alcatruz

Alcatruz, s.m. (do Árabe alcaduz). Vaso de barro e modernamente de zinco, que se ata no calabre da nora, e vasa na calha a água que recebe. A. MORAIS SILVA. DICCIONARIO DA LINGUA PORTUGUESA.RIO DE JANEIRO 1889 ............................................................... O Alcatruz declina qualquer responsabilidade pelos postais afixados que apenas comprometem o signatário ...................... postel: hcmota@ci.uc.pt

31.12.05

 

Azulejos quinhentistas hispano-árabes que revestiam o interior da Sé Velha. Coimbra.

 
Espanhóis já não podem dormir a 'siesta'

Intervalo para almoço dos funcionários públicos passa a ter no máximo uma hora.
Segundo o Clube de Empresários espanhóis, a sesta custa 8% do PIB.


Está provado que uma sesta incluída no horário de trabalho melhora o rendimento de todos. A produtividade poderá aumentar (e os riscos de acidentes diminuir), se todos descansarem! Albino Reis. Prof. da Universidade Lusíada.

Em 2002, a produtividade em Espanha era significativamente superior à portuguesa (65 e 48 sendo 100 a média na UE).
F. Azevedo e Silva. DN 11-07-2002

Os espanhóis ir-se-ão arrepender; acabar com a sesta vai diminuir o rendimento.

 
Amanhã é já o ano seguinte

Olag, médica ucraniana em Portugal: “Para mim, não existe deixar para amanhã. Costumamos brincar com o amanhã dos portugueses. Quando dizem amanhã, sabemos que é semanas depois."

 

Passagem de nivel em Porto da Lage

 
Na passagem de ano
Na minha aldeia havia três “passagens de nível” na linha do Norte. Ao lado da cancela estavam pendurados os apetrechos da vigilância: uma bandeira “maoista” (vermelho para prosseguir), uma corneta para ordenar a partida e a caixa dos petardos que se colocavam nos carris para, rebentando, alertar de emergência.
Hoje já não há passagens de nível; um pontão substituiu-as. O que virá substituir as passagens de ano ?

30.12.05

 
isenção

No Telejornal MS acusou as televisões de o boicotarem.

 
respigo

O Primeiro Ministro, acidentado nos Alpes, regressou hoje a Portugal. Sócrates preferiu a Suiça para férias mas Portugal para se tratar-- a melhor prova de confiança no SNS que poderia dar.

 

A ribeira em Porto da Lage

 
A ribeira de Bezelga era o rio que corre pela minha aldeia (Porto da Lage)

Na escola, aprendíamos a fazer “contas” numa lousa ("a pedra") reciclável que íamos lavar ao ribeiro da Quinta, um afluente da ribeira de Bezelga que lá ia cheia de erros de aritmética.
O curioso é que, apesar de tudo, a água nos parecia límpida; os erros de cálculo do nosso ribeiro iam misturar-se com os da ribeira, de tal forma que a soma algébrica era nula.

 
A culpa, o cristão-novo, a fogueira, o coitado

Uma em cada três baixas fiscalizadas é fraudulenta.
Uma em cada três acções de fiscalização domiciliária às baixas por doença "resultou na cassação ou suspensão do subsídio".
Uma em cada quatro pessoas chamadas a uma junta médica estava em situação fraudulenta.

E os médicos? Por Anónimo, Lisboa
A história é sempre a mesma... os médicos que passam essas baixas fraudulentas continuam impunes... talvez por ai é que deviam começar as punições!!!

 
As formigas vão ao açúcar

Supermercados de Lisboa são os mais caros do País (Direcção-Geral da Empresa, Ministério da Economia.)

As leis de Newton no mercado: “lucro atrai lucro na razão directa da massa e na inversa do quadrado da .......”

 
respigo
Preocupado com a alegada falta de obstetras, Louçã aproveitou a visita a uma maternidade para defender o casamento de homosexuais.

 
O rigor para o povo ouvir e acreditar

"Cavaco Silva foi o primeiro governante a impor a máxima redução de números de estudantes nas escolas de Medicina pelo princípio absolutamente mesquinho de diminuir o número de médicos para aumentar os negócios de alguns em prejuízo de todos. Esse erro estamos a pagá-lo, porque hoje há défice de especialistas", disse Louçã.
a) Dos 31 países da OCDE só dez têm uma densidade médica superior á nossa (dados de 2003) (Portugal tem 3.3 e a Áustria, Alemanha e França têm quase o mesmo valor -- 3.4)
(Practising physicians per 1 000 population)
b) A densidade médica portuguesa subiu de 2.9 em 1993 para 3.3 em 2003
c) A densidade médica em Espanha, que era de 3.5 em 1993, desceu para 3.1 em 2003; e vêm para cá.
d) Portugal tem a maior densidade de médicos especialistas de Europa.
"É difícil, se não impossível, mostrar à população que .... (o rigor) são alavancas fundamentais para sair da crise. (...) O povo não ouve. Por isso, ... Francisco Louçã ocupa o último lugar nas sondagens."
José GilVisão, 29-12-05

29.12.05

 
A estratégia promocional das presidenciais

Num programa de terça à noite na SIC Notícias, três publicitários, um politólogo e um jornalista analisaram a estratégia promocional da campanha presidencial. Durante 18 minutos, ouvi 42 vezes os nomes dos candidatos – 18 vezes o de Cavaco contra 24 vezes o de qualquer dos outros; estes eram também referidos como os “outros”, os “candidatos da esquerda”, os “candidatos oriundos do PS”, o “candidato apoiado pelo PCP” ou o “candidato apoiado pelo BE”.
Numa campanha para um cargo unipessoal, o resultado é previsível.

 
A amizade e a isenção

A severa crítica à política da cultura da CMC subscrita por 60 personalidades de Coimbra -- “O saneamento básico da cultura” e pelo Grupo da Cultura do Conselho da cidade de Coimbra (“A insustentável cultura do Dr. Mário Nunes” - Diário de Coimbra 29-12-2005), foi considerada pelo Presidente da Câmara como mera manifestação de “amiguismo”.
Ficou bem ao Dr. Carlos Encarnação sair em defesa do vereador em causa; é de saudar ver alguém, vencendo óbvios constrangimentos, apoiar um amigo a quem voltou a atribuir o pelouro da Cultura apesar duma “completa ausência de de um pensamento sobre a Coisa Cultural”.

 
“Um sorriso com as TIC” num Hospital “que não existe
O ministro da Saúde deitou mais um balde de água gelada, como prenda de Natal: «O mais fácil desta iniciativa foi chegar aqui. O mais difícil é manter isto em funcionamento», observou o ministro, referindo-se à telemedicina onde, «para lá do esforço inicial, pouco mais ocorreu»... e que «está praticamente a latejar, sem ter levantado voo». Isto, apesar de «funcionar muito bem» em alguns sítios, ressalvou. Mas já era tarde.
Não admira que na fotografia não se veja ninguém do Hospital Pediátrico, o tal que segundo uma leitura alpaca da lei orgânica do CHC, “não existe”.


 
“Um sorriso com as TIC” num Hospital "que não existe"
Internet no Hospital Pediátrico

Fernando Regateiro, Presidente da ARS, quis saber se a menina estava «desejosa de se ir embora»; ela respondeu com um simpático não, pois que já estava «habituada» àquilo.
Há boas pessoas que nos assistem aqui. Tratam-nos bem. É a nossa sorte", disse a Alexandra que está internada no HP desde o passado dia 6 de Outubro por doença pulmonar crónica.

28.12.05

 
balanço do ano

Um médico por 300 portugueses
Em 2004, havia um médico por cada 300 residentes em Portugal, uma subida de 1,5% em relação 2003 e de 5.4% comparando com 2000. INE 2004

Apesar do alegado malthusianismo da Ordem dos Médicos, corporação que teria capturado o Estado para manter o couto, há médicos suficientes para colocar um em cada aldeia. Se estão mal distribuídos, a razão há que atribuí-la a quem dirigiu o SNS; que não são médicos.

 
Produtividade ou parasitismo ?

* "A Península Ibérica em Números
O rendimento per capita das famílias de Lisboa varia entre os dez mil e os 13 mil euros, ao nível das zonas ricas de Espanha (Navarra, Madrid, País Basco e Catalunha). No resto, estamos ao nível dos mais pobres de Espanha, como a Extremadura.


* O sector distribuidor (intermediários, operadores dos mercados retalhistas e retalhistas) arrecada até 70% do preço final dos produtos agrícolas. Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares.



 
Insatisfação permanente
Pensando melhor, os publicitários fazem o seu papel numa sociedade opulenta -- criam desejos e procuram que se transformem em vontades. Procuram criar um estado de insatisfação permanente; um bazar em revolução permanente.

É por isso que os cartazes e as mensagens do PSR eram tão apelativos.

É por isso que as grandes superfícies mudam constantemente o lugar dos produtos.

 
A magia mercantilizada – “a energia gerada pelo desejo”

Na ambição de levarem água ao seu moinho, os criativos da GALP insinuam que a Passarola voava movida pela “energia gerada pelo desejo”, confundindo desejo com vontade; não foi o que disse Baltazar: "...a passarola ...não pode voar se lhe falta o éter. Para que a máquina se suspenda no ar, é preciso que o sol atraia o âmbar...o qual, por sua vez, atrairá o éter que temos introduzido dentro das esferas que...por sua vez...atrairá...a barca e então subiremos no ar.
O éter, antes de subir aos ares para ser o onde as estrelas se suspendem ... vive dentro dos homens e das mulheres...mas não é a alma...não se compõe das almas dos mortos, compõe-se sim ... das vontades dos vivos."
Saramago, Memorial do Convento.

 
A magia do mercado – “a energia gerada pelo desejo”

A GALP, a gigante distribuidora de energia fóssil, “acredita que a energia gerada pelo desejo de milhões de portugueses é suficiente para...” (na RTP)
Aproveitando a onda de interesse por fontes alternativas de energia, a promoção da GALP explora o filão – o desejo como fonte não poluente, inesgotável e pouco dispendiosa.
O mercado apela à “energia gerada pelo desejo” para promover o seu peixe que, depois, só venderá por troca com a resultante da “energia gerada pelo” trabalho.

Segundo a GALP, não se ganhou o Euro 2004 porque a energia gerada pelo desejo dos portugueses não foi suficiente.


27.12.05

 
Hipocondria social, a doença criada como escusa.

Le malade malgré lui.

behavioralhealth.typepad.com/.../ 2003/09/
... Et pourtant comme depuis quelques années la France a pris goût à la morosité, sa lamentation s'applique aussi volontiers à sa santé qu'à son économie. La presse décrit les innombrables maladies dont le citoyen est atteint, elle énumère les dangers qui nous menacent de toutes parts, elle vilipende les pouvoirs publics qui n'apportent pas assez d'attention à des fléaux meurtriers. Tous se plaignent, on se croirait revenu à la Grande Peste du XIV siècle qui fit disparaître le tiers des habitants de plusieurs pays d'Europe; les salariés sont si souvent malades que, selon leurs employeurs, la production industrielle devient dérisoire, même les obèses qui naguère étaient de «bons vivants» joviaux et rubiconds deviennent inquiets lorsqu'ils considèrent les dosages chimiques de leurs humeurs. Selon les médecins, nous mangeons mal, nous respirons mal, nous travaillons mal. La catastrophe nous guette, nous sommes en plein milléna­risme.
Sournia J-C. Ces malades qu’on fabrique. La médecine gaspillée. Seuil 1977


O Prof. Sournia é cirurgião e Director dos S. Médicos da Segurança Social. Escreveu isto há quase 30 anos.


 
Um país mágico
Quando "Nunca as famílias portuguesas estiveram tão endividadas como agora", compraram-se prendas a crédito enquanto cada português enviava 32 mensagens SMS de Boas Festas e Feliz Ano Novo.
Um país onde, em plena campanha presidencial, o cidadão espera e crê que os seus e.desejos se concretizem, desespera do esforço individual regredindo à crença na magia digital.
Para adornar o presente compra presentes a crédito; espera milagres da varinha mágica da UE.

 
Magia; a grelha da RTP
Na noite de Natal vimos a mensagem do Cardeal; na noite seguinte, foram os votos de Boas Festas do PM, nimbado de luz fluorescente, prenunciando Harry Potter e a pedra filosofal.

Os votos de feliz Ano Novo confundidos com os votos nos candidatos nas próximas eleições.

26.12.05

 

Rua da Parreiras, Celas. A fruir enquanto resiste.

 
Profilaxia da peste quando não havia aves de migração

Regimento que se há-de observar sucedendo haver peste (de que Deos nos livre) em algum reino ou província confinada com Portugal” (1695).
O estafeta que ia todas as semanas a Badajoz receber as cartas de Madrid estava proibido de entrar na cidade: “... No fim da ponte o estafeta de Madrid tirará todas as cartas do saco & as porá em terra & serão logo passadas por vinagre & fogo & feita esta diligência as deyxará & cobrará os maços das que o estafeta de Portugal leva”.
JA. Pinto Ferreira. Visitas de saúde às embarcações entradas na barra do Douro nos sec. XVI e XVII, edição da CM Porto.

Esterilização completa: depois do fogo e dos ácidos destruirem os miasmas dos envólucros, o Santo Ofício, de novo activo, extirpava as heresias das almas.

 
..........Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra
.............................Até 15 de Fevereiro

..................... "10 LIVROS QUE ABALARAM O MUNDO"
Um dos livros que mais terão influenciado a história da Humanidade segundo dez docentes da UC
A atracção calculada. Newton (Princípios Matemáticos de Filosofia Natural)

Isaac Newton nasceu no dia de Natal de 1642, prematuro e tão mirrado que achavam que não iria sobreviver. Era órfão e foi abandonado pela mãe, tendo sido criado pelos avós.
Terá sido Halley quem estimulou Newton a publicar o livro. Halley publicou uma resenha da obra que começava assim: "Esse incomparável autor, depois de finalmente persuadido a aparecer em público, fornece nesse tratado um exemplo realmente notável dos poderes da mente...” Sem Halley, Newton poderia nunca ter publicado o livro.


Em Portugal
Proibição do uso de panos estrangeiros
Crise monetária; papel moeda
Restabelecido o Santo Ofício
"Arte de bem criar os filhos na idade da puerícia" de Alexandre de Gusmão

A. Simões Rodrigues. História de Portugal em Datas. Círculo de Leitores 1994

25.12.05

 
Benvindo a Portugal, Europa.
O 12º melhor SNS do mundo assegura-lhe cuidados adequados, qualquer que seja o seu estado à chegada: se tiver problemas, será transportado em segurança até ao hospital adequado -- Portugal é o único país do mundo onde os recém nascidos são cuidados dessa forma; também por isso a mortalidade perinatal e a infantil portuguesas são as 5ª melhores da UE.
Mais, em 2004 conquistámos o 3º lugar do podium (ex aequo com onze outros países) nas olimpíadas do estado de saúde das crianças nos primeiros 5 anos de vida, (UNICEF 2006).
Poderá aspirar a 8.8 brinquedos no Natal. Mas atenção, este valor é uma média e Portugal é o pais mais desigual da Europa onde nem tudo são rosas: conte com a pior taxa de mortalidade por acidentes em crianças (mais do triplo da Suécia. UNICEF 2001). Mais de 15 mil menores vivem asilados enquanto, por dia, apenas uma criança é adoptada. Em cada dois dias, pelo menos uma criança foi vítima de maus tratos em Portugal, uma em cada quatro tinha menos de três anos de idade (APAV)
e o poder é incapaz de construir um hospital pediátrico.
Mas, apesar disso, Portugal é 6º Melhor País para Crianças

Seja benvindo e, se tiver problemas, fale connosco.
A fotografia foi feita pelo Sá e Melo.


24.12.05

 
Paulo Quintela faria hoje cem anos

Professor da Faculdade de Letras, foi um grande germanista, tradutor de Rilke, Hölderlin, Brecht, entre outros. Responsável pela re-edição, em 1958, da tradução do Fausto de Goethe, minha prenda de Natal desse ano.
Fundou o TEUC em 1938, o mais antigo grupo de teatro universitário português e um dos mais antigos da Europa que dirigiu durante trinta anos, tendo encenado autores do teatro clássico grego ("Antígona" de Sófocles, "Medeia" de Eurípides, "Prometeu agrilhoado" de Ésquilo) e mundial, bem como dramaturgos modernos e portugueses, com esmagador predomínio de Gil Vicente.
Era uma
figura carismática de Coimbra, conhecido pela sua declarada oposição ao regime.


Na noite de estreia de “A sapateira prodigiosa” de Lorca, tendo adoecido o intérprete, Quintela substituiu-o. E foi uma surpresa e um espanto ver, no palco, um professor da UC sentado num tripé a bater a sola.


PS. No ano em que Luís Miguel Cintra, também fundador, actor e encenador da Cornucópia durante 38 anos recebeu o Prémio Pessoa, pela primeira vez atribuído ao teatro.

 


Uma árvore do Natal de uma outra espécie

 

 
A árvore do Millenium

A maior árvore de Natal da Europa; em Lisboa, na Praça do Comércio, claro.
Dois milhões de luzes; uma iniciativa do banco Millenium BCP, óbvio.


A maior ? preferia que fosse uma das melhores.

 
Muitas crianças apagam a lareira ?

A Associação para a Promoção da Segurança Infantil aconselha a não acender lareira nesta quadra festiva, se houver muitas crianças em casa.

 
mal empregados

Portugueses às compras
Só nos primeiros 22 dias de Dezembro, os portugueses pagaram ou levantaram em Multibanco, 3,3 mil milhões de euros. (SIBS)
Dezassete vezes o valor dos
fundos estruturais que a UE nos atribuiu no mesmo período.


 
Presidenciais
Belém, cercada por um muro, faz um esforço para viver o Natal
Toda enfeitada, Belém esforça-se. Sinos, canções, luzinhas, presépios, prendas. Quando olha em volta, vê um muro em vez do Natal.

23.12.05

 
ao melhor estilo merican

Marques Mendes, acusou ontem o Governo de se especializar em promessas e cerimónias "ao melhor estilo norte-coreano" e considerou que tal atitude "compromete o presente e hipoteca o futuro".

 


A saída frustrada

E Paulo Portas, para não se condenar ao isolamento fúnebre do CDS, procura (se procura) outra saída. VPV

 
presidenciais

Boxe.
Soares apostou num combate de boxe com um adversário que não joga boxe e que capitaliza precisamente o sentimento de desencanto e exaustão do País em relação ao boxe político.
Elogio da canelada
Sem alguma peixeirada, a política não é política.

 
A bula dos pais, paga com fundos europeus

Os pais portugueses tencionam oferecer 8.8 brinquedos (80) a cada criança contra uma média europeia de 8.5(107); o gasto médio português em cada brinquedo (9) é o mais baixo da UE mas o da Suécia (9.6) é pouco superior. Duracell Toy survey. Expresso 17-12-2005

 
Projecto da Alta Velocidade, a guerra santa ?

4.7 mil milhões (+ ponte do Douro) + 480 milhões de material circulante.
Este projecto poupa 30 minutos numa viagem Lx-P (105 vs 135m) (J. Ribeiro da Fonseca, presidente da Portugália). Expresso 17-12-2005

Cada português estará disposto a arcar (directa ou indirectamente) com 518 (1/4 dos últimos fundos europeus) para tão magro resultado ? Para que alguns portuenses possam chegar meia hora mais cedo aos engarrafamentos de Lisboa e vice versa ?
Tanto a minoria dos que querem e podem como a ínfima minoria dos que precisam ?


 
Um euro por dia a cada português
Portugal receberá da UE um montante global de 22.500 milhões de euros ao longo dos sete anos.

A bula era o que se pagava a Roma para a absolvição antecipada dos pecados; a cruzada era a guerra santa contra os infiéis.
Lutero queimou a bula do Papa Leão X que concedia indulgências a quem contribuísse para as despesas do Vaticano. Para o reformador, o perdão não se podia comprar; só contava o arrependimento e o propósito de emenda.
Agora pagam-nos para que nos emendemos; qual é a guerra santa para que nos financiam ?

 
O Hospital Pediátrico vai pedir asilo ao Ministério da Justiça

1. Os vereadores do PS na Câmara de Coimbra já terão informações sobre o futuro do HP , informações que este não tem; aliás, para o CA do CHC, esse hospital "não existe".
2. Governo promete acção sempre que haja riscos
O que o Ministério da Justiça fez foi reagir a uma situação detectada ... tendo em vista rever situações de perigo para a saúde pública”.
"... o Governo não deixará de tomar medidas se outras situações se detectaram no futuro".


O Hospital Pediátrico não terá futuro no CHC

 
depoimento

Não votarei num candidato a PR que exibe, ufano, “o meu mandatário ... onde está ele ?... um capitão de Abril” como troféu de caça.

22.12.05

 
Uma história para ler a quem se preocupa com as crianças que mais precisam

Era uma vez um sítio entre o céu e a terra onde havia um castelo pequenino.
Nesse sítio moravam umas Gentes Vestidas de Verde que viviam entre o saber e o desconhecido. Gentes que gostavam de Meninos.
Não tinham nomes, nesse sítio, mas chegavam lá muitas Crianças que ainda não eram, vindas de todas as terras.
Algumas chegavam com muito frio, outras quase pretas ...
Muitos tremiam tanto, tanto, que era preciso contar-lhes uma longa história para eles sossegarem e perderem o medo ...

E havia também os outros. Os Meninos de Amanhã.
Meninos que, mal chegavam, se iam embora para um sítio desconhecido que deve ser só deles.
... De Amanhã, porque vão voltar para ser.


 
O custo do novo Hospital Pediátrico

1. O custo global do novo Hospital Pediátrico de Coimbra (HP) vai rondar os 55 milhões de euros.
O Euro2004 custou ao Estado mais de mil milhões de euros. "Jornal de Negócios"

Seriam 20 HP; dois por cada estádio; o HP trabalha 24 h por dia, 365 dias por ano, para qualquer criança portuguesa que dele necessite – os estádios para adultos saudáveis, a maioria passivos, estão vazios 24 horas por dia, 300 dias por ano.
2. Os problemas técnicos encontrados (graves infiltrações de água nas fundações) que levaram à suspensão das obras, implicarão um aumento “significativo” dos custos (1/4 a 1/3), dizem.
São 15 milhões , menos de 1Km de via de TGV,
ou 20 segundos a mais numa viagem Lx-P,
ou perder 7 segundos dos 30 m que se irão ganhar numa viagem Lx-P em TGV.
É o correspondente a 0.008% do que Portugal vai receber da
União Europeia durante sete anos.
Dois dias em sete anos; como dois serão bisextos, ninguém dará por isso..

 
Dez coliseus
no país do pão e circo

Euro2004 custou ao Estado mais de mil milhões de euros.
O impacto económico do Euro 2004 no PIB foi de 0,11%. (ISEG)
"Jornal de Negócios"

 
Filhos e enteados

A reorganização da rede de hospitais na Grande Lisboa vai custar 2,090 milhões de euros só em estudos que deverão estar concluído no final de 2006.
… a maioria dos hospitais existentes (em Lisboa) tem instalações deficientes para a prestação de cuidados de saúde. Os casos óbvios são ... Estefânia e Maternidade Alfredo da Costa ("apesar das -- avultadas -- obras de melhoria").
Não vale a pena inscrevermos no PIDDAC verbas para o Hospital Pediátrico, porque sabemos que os problemas técnicos .. são de tal gravidade que vai levar alguns meses para os resolver.”
Para uns "é para já"; para outros "não vale a pena".

 
Filhos e enteados
Adultos e crianças; Cidadãos e metecos; Lisboa e o país

Foi detectado amianto no Palácio da Justiça de Lisboa. O Ministério da Justiça, mesmo sem conhecer os resultados das análises, ordenou a imediata remoção das tubagens. As obras começam hoje.

Não vale a pena inscrevermos no PIDDAC verbas para o Hospital Pediátrico, porque sabemos que os problemas técnicos .. são de tal gravidade que vai levar alguns meses para os resolver.”

Quando se trata de riscos para os juizes , advogados e funcionários, adultos de Lisboa que votam, as obras começam hoje... mesmo sem conhecer os resultados das análises; quando se trata de riscos para as crianças mais doentes da zona Centro do país “Não vale a pena inscrevermos verbas para o Hospital Pediátrico, porque ... vai levar alguns meses para resolver os problemas”.

21.12.05

 
O debate histórico

"Fui professor em várias Universidades portuguesas e estrangeiras; até na de Coimbra"
"Neste debate não se falou totalmente verdade..."


Ficou bem a distinção e a autocrítica

 

O debate

 

O debate histórico.
... um vinha das fundações.

 
Um debate histórico - só se vasculhou o passado.

Como seria previsível se um vinha das fundações e o outro do sótão.

20.12.05

 
O Hospital Pediátrico no Centro Hospitalar de Coimbra (CHC)
Um problema antigo que a tutela se escusa a encarar

a) Nenhuma informação do Ministério ao Hospital Pediátrico (HP).
b) Nenhuma possibilidade de contacto do Director Clínico do HP com as autoridades de saúde, através dos canais hierárquicos.
c) O actual Director Clínico do HP foi livremente escolhido e nomeado pelo CA do CHC mas nunca respondeu aos reiterados pedidos do HP para que a ARS, DGIES e Ministério da Saúde o esclareça.
d) Só pela imprensa o HP sabe dos problemas do novo hospital.


Compreende-se que o actual director clínico do Hospital Pediátrico de Coimbra se tenha demitido. O que não se comprende é que este seja o terceiro director clínico do HP que, em cinco anos, se demite por razões semelhantes, apesar de nenhum deles estar em conflito com os seus colegas ou com o seu hospital. Algo vai mal num modelo de gestão em que tal acontece.

 

Os directores de Serviço do Hospital Pediátrico de Coimbra, "magoados, esgotados e indignados".

 
Obras do novo Hospital Pediátrico parcialmente paradas desde Maio

Alagados problemas
técnicos
1. “os obstáculos técnicos de que se fala são coisa sem importância, neste momento quase ultrapassados, mas nada de muito significativo ou algo que justifique um atraso na obra”. Administrador da Bascol – firma construtora. Diário de Coimbra (8.11.2005)
2. O problema técnico “não compromete de forma alguma a construção do edifício e deverá ficar resolvido a qualquer momento.” ARS do Centro. Público (26.11.2005)
3. “o problema (da água) continua ... apesar de estar em vias de ser solucionado”. Presidente da ARS. Diário de Coimbra (2.12.2005)
4. “ Não vale a pena inscrever verbas em PIDDAC para as obras do HP quando sabemos que elas não podem ser executadas devido a gravíssimos problemas técnicos” Sec Estado-adjunta da Saúde
: AsBeiras (15.12.2005)

Do depoimento dos médicos do Hospital Pediátrico de Coimbra, “magoados, esgotados e indignados”

B. Entretanto o MS anunciou, em Lisboa, a construção do novo Hospital de Todos os Euros daqui a quatro ou cinco anos e foi ao Porto anunciar a do Centro Materno Infantil local.

 
respigo

Boas festas
Christian Conservatives Fight 'Happy Holidays': After using the more inclusive "Happy Holidays" in its promotions last year, Macy's is now embracing "Merry Christmas".

 
respigo

Pensões mais altas serão congeladas

 
Depoimento

Alguém a quem não move a inclinação ao poder
Agustina Bessa-Luís





Arquivo DN-Leonardo Negrão

19.12.05

 
respigo

A ajuda dos ganhadeiros
A poderosa coligação dos lobbies agrícolas dos Estados Unidos, Japão e da União Europeia continuam a travar um acordo global que poderia tirar da miséria mais de 140 milhões de pessoas em dez anos, na perspectiva do Banco Mundial.
Na África subsariana, G. W. Bush, assegura que há 400 mil pessoas com SIDA a ter tratamento, graças à
ajuda do seu país.

 
Razão pela qual a vaca é venerada na Europa

1200 milhões de pobres recebem por dia menos do que é atribuído como subsídio a uma vaca criada na União Europeia.

 
A lenda de Inês

A tragédia terá sido dela mas o drama foi o do sogro e o do amante. Ela cumpriu o papel que o fado reservava às mulheres – um papel essencialmente passivo; passivamente encantou o príncipe; amou desesperadamente quem lhe queria e o tempo não consentia. Recusou -- uma forma activa de passividade – enquanto permaneciam obstáculos morais.
Morreu de morte matada, a mando do rei. Tristíssimo fim mas, não fora o desmando da sentença do velho rei ou o subsequente louco destempero da coroação como rainha no seu túmulo (rainha da morte) com a fantástica cena do beija-mão e a raivosa vingança do novo rei, tudo teria sido esquecido.
Ela foi a causa inocente dum trágico drama; um bacilo de Koch.

650 anos depois, Portugal continua a ser o país da Europa Ocidental com maior incidência da tuberculose, cerca de 40 casos por 100 mil habitantes (Espanha tem 3 vezes menos).

 
A morte de Inês de Castro
Autópsia do mito

Constança viera tuberculosa, doença inexorável a que sucumbiu; contagiara o filho Fernando e também Inês, a aia que Pedro amava. Fernando conseguiu sobreviver à primo-infecção mas ficou franzino.
Na Europa grassava a peste negra, nome medieval para todas as epidemias mortais; para impedir o contágio, o rei Afonso mandou Inês para Coimbra, cidade da saúde, e proibiu as visitas.
Naquele tempo a tuberculose não tinha cura. Os tratamentos eram rudes e dolorosos – drenavam os derrames da pleura sem analgesia, com grossas agulhas da sangria; o licor não era permitido às damas. O xarope de guaiacol era intragável; tinha que ser dado à força.
Apesar destes cuidados, Inês morreu por complicação hemorrágica de uma drenagem, donde a lenda da cutilada.

Pedro ficou desesperado e, seguindo o hábito do tempo, acusou os físicos de incompetência e fê-los sofrer os mesmos tormentos que, sem sucesso, haviam infligido a Inês – toracotomia por via anterior a um e por via posterior a outro, de que morreram asfixiados pelo pneumotorax bilateral.
Logo que subiu ao trono, transladou o cadáver de Inês do lugar insalubre de Sta Clara para Alcobaça, a mais ampla nave do maior templo do reino para acolher a rainha morta. Para impedir o contágio, encerrou-a num sarcófado inviolável. Na imagem do túmulo, o celebrado colo de garça está deformado pelas escrófulas que o artista, exacto mas cortês, afagou. Os bracitos dos anjos representam o cuidado que terá havido na deposição de um cadáver em tão avançado estado de decomposição; essa cena está na origem da lenda do beija-mão.
O medo do contágio, que não a mancebia, explica a inicial reserva do povo (“o pertinaz povo e seu destino lhe não perdoam”) mas, depois de morta e sepultada, já sem perigo, “As filhas do Mondego a morte escura / Longo tempo chorando memoraram”.
Três séculos antes do Taj Mahal, já um rei português havia feito de um templo um monumento à mulher amada.


18.12.05

 
respigo

Ritual
Menina em risco de ser excisada chega hoje a Portugal, escapando ao ritual que afecta metade das mulheres na Guiné-Bissau.

Agora, são só 49.9%

Ritual 2
O pai, residente em Portugal há anos, tinha pedido às autoridades portuguesas que autorizassem a vinda da filha mas não tinha preenchido o processo de reagrupamento familiar. Apesar disso, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras foi buscar a menina de três anos e o seu irmão gémeo, à tabanca onde viviam. Amadu Djau afirmou estar "muito contente".

Provou preencher os requisitos para se naturalizar português.

 
Matilha de mabecos
"... acordo sobre o quadro orçamental da União Europeia"

Adivinhe quem é a zebra.

17.12.05

 
Manuel Alegre apela à desistência de Cavaco para permitir que Mário Soares vá a uma segunda volta.
Mário Soares apela à desistência de Cavaco para obrigar Manuel Alegre a uma segunda volta.

 


Título infeliz

Não seria de esperar que fosse o Pediátrico (ou as crianças do Pediátrico) a instaurar inquéritos aos Ministérios da Saúde ?

 
História de Fátima Letícia, uma criança perdida no sistema
Uma trágica história muito bem contada -- Mª José Margarido

 
respigo

Transplantes de cara vão ser tentados no Reino Unido

.......................................Já há dois portugueses em lista de espera.

 
respigo

silogismo
O programa de Louçã ... é a uma espécie de PREC que conduz. Ouvi-lo pode ser mavioso, moderno e desempoeirado, mas tomá-lo à letra é sinistro. JPP
No auge do Império, um contemporâneo disse que a França tinha feito um pacto leonino com Napoleão: a França consentia que Napoleão fosse imperador enquanto ganhasse e correria com ele quando perdesse. VPV

Faça-se com Louçã o que a França terá feito com Napoleão; mas ao contrário -- vote-se nele enquanto for minoritário, tal como muitos em Cunhal nos idos de 75.

16.12.05

 

Em Almeida

 
..............Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra
...................................Até 15 de Fevereiro..
....................."10 LIVROS QUE ABALARAM O MUNDO"

Um dos que mais terão influenciado a história da Humanidade segundo dez docentes da UC
................ Marx, O Capital 1867
"O estigma satânico do factor económico"
Primeira tradução portuguesa em 1912


Em Portugal:
Questão Coimbrã
Código Civil de Seabra
Abolição da pena de morte
Abolição da escravatura
Extinção das Rodas dos enjeitados
Unificação dos pesos e medidas
As pupilas do Sr. Reitor de Júlio Dinis

A. Simões Rodrigues. História de Portugal em Datas. Círculo de Leitores 1994

 
Patriotismo saudável

Cáustico como sempre VPV pergunta: "E em 2005: onde se irá buscar o fundamento para o amor da Pátria?”

Uma análise do relatório da UNICEF permite uma resposta:
"Situação Mundial da Infância 2006". UNICEF
Mortalidade até aos 5 anos..........2004>
Islândia...........................................................................................3 ‰
Eslovénia, Finlândia, Japão, Noruega, Chéquia, S. Marino, Suécia..4 ‰
Portugal (e outros onze países).......................................................5 ‰

Em 2004, de cada mil nados-vivos em Portugal, morreram cinco crianças nos primeiros cinco anos de vida. Este resultado notável, que partilhamos com onze países, só é ultrapassado por oito dos países mais desenvolvidos do mundo – a Islândia (com um excepcional valor de 3‰) e sete outros (com um valor de 4‰). Isto é, numas olimpíadas do estado de saúde das crianças teríamos conquistado o 3º lugar do podium (ex aequo com onze outros países).

Melhor, dos países com melhores índices, Portugal foi aquele onde se verificou uma mais acentuada melhoria entre 1990 e 2004 (de 14 para 5‰); isto apesar de ser o que apresenta a maior disparidade de distribuição do rendimentos familiares -- os 20% mais ricos dispõem de 46% dos rendimentos nacionais contra 17% dos 40% mais pobres e de registar a pior taxa de mortalidade por acidentes em crianças (mais do triplo da Suécia. UNICEF 2001), onde o SNS pouco pode fazer.
A mortalidade das crianças de menos de cinco anos é um índice fiel do estado da saúde duma comunidade; não depende apenas dos cuidados de saúde mas, quando os valores são tão bons, boa parte se lhe deve. É deste facto que se orgulham os que criaram o SNS, os que o adaptaram à necessidades das crianças e os que nele trabalham e o mantêm actuante. É desse orgulho que se amassa um patriotismo saudável; julgo eu.
Será esse que Manuel Alegre anda por aí a recomendar? pergunta, enfastiado, VPV; creio que sim.





 

A formação dos técnicos - assistentes sociais ou psicólogos - das comissões de protecção de menores é insuficiente, razão pela qual vão arrancar acções de formação sobre detecção de casos de maus tratos ou abusos sexuais.


Alguns temas:


a) Uma criança tem cabeça, tronco e membros; pegados.
b) A pele não deve ter nódoas negras nem azuis ou vermelhas.
c) Para verificar se uma criança está bem é preciso vê-la; não basta telefonar ou convocar os pais.
d) É preciso ir mesmo a casa dela; estar a dormir não é razão para a não ver.
e) Uma criança mama, sorri, brinca. Também se pode ver se respira.


 
Semáforo penal (p.s.)

Assim, o advogado de defesa não se limitaria a evitar que ficasse provado; teria que tentar provar que não.
Provavelmente que os romanos já terão analisado tudo isto mas não tinham tantos advogados como Portugal, o país da UE onde há mais (Expresso 16-4-2005).

 
Semáforo penal
O facto de S. não ter sido condenado por nenhum dos crimes "contra menores do sexo feminino" de que foi acusado faz com que o seu registo criminal esteja "limpo", estando apenas "referenciado" pela PSP.
O co-piloto LS foi considerado inocente do crime;
ficou provado que ... impediu que se cometesse o delito.

No primeiro caso não se provou; no segundo provou-se que não.
Deverão ambos ser igualmente absolvidos ?
Não deveria figurar o grau de probabilidade de inocência ? Só haveria condenação quando houvesse menos de 10 %, 5% (o limiar de significado estatístico), 1% ? de dúvida, indicado pelo grau de inclinação da balança.

Ou, mais prático, o modelo do semáforo - verde, amarelo intermitente e vermelho.

15.12.05

 
Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra
........................Até 15 de Fevereiro
"10 LIVROS QUE ABALARAM O MUNDO"
Um dos que mais terão influenciado a história da Humanidade segundo dez docentes da UC
O desejo: Freud, A Interpretação dos Sonhos, 1900

Em Portugal, nessa época:
Analfabetismo de 74% (censo de 1900)
Ensino primário obrigatório e gratuito (3 anos)
Morre António Nobre e Eça de Queiroz

Nasce José Régio e J. Gomes Ferreira.
Escola de Medicina Tropical
Nasce o CADC (em Coimbra)

Doutoramento de Elysio de Moura

A. Simões Rodrigues. História de Portugal em Datas. Círculo de Leitores 1994

 
Seres humanos

1. No mesmo dia em que a justiça americana executou um assassino 24 anos depois de ter cometido os crimes, soube-se que um bebé fora violenta e repetidamente maltratado em casa dos pais, quase dessa idade.
2. Pouco depois da RTP noticiar a tortura por que passou esse recém nascido, passou o filme MAR ADENTRO. “que põe a questão polémica da eutanásia em evidência”
3. Portugal foi o primeiro país europeu a abolir a pena de morte por crimes civis: Lei de 1 de Julho de 1867 – “Fica abolida a pena de morte”.
Curiosamente, remonta a 1 de Julho de 1772 a data em que é executada pela última vez uma mulher. Chamava-se Luísa, tinha 22 anos e assassinara 33 expostos que ia buscar à Roda de Coimbra.

4. A Convenção Europeia dos Direitos do Homem declara que "A pena de morte é abolida” mas explicita que tal se refere a seres humanos “Ninguém pode ser condenado a tal pena ou executado" .

 

o melhor dos mundos

 
respigo

Um bebé violenta e repetidamente maltratado entrou em coma no hospital.


Pai, mãe e avó.
A Comissão de Protecção de Menores e os vizinhos.
A PSP e a PJ.
A Comissão Nacional de Saúde para a Infância e a Adolescência e a Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens em Risco.


1. O pai e a mãe foram detidos, depois de a Comissão de Protecção de Menores ter entregue a criança aos cuidados da avó, mantendo-a no mesmo tecto dos pais, já anteriormente suspeitos da agressão.
2. “Ainda dois dias antes, as técnicas da
Comissão de Protecção de Crianças e Jovens - uma psicóloga e uma assistente social - foram lá a casa. Nada indiciava maus tratos. A criança estava limpinha, com um ar feliz, nada indiciava que houvesse maus tratos e que fosse acontecer o que aconteceu.”
3. Os pais do bebé foram detidos e indiciados pela "prática reiterada de abuso sexual e ofensa à integridade física agravada".
4. PSP de Viseu dá conta que ... o suspeito possui já uma vasta "ficha" de
crimes sexuais contra menores (em 1999, 2000 e em 2005).
5. A Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Viseu tinha sido alertada para a existência de maus tratos da bebé? --“Quanto aos processos envolvendo o pai,
não soubemos disso... inclusivamente a GNR disse-nos que ele não era referenciado.”
6. A
PSP de Viseu informara que o indivíduo já teria sido referenciado em três casos de abusos sexuais de menores. No entanto, apenas consta uma condenação por furto, não havendo qualquer referência a situações daquele género.
7. A PSP de Viseu disse que o
suspeito "foi entregue à Polícia Judiciária"; a PJ de Coimbra nega a detenção.
8. Os pais do bebé ... foram detidos . De acordo com uma fonta da Polícia Judiciária, os pais da menina estão a ser ouvidos no tribunal de Viseu.
9. A Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens em Risco assegura que "
o sistema funcionou".

 
EXCLUÍDAS E INVISÍVEIS
Situação Mundial da Infância 2006

O bebé de Moselos, Portugal

nada notámos de suspeito...

 
EXCLUÍDAS E INVISÍVEIS
Situação Mundial da Infância 2006

O bebé de Moselos, Portugal

não era possível prever...

 
EXCLUÍDAS E INVISÍVEIS
Situação Mundial da Infância 2006

O bebé de Moselos, Portugal


não tivemos nenhuma informação...

14.12.05

 
Presidenciais
Continuam as sabatinas canónicas; brilham os ursos bem preparados.
Prefiro o ping-pong - sobre quem saiba, opto por quem saiba fazer e sobretudo, assuma uma atitude sensata perante a dificuldade inesperada.

Sabbatina, s.f. Exercício académico que se faz aos sábbados, em que uns perguntam e outros respondem sobre as lições de toda a semana, e talvez sobre alguma questão de mais. MORAIS SILVA. DICCIONARIO DA LINGUA PORTUGUESA. RIO DE JANEIRO 1889


 
respigo

As listas de espera nos USA
O mais absurdo, ainda, é o facto de um homem passar 24 anos atrás das grades, ser modificado por elas, alterar por completo o seu comportamento e atitude perante o mundo e, no preciso momento em que é louvado e aplaudido, tirarem-lhe a vida por um crime supostamente praticado há quase três décadas. Nuno Pacheco

O prognóstico era desesperado; só uma cirurgia radical o poderia, eventualmente, salvar. Como não havia vaga, internaram-no num sanatório onde, para surpresa de todos, recuperou. 24 anos depois, estava curado. Foi então que chegou a sua vez; não quiseram que perdesse esta oportunidade.

 
respigo

A descolonização inacabada
«Agostinho Neto: a sacralização de um déspota» no Público de 28 Novembro 2005; por Carlos Pacheco, historiador angolano.
"Agostinho Neto: a sacralização de um déspota" - uma soma de equívocos, carta enviada do Porto, a 29 de Novembro de 2005 por
Artur Queiroz, militante do MPLA, poeta e jornalista; co-autor do livro Agostinho Neto, Uma Vida sem Tréguas.

13.12.05

 

Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra
Até 15 de Fevereiro
"10 LIVROS QUE ABALARAM O MUNDO"
Um dos livros que mais terão influenciado a história da Humanidade segundo dez docentes da UC
A Religião: Bíblia latina medieval (Sec XIII) iluminada e colorida.

Em Portugal, nesta época (D. Dinis)
Forais a muitos concelhos
Livro Velho de Linhagens
Fundação da Universidade
Bolsa de Mercadores
Tratado de Alcanises
A. Simões Rodrigues. História de Portugal em Datas. Círculo de Leitores 1994




 
respigo

Rins de condenados à morte à venda na China
É o comunismo de rins humanos.

 


Mudem de rumo ou muda de rumo ?
Fotodiálogo com André Bonirre


A formiga no carreiro
Vinha em sentido contrário...
Z.A.

Macau, há anos.

 
Mudem de rumo ou muda de rumo ?
Fotodiálogo com André Bonirre

12.12.05

 
Arqueologia contemporânea

Palheiras de Fiais, Ervedal da Beira
Dezenas de toscas estruturas de pedra solta cobertas com telha de canudo, implantadas num imenso afloramento granítico, eiras bem expostas ao sol e ao vento que entra pelas fendas e seca a palha. Os blocos de pedra das paredes são enormes e muito bem justapostos.
Fomos guiados por rapazitos de bicicleta de montanha e play games que conviviam tranquilamente entre vários séculos.

Archives

12/2004   01/2005   02/2005   03/2005   04/2005   05/2005   06/2005   07/2005   08/2005   09/2005   10/2005   11/2005   12/2005   01/2006   02/2006   03/2006   04/2006   05/2006   06/2006   07/2006   08/2006   09/2006   10/2006   11/2006   12/2006   01/2007   02/2007   03/2007   04/2007   05/2007   06/2007   07/2007   08/2007   09/2007   10/2007   11/2007   12/2007   01/2008   02/2008   03/2008   04/2008   05/2008   06/2008   07/2008   08/2008   09/2008   10/2008   11/2008   12/2008   01/2009   02/2009   03/2009   04/2009   05/2009   06/2009   07/2009   08/2009   09/2009   10/2009   11/2009   12/2009   01/2010   02/2010   03/2010   04/2010   05/2010   06/2010   07/2010   08/2010   09/2010   10/2010   11/2010   12/2010   01/2011   02/2011   03/2011   04/2011   05/2011   06/2011   07/2011   08/2011   09/2011   10/2011   11/2011   12/2011   01/2012   02/2012   03/2012   04/2012   05/2012   06/2012   07/2012   08/2012   09/2012   10/2012   11/2012   12/2012   01/2013   02/2013   03/2013   04/2013   05/2013   06/2013   07/2013   08/2013   09/2013   10/2013   11/2013   12/2013   01/2014   02/2014   03/2014   04/2014   05/2014   06/2014   07/2014   08/2014   09/2014   10/2014   11/2014   12/2014   01/2015   02/2015   03/2015   04/2015   05/2015   06/2015   07/2015   08/2015   09/2015   10/2015   11/2015   12/2015   01/2016   02/2016   03/2016   04/2016   05/2016   06/2016   07/2016   08/2016   09/2016   10/2016   11/2016   12/2016   01/2017   02/2017   03/2017   04/2017   05/2017   06/2017   07/2017   08/2017   09/2017   10/2017   11/2017  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter