alcatruz

Alcatruz, s.m. (do Árabe alcaduz). Vaso de barro e modernamente de zinco, que se ata no calabre da nora, e vasa na calha a água que recebe. A. MORAIS SILVA. DICCIONARIO DA LINGUA PORTUGUESA.RIO DE JANEIRO 1889 ............................................................... O Alcatruz declina qualquer responsabilidade pelos postais afixados que apenas comprometem o signatário ...................... postel: hcmota@ci.uc.pt

22.2.06

 
As marés da nação. Fluxo e refluxo.

A população portuguesa é a resultante de miscigenização local de sucessivas vagas de imigrantes e do regresso de sucessivas vagas de emigrantes miscigenados “lá fora”.
Os bárbaros leste-europeus já cá encontraram romanos que, por sua vez, tinham esbarrado com os lusitanos, netos dos celtiberos leste-europeus que os tinham precedido.
Viriato
Nação porque reencarnaste,

Povo porque ressuscitou
ou tu, ou o de que eras a haste
- Assim se Portugal formou.

No Sec XV começou a diáspora para o Oriente, o Brasil, a África e, depois, para a América e, mais tarde, para a Europa, donde tinham vindo os seus enesidecavós e, mais tarde, os pais dos seus reis e nobres.
Conde D. Henrique
Todo começo é involuntário.

À espada em tuas mãos achada
teu olhar desce.
"Que farei eu com esta espada?"
Ergueste-a, e fez-se.

Mas a diáspora portuguesa terá começado muito antes -- no final da última glaciação que só poupou a Ibéria. Terá sido a partir daqui que se deu a re-colonização do continente, a fazer fé no cromossoma Y (IPATIMUP dixit), o padrão fálico dos descobrimentos portugueses.
O padrão
O esforço é grande e o homem é pequeno.

Eu, Diogo Cão, navegador, deixei
este padrão ao pé do areal moreno.


Alguns vieram forçados e se fizeram portugueses pela linha materna: Um em cada 17 portugueses possui variantes africanas recentes de DNA mitocondrial.

Mesmo as famílias nobres toleravam a miscigenização plebeia, conscientes do risco da consanguinidade; serviria para “estrumar o sangue” e, consequentemente, para o melhorar, argumentavam eugénicos. (D. S. Menezes).
O meio milhão de retornados foi o último grande refluxo, que ainda não terminou. O tempo e o mar impediram o regresso de muitos e o refúgio de alguns -- cujo apelo rezado em português no cemitério de Stª Cruz, em Timor ouvimos graças a Max Stahl.
A eles se juntaram os eslavos do leste, icosidodecanetos dos daqui partiram há milénios quando o degelo o permitiu. E a eles poderão ainda juntar-se cinco milhões de netos de emigrantes no Brasil que a Lei da Nacionalidade acolhe.

1. F. Pessoa. Mensagem
2. Agostinho da Silva



Comments: Enviar um comentário

<< Home

Archives

12/2004   01/2005   02/2005   03/2005   04/2005   05/2005   06/2005   07/2005   08/2005   09/2005   10/2005   11/2005   12/2005   01/2006   02/2006   03/2006   04/2006   05/2006   06/2006   07/2006   08/2006   09/2006   10/2006   11/2006   12/2006   01/2007   02/2007   03/2007   04/2007   05/2007   06/2007   07/2007   08/2007   09/2007   10/2007   11/2007   12/2007   01/2008   02/2008   03/2008   04/2008   05/2008   06/2008   07/2008   08/2008   09/2008   10/2008   11/2008   12/2008   01/2009   02/2009   03/2009   04/2009   05/2009   06/2009   07/2009   08/2009   09/2009   10/2009   11/2009   12/2009   01/2010   02/2010   03/2010   04/2010   05/2010   06/2010   07/2010   08/2010   09/2010   10/2010   11/2010   12/2010   01/2011   02/2011   03/2011   04/2011   05/2011   06/2011   07/2011   08/2011   09/2011   10/2011   11/2011   12/2011   01/2012   02/2012   03/2012   04/2012   05/2012   06/2012   07/2012   08/2012   09/2012   10/2012   11/2012   12/2012   01/2013   02/2013   03/2013   04/2013   05/2013   06/2013   07/2013   08/2013   09/2013   10/2013   11/2013   12/2013   01/2014   02/2014   03/2014   04/2014   05/2014   06/2014   07/2014   08/2014   09/2014   10/2014   11/2014   12/2014   01/2015   02/2015   03/2015   04/2015   05/2015   06/2015   07/2015   08/2015   09/2015   10/2015   11/2015   12/2015   01/2016   02/2016   03/2016   04/2016   05/2016   06/2016   07/2016   08/2016   09/2016   10/2016   11/2016   12/2016   01/2017   02/2017   03/2017   04/2017   05/2017   06/2017   07/2017   08/2017   09/2017   10/2017   11/2017   12/2017   01/2018   02/2018   03/2018   04/2018   05/2018   06/2018   07/2018   08/2018   09/2018   10/2018   11/2018   12/2018   01/2019   02/2019   03/2019   04/2019   05/2019   06/2019   07/2019   08/2019   09/2019   10/2019  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter