
Mundial 2010
O mundo de olhos postos nos navegantes (SAPO)

Portugal é o único país onde
... o Presidente e um ministro discutem destinos de férias com o país à beira da recessão.
Miguel Gaspar

Etiquetas:


 
Sociobiologia atrevida
Jenner e Pasteur

"Nunca desperdiçar uma boa crise"
Se a União e os Estados-membros foram em geral eficazes e expeditos na resposta à emergência das sucessivas fases da crise ... , já tem sido extraordinariamente lenta na montagem das instituições e dos mecanismos pós-crise.
Como alguém disse, as crises podem ser oportunidade de ouro na busca de soluções para as ultrapassar - e para prevenir outras no futuro.
Vital Moreira

* O organismo reage a uma infecção com dois mecanismos diferentes e complementares; numa primeira fase desencadeiam-se processos inflamatórios imediatos, toscos e inespecíficos de que a febre é o sinal mais evidente.
Depois iniciam-se processos mais sofisticados – a produção de anticorpos específicos para os germes em causa; pouco a pouco ajudarão a terminar o processo de depuração que a inflamação começou. Uma vez desencadeados, mantém-se a memória deste processo; de cada vez que surgir uma infecção semelhante, a resposta já não será tão lenta como inicialmente mas imediata e enérgica, de modo que nem nos aperceberemos dela.
É este mecanismo que as vacinas reproduzem e que permitiram eliminar tantos flagelos do passado.
Os doentes sem memória imunológica reagem às novas infecções como se fosse a primeira; não aprendem nada.

Etiquetas:


7.6.10

 
“Mãe branca” há meio século
Seis dezenas de dadoras de leite materno alimentaram cerca de 60 prematuros.

*Há meio século, um condiscípulo meu foi colocado em S. Tomé. Com ele estava a mulher e ali lhes nasceu um filho que não dava vazão ao leite materno.
Na mesma maternidade (?) tentavam sobreviver dois gémeos cuja mãe santomense não tinha leite; com algum embaraço, a enfermeira terá exposto a situação e proposto a solução. E tudo se resolveu – depois da mamada do filho branco, seguiam-se os prematuritos negros que sobreviveram sem problemas.
Não são raras as histórias de “mães pretas” nem de “irmãos de leite” brancos e pretos; o que é raríssimo é ter havido uma “mãe branca” em S. Tomé, meio século depois do ambiente que “O Equador” relata.

Etiquetas:


 
Ferro velho
Godinho terá oferecido prenda a José Sócrates
O principal arguido do processo ‘Face Oculta’, Manuel Godinho, terá oferecido uma prenda ao primeiro-ministro - uma peça de prata no valor de 685 euros.

* Mais provável é tratar-se de casquinha - uma película de prata a disfarçar o cobre.

Etiquetas:


 
Consumo

Teresa e Helena vão ser as primeiras a consumar um casamento entre pessoas do mesmo sexo.
* Consumar?

Etiquetas:


 
Aviso de perigos ocultos

PARE ESCUTE E OLHE
um comboio parado pode esconder outro

Nunca corras atrás duma cachopa;
estão sempre a passar, como os eléctricos.
Ouvido ao “Broca”, em Coimbra, nos anos 50.

Etiquetas:


6.6.10

 
Pais
Como explicar a crise às crianças
Especialistas garantem que aos três anos as crianças já devem saber porque não podem ter brinquedos novos.
* Regressados da despedida da selecção, os pais-tuga é que não sabem explicar-lhes porque é que elas não podem ter tudo o que desejarem.

Etiquetas:


 
A expedição

1. A partida da selecção
Ontem à noite os cinco canais de TV entremearam notícias nos intervalos do acompanhamento a par e passo das cerimónias da ditirâmbica despedida dos jogadores da selecção portuguesa de futebol.
Milhares trocaram dia de praia por "
Mega pic-nic", que terminou com adeus à seleção.
Perto de cem mil pessoas foram despedir-se dos jogadores, os guardadores de sonhos.
A selecção portuguesa
já tem cognome e está prestes a ter um estilo: "Jogar bom futebol"
Em 1487, Bartolomeu Dias e um pequeno grupo de aventureiros contornaram um cabo rochoso e ventoso na tentativa de encontrar um caminho marítimo até à Índia. Vasco da Gama segui-lhes as coordenadas em 1498. Ontem, cerca de 512 anos depois, Carlos Queiroz cumpriu uma tradição e baptizou a selecção nacional, evocando os Descobrimentos. Na África do Sul vão jogar "os navegadores".

2. A preparação da armada
“... as pessoas sabem que existe uma burla genial, que estão a ser arrastadas para um destino trágico; mas subsiste o facto estético e todos se integram nele. Assim se explica o envolvimento prodigioso na campanha de Alcácer-Quibir, os preparativos completamente insensatos, a loucura da participação teatral. Os alfaiates trabalham dia e noite, vestem os cavaleiros como para um baile, cobrem os fidalgos de pedrarias, de plumas, de sedas brochadas. É o sonho dum dormente que sabe que sonha e, no entanto, não consegue despertar.
Só os velhos e os desgraçados arrancados a uma realidade de ofícios vulgares e sem opinião se debatem nessa imensa comédia que os torna comparsas indecisos ou revoltados
".
Agustina Bessa-Luis, O Mosteiro. Guimarães Edit. Lisboa 1980

3. A partida da armada
Reunidos os contingentes militares nacionais e estrangeiros, parte o monarca, em Junho de 1578, de Lisboa, a testa do seu exército, numa armada que orçava pelas mil velas. Ainda levava nos ouvidos as aclamações do povo de Lisboa: «Viva o nosso rei! Vitória! Vitória! Vitória!»
Francisco de Sales Loureiro. D. Sebastião e Alcácer Quibir. J. Hermano Saraiva. História de Portugal. Alfa 1983

Etiquetas:


5.6.10

 
Romaria

Nª Srª de Seiça
Palhão, Figueira da Foz

Pendão de confraria, filarmónica e romeira.
(Prima para ampliar)

Etiquetas:


3.6.10

 
Dois dias de publicidade não solicitada deixada na caixa de correio

:
“Não é da benevolência do padeiro, do açougueiro ou do cervejeiro que eu espero que saia o meu jantar, mas sim do empenho deles em promover o seu próprio interesse.”
.
*O “meu jantar” “pelo empenho deles em promover o seu próprio interesse”.
Adam Smith não terá previsto o papel da publicidade como veículo do vírus da ambição na propagação da pandemia do consumo supérfluo.

Há quem proponha manter o consumo destes bugigangas para atenuar a crise despoletada por este mesmo processo; para curar as mordeduras dum cão com pêlo do mesmo cão ?
Cães era o nome popular da dívida.

Etiquetas:


 
Da peripatética à dietética

Tomaram o pq almoço juntos; após duas horas... João de Deus Pinheiro considera que Pedro Passos Coelho vai ser primeiro-ministro dentro de pouco tempo.,.

Almoçámos na Ordem dos Médicos, uma moradia rodeada de jardins com a respei­tabilidade burguesa que o Porto tem. Nun­ca o vi escolher outro restaurante. Sopa, lombo de porco assado, um copo de vi­nho branco e sorvete de lima, recomenda­ção dele. MSS, pro­fessor, investigador, médico descendente de médicos, come distraidamente en­quanto fala. E fala com humor e a natura­lidade de quem sabe muito e sabe bem o que sabe. Uma inteligência superior ao serviço da investigação médica e do IPATIMUP, que fundou. Não diz "eu". Diz "nós". Usa muito a palavra exemplo, que aprendeu com a família e com os "grandes mes­tres" da medicina. O exemplo é ele.
Clara Ferreira Alves. Única/Expresso 29.5.2010

Etiquetas:


 
"A força necessária para controlar a situação"

... um taxista, acusado de mau estacionamento, e um jovem que, por ter a ousadia de interpelar o guarda, foi agredido a pontapés, algemado e detido. Na madrugada de domingo, quatro jovens iam a passar quando viram um grupo de polícias em volta de uma rapariga. Segundo os seus testemunhos, ela estava deitada no chão, caída, um dos polícias prendia-lhe a cabeça com o pé e outros batiam-lhe com cassetetes. Um dos jovens tirou fotografias. Azar o dele. Tiraram-lhe a máquina das mãos e começaram logo a bater-lhe. Bateram também noutro que intercedeu pela rapariga. Levaram todos para a esquadra e continuaram a bater-lhes. Uma noite de pesadelo, absolutamente inexplicável. O argumento, dado pela PSP, de que foi usada "a força necessária para controlar a situação" esbarra com a realidade. Editorial

Netanyahu: Comando atacou frota em legítima defesa. "... foram forçados a defenderem-se".

Etiquetas:


2.6.10

 
O 'pragmatismo'contra a ideologia

Enquanto Cunhal, Soares e Sá Carneiro, habitados pela ideia de mudança, jogaram, no regueirão da História, o que de melhor e de pior a sua experiência incorporava, aqueles que se lhes seguiram eram movidos pelos seus interesses pessoais. Baptista Bastos

Leni Riefenstahl (O triunfo da vontade) versus Adam Smith: “Não é da benevolência do padeiro, do açougueiro ou do cervejeiro que eu espero que saia o meu jantar, mas sim do empenho deles em promover o seu próprio interesse.”

Etiquetas:


 
Valores da bolsa
Tudo tem um preço.pt

Etiquetas:


1.6.10

 
Flora da Penascosa





Etiquetas:


 
O ardósia da escola primária elementar
e as gravuras do Côa 2
(prima para ampliar)

Etiquetas:


 
A malária da melga

A melga revela a misoginia portuguesa. O mosquito, no masculino, é um gajo porreiro. A malária - o mau ar - nada tem a ver com ele. No resto do mundo, o mosquito (macho e fêmea) é o inimigo.
Mas em Portugal não: só a mosquita feminina, que nem mosquinha é. Miguel Esteves Cardoso

* A malária é transmitida pela picada das fêmeas de mosquitos Anopheles.

Etiquetas:


Archives

12/2004   01/2005   02/2005   03/2005   04/2005   05/2005   06/2005   07/2005   08/2005   09/2005   10/2005   11/2005   12/2005   01/2006   02/2006   03/2006   04/2006   05/2006   06/2006   07/2006   08/2006   09/2006   10/2006   11/2006   12/2006   01/2007   02/2007   03/2007   04/2007   05/2007   06/2007   07/2007   08/2007   09/2007   10/2007   11/2007   12/2007   01/2008   02/2008   03/2008   04/2008   05/2008   06/2008   07/2008   08/2008   09/2008   10/2008   11/2008   12/2008   01/2009   02/2009   03/2009   04/2009   05/2009   06/2009   07/2009   08/2009   09/2009   10/2009   11/2009   12/2009   01/2010   02/2010   03/2010   04/2010   05/2010   06/2010   07/2010   08/2010   09/2010   10/2010   11/2010   12/2010   01/2011   02/2011   03/2011   04/2011   05/2011   06/2011   07/2011   08/2011   09/2011   10/2011   11/2011   12/2011   01/2012   02/2012   03/2012   04/2012   05/2012   06/2012   07/2012   08/2012   09/2012   10/2012   11/2012   12/2012   01/2013   02/2013   03/2013   04/2013   05/2013   06/2013   07/2013   08/2013   09/2013   10/2013   11/2013   12/2013   01/2014   02/2014   03/2014   04/2014   05/2014   06/2014   07/2014   08/2014   09/2014   10/2014   11/2014   12/2014   01/2015   02/2015   03/2015   04/2015   05/2015   06/2015   07/2015   08/2015   09/2015   10/2015   11/2015   12/2015   01/2016   02/2016   03/2016   04/2016   05/2016   06/2016   07/2016   08/2016   09/2016   10/2016   11/2016   12/2016   01/2017   02/2017   03/2017   04/2017   05/2017   06/2017   07/2017   08/2017   09/2017  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter